MENU

15 de maio de 2015 - 21:05Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (259)

1297420831921_ORIGINAL

RIO DE JANEIRO - A foto acima é de uma das chegadas mais apertadas da história de Indianápolis, em que Al Unser Jr. venceu com seu Galmer Chevrolet #3 da Galles Racing a prova disputada em 1992, uma das mais acidentadas de todos os tempos. E que quase promoveu um herói improvável: o canadense Scott Goodyear.

Naquele ano, ele largou de 33º e último no grid porque, pelo regulamento da prova, classifica-se o carro e não o piloto. A Walker Racing, escuderia que defendia, tinha Mike Groff no grid e por um problema qualquer, Goodyear não se classificara por seu próprio mérito. Como o patrocínio da Mackenzie era o que levava grana para a equipe e o canadense era também o piloto titular na temporada toda da então CART, Derrick Walker mandou Groff pro banco de reservas e pôs Scott em seu lugar. E quase deu pro canadense.

Já pensaram?

Goodyear, aliás, é insuperável em matéria de falta de sorte em Indianápolis – o único parâmetro com ele é Lloyd Ruby, piloto da velha guarda. Além de ser vice de novo na edição de 1997, ele perdeu a chance de ganhar a corrida em 1995 ao queimar de forma absurda a última relargada daquela corrida, o que o fez ser punido com a perda de uma volta, sendo relegado ao 14º lugar.

Hoje com 55 anos de idade, Scott é comentarista da Fórmula Indy nos EUA. Retirou-se do esporte em 2001, com 11 participações de Indy 500 no currículo.

Há 23 anos, direto do túnel do tempo.

6 comentários

  1. Vinicius disse:

    Goodyear não disputou a edição de 2007.

  2. Vinicius disse:

    Claro que pode errar Rodrigo.

  3. Raphael Serafim disse:

    Apenas uma curiosidade, o capacete do Scott Goodyear é muito idêntico ao do Alain Prost. Excelente post Rodrigo

  4. Gustavo disse:

    O regulamento da Indy de final da década de 1980 e início de 1990 era um dos mais bacanas que já vi, com grande variedade de fornecedores de chassi e motor, e com provas bastante disputadas.

    Tudo sem firulas tecnológicas ou orçamentos estratosféricos.

    Pena ter dado no que deu, com a divisão das categorias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>