MENU

12 de maio de 2015 - 13:03Fórmula 1

Como?

2015412141124_AP853096013563_II

RIO DE JANEIRO - A Williams sabe que hoje é a terceira força da Fórmula 1 e até em alguns momentos, consegue chegar ao mesmo nível da Ferrari, como aconteceu no último – e chato – GP da Espanha. A sua dupla é uma das mais consistentes deste início de campeonato, mas cabe a pergunta:

Como, afinal, Valtteri Bottas superou – com uma corrida a menos – o total de pontos do companheiro de equipe Felipe Massa após o GP da Espanha?

A análise é do Fernando Silva e está no Grande Prêmio. Leiam lá e comentem aqui.

5 comentários

  1. Ricardo Talarico disse:

    Simples. O Bottas é mais piloto que o Massa.
    Provou isso no ano passado e está confirmando neste ano.

  2. Fernando Lima disse:

    Seguinte: Considero Massa um bom piloto, mas não excepcional…viveu uma grande fase em 2008, onde quase foi campeão…em 2009, mesmo antes da mola na cabeça, não mostrou a performance de antes…
    Sobre Bottas (Sapattos, diria Flavio Gomes…), é sim mais rápido, não sei se mais talentoso, mas trabalha para quem sabe conseguir subir aos times principais, se mostra mais determinado, enquanto Massa está no caminho inverso: flertou com o título há anos atras e guiou realmente um carro de ponta na época.
    O último parágrafo da análise do xará Fernando Silva chamou a atenção: Massa pode até reagir em Monaco, mas sabe-se que ele não gosta da pista, e não me lembro de grandes apresentações dele por lá…sei não hein.

  3. Alex disse:

    Rodrigo, eu tendo a concordar com a análise. Não tanto por causa dos pontos, mas pelo que temos visto na pista e no cômputo geral. É uma pena que alguns meios de comunicação acreditem que, para manter o interesse do telespectador, seja preciso engana-lo fazendo-o acreditar que os pilotos brasileiros são sempre os melhores, que são injustiçados, vítimas de tramóias, etc

  4. Fernando Kesnault disse:

    Não seria porque é mais piloto??? Dedução mais simples, direta e verdadeira.

  5. O Massa é um ótimo piloto, mas o Bottas é melhor, mais técnico, rápido e constante. E ainda pesa quanto ao Felipe o fato de já está na parte final de sua carreira, enquanto o baby do gelo ainda tem uma vida de F1 pela frente.
    Vou me surpreender se esse finlandês não for campeão em uns três anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>