MENU

25 de julho de 2015 - 15:44Fórmula 1

Alonso, Alonso…

1437832975

RIO DE JANEIRO - O Victor Martins mandou o link para mais uma matéria do Grande Prêmio sobre o GP da Hungria com a seguinte mensagem, via twitter: “O Alonso tá começando a virar a chavinha da F1.”

Concordo ipsis litteris com o confrade.

E querem saber? Se arrependimento matasse, o espanhol bicampeão em 2005 e 2006 já era um cara morto. Teve na mesa um contrato com a Porsche para disputar as 24h de Le Mans, um sonho que o asturiano acalentou assim que conheceu – e se apaixonou – o Campeonato Mundial de Endurance (WEC).

Ao mesmo tempo, realizar “um sonho de menino”, que era guiar a combinação McLaren Honda o impediu de dar o passo rumo a outras categorias. Pesou as duas situações – a Honda não lhe deu escolha – e preferiu continuar na categoria máxima. Após a vitória do construtor germânico em Sarthe, no carro em que certamente estaria inscrito e com um ponto apenas no Mundial de Fórmula 1, muita coisa deve estar passando e pesando na cabeça do espanhol.

Aos 33 anos, Fernando sabe que seu tempo é pra hoje. Daqui a pouco, estará se sentindo desmotivado para continuar onde está e o caminho natural é o WEC, no qual será recebido – sem nenhuma dúvida – de braços abertos e será celebrado como o ótimo piloto que sempre foi, embora tenha quem ache o contrário.

3 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Só o Alonso?? Sei não se o Hulkemberg, mesmo pintando uma nova chance num carro mais competitivo para 2016 (provavelmente Willians…), não resolva mudar de ares…
    Voltando ao Alonso, até mesmo o falecimento do Bianchi, de quem ele era próximo, pode ter jogado sua motivação ainda mais para baixo com a “categoria máxima”.

  2. Gustavo Oliveira disse:

    Sempre o achei excelente piloto, mas muito longe de ser o melhor de sua geração, como muitos dizem.

    Na pilotagem pura, sim, um gigante, mas uma carreira não é feita apenas do tempo em que o cara tá sentado no carro acelerando, freando e trocando de marchas. Inteligência emocional, construir e motivar uma equipe em volta de sí e estar no lugar certo na hora certa sempre foram qualidades essenciais e nisso Alonso é do maios ou menos para o ruim mesmo.

  3. André Fonseca disse:

    Alonso é ótimo só em jogar para torcida.

    Não o vejo como um dos grandes da F1, e o bicampeonato é muito mais do que ele realmente poderia alcançar.

    Quando teve uma chance de me calar, e realmente mostrar pro mundo inteiro que era tudo isso pois estava com um carro não muito bom, empacou atrás do Petrov.

    E ainda saiu dizendo que a culpa era do russo!!!

    Com Alonso: “eu ganho, eles perdem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>