MENU

20 de julho de 2014 - 19:58Cinema

James Garner (1928-2014)

grandprix2

MARATAÍZES - Pete Aron não está mais entre nós. Morreu na noite deste sábado o ator James Garner, aos 86 anos. O astro de Grand Prix, a melhor película sobre automobilístico do século XX, não resistiu após seis anos debilitado em razão de um derrame e faleceu em sua casa, em Brentwood, na Califórnia.

Garner foi um dos principais atores do filme dirigido por John Frankenheimer e que se tornou um ícone entre os fãs do esporte a motor. Ao lado de Yves Montand e outros atores de expressão menor, ele participou da trama que girava em torno da rivalidade entre os pilotos em busca do título mundial de Fórmula 1 em 1966. E ao contrário da grande maioria dos seus colegas, James estudou a fundo o papel. Entrou na escola de pilotagem de Bob Bondurant, consultou-se com Phil Hill, campeão mundial de 1961. Enfim… levou o negócio muito a sério.

Afora Grand Prix, curiosamente (ou não) omitido de sua biografia cinematográfica pelo G1, James atuou noutras produções de vulto, como Victor ou VictoriaMaverick, além de estrelar a série Arquivo Confidencial, que lhe rendeu um Emmy – o Oscar da televisão – em 1977.

still-of-james-garner-in-grand-prix-(1966)-large-picture

Garner manteve-se em atividade na profissão até os 70 anos. Envelheceu e morreu com dignidade. Os fãs de Grand Prix, hoje, lhe prestam as maiores homenagens que poderia receber.

 

5 comentários

  1. Zé Maria disse:

    Belo texto em homenagem a mais um dos grandes que se foi. . .
    E “Grand Prix” foi de fato “o filme” sobre corridas, mesmo reconhecendo que “As 24 Horas de Le Mans” e “Rush” também foram muito bem realizados!
    Quanto à “barriga” do G1, sem novidades, as usual. . .
    E olha que na transmissão de hoje do GP alemão, houve inclusive a citação do mesmo pela turma que narrava. . .sem comentários.
    Zé Maria

  2. Paulo Lava disse:

    Um domingo triste. Por outro lado e, independente da frase envolvendo a omissão do G1, justiça seja feita: no programa ‘Fantastico’, durante reportagem sobre o passamento do Garner, foram inseridas imagens do clássico Grand Prix e, claro, a participação dele neste filme.

  3. Vinicius disse:

    Agora,só continuam entre nós Nino Barlini(Antônio Sabato) e Scott Stoddard(Brian Bedford).

    Que Deus tenha recebido Pete Aron de braços abertos.

  4. Alvaro Ferreira disse:

    O James Garner tinha também vocação prá piloto. Vejam só no ótimo artigo da Motorsport:
    http://www.motorsportmagazine.com/race/racing-history/meeting-pete-aron/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>