MENU

14 de dezembro de 2015 - 21:55Galeria de Campeões

Galeria dos Campeões 2015 – Ásia/Pacífico

RIO DE JANEIRO - Agora vamos à quarta parte da Galeria dos Campeões do Automobilismo em 2015, passando às categorias disputadas na região Ásia/Pacífico, principalmente Japão e Austrália.

Super Formula

011

Hiroaki Ishiura é o novo campeão da Super Formula, principal categoria de monopostos do Japão. O piloto da equipe Cerumo/Inging venceu duas das oito corridas da temporada 2015, marcando pontos em todas elas. Com quatro pódios, Ishiura desbancou os principais favoritos, entre eles o compatriota Kazuki Nakajima, que vencera o último campeonato e o alemão Andre Lotterer.

João Paulo de Oliveira disputou mais uma vez o certame pela equipe Lenovo Team Impul. O brasileiro venceu a 3ª etapa e conquistou dois pódios, marcando pontos em sete provas. Terminou na 4ª posição, com 34 pontos.

Formula 3 Japan

Nick-Cassidy-Japanese-F3

Mais um título para a equipe Petronas Team Tom’s: Nick Cassidy ganhou sete das 16 corridas disputadas, contra cinco do rival e companheiro de equipe Kenta Yamashita. E levou a taça de campeão com 129 pontos contra 113 do vice-campeão. A Fórmula 3 japonesa é um dos únicos certames nacionais da categoria ainda em atividade, assim como no Brasil e na Austrália. E na categoria National, para monopostos produzidos no biênio 2006/2007, o título foi de Ryo Ogawa, com grande tranquilidade.

Formula 3 Australia

11081446_810840728952807_11458178795062457_n

O Australiano de F3 foi disputado este ano em sete etapas e o título ficou com Ricky Capo, com um Dallara F311 Mugen Honda. O piloto somou 276 pontos, quatro à frente do vice-campeão Jon Collins. Na categoria National, também para modelos mais antigos assim como no Campeonato Japonês, Luke Spaulding levou a taça com enorme vantagem sobre o 2º colocado.

Asian Formula Renault Challenge

13889621591

A AFR Series foi disputada neste ano em seis rodadas duplas, disputadas em apenas três circuitos – Sepang, Xangai e Zhuhai. O campeonato teve poucos inscritos e somente 10 participantes fizeram todas as 12 corridas. Na divisão principal, Dan Wells faturou o título com 10 vitórias (consecutivas) e 330 pontos. O chinês Andy Zheng levou o troféu da Classe B.

Formula Ford Australia

home-page-4-1024x444

A tradicionalíssima Fórmula Ford segue viva na Austrália e o campeonato de 2015 consagrou um novo campeão: Cameron Hill, com um monoposto Mygale, de fabricação francesa, ganhou 12 das 18 provas disputadas em seis rodadas triplas e o título, com 306 pontos contra 238 do vice Christian Morina. Na 1600 Series, Luke Ellery foi o maior vencedor do ano, mas em contrapartida foi menos regular que Cameron Walters, que levou o título desta subclasse, também com um Mygale.

F4 Japanese Championship

f4-15rd7-053

A Fórmula 4 também chegou ao Japão e teve Shou Tsuboi como o número #1 da temporada 2015. O piloto venceu metade das 14 corridas disputadas em sete rodadas duplas ao longo do campeonato, somando 195 pontos – apenas três a mais que o vice, Tadasuke Makino.

Campeão da extinta Fórmula Futuro em sua primeira temporada, Nicolas Costa fez uma temporada parcial na categoria, com um 4º lugar logo na primeira prova. Foi seu único bom resultado, já que o piloto deixou o certame após a 4ª rodada, terminando o ano em 18º lugar. Gustavo Myasava entrou em seu lugar para as provas finais, mas não pontuou.

CAMS Australia Formula 4 Championship

819418-154e6f2e-2840-11e5-9a92-a8dea13fb303

Na Austrália, deu Jordan Lloyd na disputa do campeonato local de Fórmula 4. O piloto do Team BRM, de apenas 20 anos de idade, teve números incontestáveis ao longo de sete rodadas disputadas: 441 pontos, 12 vitórias, 18 pódios, seis pole positions e onze recordes de volta mais rápida em prova. Tom Randle foi o vice e William Brown completou o top-3 final do ranking.

