MENU

14 de julho de 2015 - 18:17Fórmula 1, Memorabilia

Relíquia

11721108_787956414653086_1114353557_n

11655467_787956404653087_1946230388_n

11749467_787956401319754_1003202432_n 11737113_787956424653085_1758673341_n11736968_787956387986422_1863252183_n (1)

RIO DE JANEIRO - O Adriano Favetta, via Facebook, me perguntou se eu conhecia estas fotos do acidente de François Cévert em 1973, no circuito estadunidense de Watkins Glen. Respondi que não, que nunca havia visto. Então, já que estas fotos começaram a circular nas redes sociais, não vou “marcar touca” não. Iria esperar a oportunidade certa, que seria o próximo dia 6 de outubro, quando se completa 42 anos da perda do piloto francês, mas não vou dar chance pro azar. Vai que esqueço…

Enfim… são registros chocantes de um momento que poucos que presenciaram aquilo tudo – e permanecem vivos – conseguiram esquecer.

15 comentários

  1. Rui Pastor disse:

    Chocante.

  2. Romeu Nardini disse:

    Chocante mesmo. Uma triste recordação de uma época em que era comum a morte de pilotos da F-1 a cada ano. E imagens inéditas, para muitos. Eu também não conhecia essas fotos, vista por esses ângulos.

  3. rubem gonzalez disse:

    Um dos que mais ficaram abalados na época foi o J.C Pace, A brutalidade desse acidente chocou a todos pois o Cevert foi literalmente destroçado.

  4. João Luiz Marques disse:

    Os pilotos que aparecem na terceira foto, de cima pra baixo (e que dá pra reconhecer os números) são Mike Hailwood (23) e Clay Regazzoni (19)

  5. Fernando disse:

    Glen mudou tanto que é meio dificil distinguir que lugar da pista é, parece o final do subida dos Esses.

  6. Fernando Lima disse:

    Realmente impressionante…essas fotos dão a noção exata da brutalidade da batida.

  7. hamzi disse:

    um detalhe, na segunda foto onde mostra o que sobrou do carro com o motor , da para identificar o capacete, certo?

  8. eduardo disse:

    fazendo a comparação com o acidente em daytona que o piloto saiu do carro andando e a unica parte do carro que sobrou foi o lugar onde o piloto fica da a idéia de quanto a segurança aumentou,na época os carros desmanchavam com conseguencias gravissimas para os pilotos e tem gente pedindo corridas mais perigosas

  9. fabiogp5 disse:

    Quando aconteceu em 73, ouvia o evento por rádio pois, naquele final de semana a mesma não estava sendo transmitida por TV aliás, algumas provas não eram transmitidas. Fiquei muito impressionado e surpreso, primeiro por que era o Cevert, o cara de todas as mulheres do circo e um tremendo Bota, segundo por eu não tinha ainda a noção ( era garoto ) de quanto eram vulneráveis aqueles carros. As fotos, após tantos anos ainda me surpreende muito.

  10. Alvaro Ferreira disse:

    Nunca tinha visto essas fotos, impressionantes…

    Prá ver como as coisas eram diferentes em termos de informação em 1973: eu estava em Petrópolis, passando o fim-de-semana com a minha namorada e a família, e não fiquei sabendo de nada. Só quando comprei o jornal do dia seguinte…
    E pensar que no dia do acidente eu tinha ido à oficina do Renato Peixoto dar uma olhada num trem traseiro usado do March F-1 1972 do Moco, e ele também não sabia de nada!

  11. hélio cavalcanti de siqueira campos disse:

    Caros: Realmente acompanhar a F1 nos anos 70 era um verdadeiro desafio. Era pequeno mas me lembro que até as corridas que passavam o reclame avisando q iriam passar simplesmente sumia por várias razões. Quando não era o satélite, era futebol ou qualquer evento (a corrida USA 1974 final na qual Fittipaldi foi bi, eu soube que Paul Newman cobrou os direitos da Globo na última hora e a corrida não foi transmitida p o BR- não sei se é lenda urbana).

    Os registros de acidentes então, era mais complicado. O acidente de Cevert acho q nem a Tv americana pegou pois foi pela manhã no warm-up. Na biblioteca q existe em W.Glen tem muitos vídeos inéditos mas nada sobre o acidente (TV).

    Acerca das fotos, conhecia a duas primeiras (SUTTON pictures), mas as outras não….realmente incríveis!!!! e tristes pois o cara era um bota!!!!
    Abraços

    • Barba disse:

      Hélio,

      É lenda, a corrida foi transmitida.

      Abraço,

      Barba

      • Hélio Cavalcanti disse:

        Ok Barba
        Obrigado pela informação.
        Realmente era pequeno e assisti algumas corridas de 1973 (Hol, Ale e Áustria)…
        De 1974 não me lembro de nenhuma. Morava no interior de Pernambuco…A Tv pegava bem e tinham alguns canais mas às vezes não ocorriam as transmissões.
        Em 1975 lembro do GP da Inglaterra….
        Seria interessante se o site GP tb tivesse interesse nas narrativas das pessoas que viveram essa época em que tanto a F1 era mais interessante e igualitária como as transmissões de cada evento demandava uma verdadeira operação de guerra.
        A globo mesmo devia lançar essas memórias !!!!
        abçs. Hélio

  12. hélio cavalcanti de siqueira campos disse:

    Pessoal …uma correção…Eu soube que Paul Newman tinha comprado os direitos televisivos e não cobrado. Desculpem.

    Outra informação é que na última foto aparece um piloto correndo p a cena do acidente. Acredito que é Chris Amon que naquele fim de semana e no gp anterior (canada) foi o terceiro piloto da Tyrrell.
    Abçs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>