MENU

11 de julho de 2015 - 21:42United Sports Car Championship

Taylor é o pole para o United SportsCar no Canadá

07112015_TUSC_CTMP_Practice_9

Espantando os males: Ricky Taylor cravou a pole para a etapa deste domingo no Canadá (Foto: IMSA.com)

RIO DE JANEIRO - Nada como amenizar o insucesso na etapa anterior com uma pole position. Foi assim que os irmãos Taylor – Jordan e Ricky – espantaram o acidente sofrido nas 6h de Watkins Glen. Com Ricky a bordo do Corvette DP #10 da Wayne Taylor Racing, a equipe da Flórida ficou com a pole position no tempo de 1’09″705, superando por 0″159 o #5 da Action Express guiado pelo brasileiro Christian Fittipaldi, atual campeão da categoria ao lado do português João Barbosa.

Os dois primeiros do grid foram os únicos do treino classificatório a virar abaixo de 1’10″, com Scott Pruett se colocando em 3º com o Ford EcoBoost Riley DP da Ganassi em terceiro. A segunda fila tem também o #90 classificado por Michael Valiante, líder do campeonato em dupla com Richard Westbrook. Eric Curran classificou-se em quinto e o Ligier JS P2 HPD #60 da Michael Shank Racing, mais rápido em todos os três treinos livres – sempre com o brasileiro Oswaldo Negri a bordo, ficou com o 6º lugar numa boa performance de John Pew, a apenas 1″020 do pole.

Se o recorde da classe Prototype não foi batido em Mosport, nas demais classes os tempos da pole foram superados. Na Prototype Challenge, James French superou o canadense Chris Cumming ao fim dos 15 minutos regulamentares e registrou a melhor marca da categoria, com 1’12″667, enquanto o piloto do #11 da RSR Racing, companheiro de equipe do brasileiro Bruno Junqueira, ficou a 0″032. A terceira posição – surpreendentemente – foi de Jonathan Bennett, com Mike Guasch em quarto e Mikhail Goikhberg fechando os cinco melhores.

Na GTLM, o campeão das 24h de Le Mans Nick Tandy, que dividiu a glória daquela corrida com Earl Bamber e o piloto de Fórmula 1 Nico Hülkenberg, quebrou não só a melhor marca da pista na sua categoria como também uma escrita: nas 17 corridas anteriores do Tudor United SportsCar, foram exatamente 17 pilotos diferentes a marcar o melhor tempo. O britânico da equipe Porsche North America, que fora o mais rápido na Petit Le Mans, registrou a pole da categoria com o tempo de 1’14″829, somente 0″028 melhor que a BMW #25 guiada por Dirk Werner.

07112015_TUSC_CTMP_Practice_3

Jan Magnussen e Antonio Garcia defendem a liderança no campeonato ainda a bordo do Corvette cedido pela Larbre Competition (Foto: IMSA.com)

A outra BMW oficial de fábrica com Lucas Luhr a bordo ficou com a terceira colocação, seguido por Pierre Kaffer na Ferrari da Risi Competizione. Líderes do campeonato, Jan Magnussen e seu companheiro de equipe Antonio Garcia ocupam o quinto posto no grid da classe, mais uma vez competindo com o Corvette C7-R cedido pela Larbre Competition, uma vez que o carro titular ainda não foi totalmente reconstruído após o acidente em Le Mans há quase um mês atrás – e também porque o construtor ianque está preparando um novo carro para o próximo ano.

Os oito carros da GTLM ficaram separados na sessão de classificação por escassa margem, pouco superior a meio segundo. De realçar que o carro vencedor das 6h de Watkins Glen na divisão, o Porsche #17 de Bryan Sellers e Wolf Henzler fecha a raia. O grid terá 23 carros com a ausência – mais uma vez – de um dos Mazda SDR14.

O Fox Sports 2 transmite a corrida do Tudor United SportsCar Championship ao vivo, a partir de 12h50 (horário de Brasília). Estarei nos comentários ao lado de Sergio Lago. Torcemos juntos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>