Formula Masters China Series

71439166223_950x600

O estoniano Martin Rump, de 19 anos, levou a taça de campeão da Formula Masters China Series, certame disputado em seis rodadas, inclusive com provas fora da China. Todas as provas foram disputadas em formato de três corridas por fim de semana e o representante da Cebu Pacific Air by KCMG somou 274 pontos contra 163 do vice-campeão Jacob Parsons.

Toyota Racing Series New Zealand (TRS)

strollprofile

Primeira competição do ano, já que é realizada todo ano no mês de janeiro, a Toyota Racing Series foi disputada em 16 corridas e serve como importante preparação para os pilotos que têm como objetivo brilhar em categorias como a Fórmula 3. Foi o caso de Lance Stroll: o canadense de 17 anos defendeu a M2 Competition e conquistou o título do TRS com 906 pontos, somando quatro vitórias e 10 pódios. O francês Brandon Maisano teve a única alegria do ano ao levar o vice, seguido do ítalo-estadunidense Santino Ferrucci.

Sérgio Sette Câmara participou de algumas provas do TRS no fim do campeonato: o piloto brasileiro defendeu a Giles Motorsport em sete corridas e ficou em 20º na classificação, com 199 pontos.

Super GT (GT500)

1-motul-autech-nissan-gt-r-nismo-gt500-of-ronnie-quintarelli-and-tsugio-matsuda-wins-the-2015-g

Num dos campeonatos mais equilibrados e disputados da história do Super GT na classe GT500, o italiano Ronnie Quintarelli conquistou seu quarto título na categoria, o segundo em dupla com Tsugio Matsuda. A dupla da equipe Motul Autech Nissan somou duas vitórias e 79 pontos ao fim da temporada, que teve como ponto alto a disputa dos tradicionais 1000 km de Suzuka.

João Paulo de Oliveira lutou pelo título até a última etapa e quase conquistou o primeiro troféu de campeão desta categoria. O piloto do Calsonic Team Impul correu todo o ano ao lado de Hironobu Yasuda e conquistou duas vitórias – na segunda e na sétima etapas. Acabou perdendo o campeonato por cinco pontos e levou o vice.

Super GT (GT300)

ngE1768F76-6CB7-49EE-B89A-6DC71427AA08

André Couto, português nascido em Macau, foi o dominador absoluto do Super GT na classe GT300. Com o Nissan “Godzilla” GT3-R Nismo, o piloto de 39 anos conquistou duas vitórias e fez pontos em todas as corridas de 2015. Somou 94 pontos, 20 à frente de Katsumasa Chiyo, que só não foi campeão junto a Couto porque não disputou a 3ª etapa, realizada em concomitância com o Blancpain Endurance Series.

GT Asia Series

racing_presser (1)

Darryl O’Young deixou o WEC para voltar às provas asiáticas e levou a taça de campeão do GT Asia Series. O piloto da Craft-Bamboo Aston Martin Racing começou o ano tendo Jonathan Venter como companheiro de equipe e depois Daniel Lloyd se juntou ao representante de Hong Kong para o resto do certame. O piloto de 35 anos somou 155 pontos, quatro apenas à frente da dupla formada por Adderly Fong/Keita Sawa, que liderou o campeonato até quase o final e acabou levando mesmo o vice.

Australian GT Championship

Audi_AGT_Highlands_R2_Mies-Millier_111115_mpix_med-728x410

Christopher Mies foi indicado pela Audi para disputar o ascendente Campeonato Australiano de GT, com a maioria das provas ocorrendo em paralelo ao V8 Supercars. O piloto alemão fez ótima temporada com a equipe Jamec-Pem Racing e levou o troféu de campeão para casa, somando 643 pontos com três vitórias e uma pole position, contra 539 do vice-campeão Grant Denyer. Nas demais subclasses, títulos para Richard Gartner (Challenge) e Barton Mawer/Greg Taylor (Trophy).

TCR Asia Series

TCR series Singapore 18 - 20 September 2015

O título da primeira temporada do TCR Asia Series coube a Michael Choi. Veterano de 47 anos, o representante de Hong Kong defendeu a Prince Racing, somando 122 pontos, duas vitórias e quatro pódios. Rodolfo Ávila, que já esteve até na extinta e tradicional F3 inglesa, levou o vice. Philippe Descombes completou os três primeiros da tabela de pontos.

Porsche Carrera Cup Asia

chris-van-der-drift_central_banners

A errática carreira de Chris Van der Drift pelo menos lhe rendeu o primeiro título desde 2008, após a conquista na extinta Fórmula Master. O piloto de 29 anos conquistou sete vitórias, 10 pódios e seis pole positions para conquistar a taça da Porsche Carrera Cup Asia, somando 234 pontos contra 216 do experiente Craig Baird e 192 do alemão Nico Menzel.

Porsche Carrera Cup Australia

CUnpuZrU8AAEwwx

Oito vitórias, 14 pódios, cinco recordes de volta em prova e uma solitária pole position: este foi o cartel de Nick Foster, piloto de 23 anos, para chegar ao título da Porsche Carrera Cup na Austrália. O piloto nascido em Brisbane somou 956 pontos contra 892 do experiente David Russell e 860 de Matt Campbell.

Audi R8 LMS Cup

Audi R8 LMS Cup Shanghai

Alex Yoong (lembram dele?) ainda está na ativa. E aos 39 anos de idade, o piloto malaio com passagem pela Minardi na F1 levou o bicampeonato do certame monomarca Audi R8 LMS Cup, por apenas um pontinho contra o chinês Cong Fu “Frankie” Cheng. Marchy Lee completou o pódio do ranking de pilotos da competição.

International V8 Supercars Championship

mark-winterbottom-pepsi-e1430554848210

Mark “Frosty” Winterbottom finalmente chegou lá. Aos 34 anos, o piloto da Ford Prodrive Racing pôs fim a cinco anos de domínio absoluto do rival Jamie Whincup, que defende a Red Bull Racing e a Holden no principal certame australiano de Turismo, um dos melhores do mundo. “Frosty” somou 3246 pontos e conquistou sete vitórias, sendo um dos pilotos mais regulares da temporada. Desta vez, Whincup não lutou pelo título, mas a Red Bull Racing teve Craig Lowndes na batalha – para levar o vice, seguido por David Reynolds.

Na Pirtek Enduro Cup, competição paralela com quatro corridas de Endurance e disputadas em duplas, o troféu de campeão ficou com a dupla formada por Garth Tander/Warren Luff.

Dunlop V8 Supercars Series

V8SCR12_AUCKLAND500_DKIMG3672-e1447113891940

Na série de acesso ao certame principal, Cameron Waters foi o grande campeão de 2015. O piloto de apenas 21 anos garantiu seu acesso à divisão principal no próximo ano com o título da temporada, somando 1966 pontos, 10 vitórias, 15 pódios, 11 pole positions e seis voltas mais rápidas. Uma campanha para ninguém botar defeito. Paul Dumbrell foi o vice e Jack Le Brocq ficou com a 3ª posição da classificação.

Australian V8 Ute Racing Series

GOU5847-800

Ryal Harris levou o título da V8 Ute Australiana, disputada por picapes ao mesmo estilo da Camping World Truck Series da Nascar. O piloto da Matt Stone Racing somou 1180 pontos contra 1086 do vice Kris Walton. O certame foi disputado em oito rodadas, como preliminar de diversos eventos da International V8 Supercars Series.

5 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Quando leio posts como esse, sempre me bate uma dúvida: Existe uma infinidade de categorias nessas regiões ou na verdade falta por aqui?? Algumas delas sinceramente nem conhecia.

  2. Luiz disse:

    Mattar, uma dúvida: além do australiano sobrou algum outro campeonato de F-Ford pelo mundo?

  3. Vagner disse:

    Excelente postagens detalhando os campeões. Vai ter uma postagem falando das categorias aqui no Brasil e no continente sul-americano?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>