MENU

4 de janeiro de 2016 - 13:12Rali Dakar

Dakar 2016: Price vence primeira especial para valer nas motos

TP_News_2

RIO DE JANEIRO - Começou o Rali Dakar 2016, que neste ano será disputado entre Argentina e Bolívia, pelas próximas duas semanas. Eu ainda estava chegando do Chile, onde passei o Réveillon com minha mulher, e soube que o evento – o maior do gênero no planeta – começara mal: a chinesa Guo Melling conseguiu capotar com seu poderoso Mini no prólogo do sábado e precipitou-se sobre um grande grupo de espectadores, ferindo vários – um com gravidade.

Dinheiro não compra talento. E não é qualquer um que pode guiar os Mini da equipe X-Raid de Sven Quandt.

Não obstante, quando o avião em que viajávamos sobrevoou a região de Córdoba, passamos por muitas nuvens e o fim do ano tinha sido de muita chuva na Argentina. O sábado também foi de chuva por ali e o resultado é que o nível dos rios estava excessivamente alto. Os helicópteros não conseguiam decolar por absoluta falta de visibilidade e assim a primeira especial, que terminaria em Villa Carlos Paz, exatamente ali por Córdoba, foi cancelada neste domingo.

O ASO, organizador do evento, promoveu então mais modificações visando a segurança dos competidores. O trecho cronometrado de hoje entre Villa Carlos Paz e Termas de Río Hondo, foi encurtado. Teria percurso de 510 km para carros e caminhões e 450 km para motos e quads. Reduziu-se o dia para 387 e 354 km, respectivamente.

A especial de hoje teve largada cedo e os primeiros pilotos de motos já chegaram ao fim da especial, rumando à assistência remota, mui certamente montada dentro do moderno autódromo de Termas de Río Hondo. E o piloto mais rápido do dia foi o novato de 2015, o australiano Toby Price.

O piloto oficial KTM completou a etapa com o tempo de 3h46min24seg, tendo sido o 16º na linha de largada. Desde o primeiro waypoint, Price se manteve na frente dos rivais e somente o português Ruben Faria, com uma Husqvarna, ameaçou sua liderança. A diferença entre os dois foi mínima: somente 20 segundos separaram os dois mais rápidos da etapa. Toby superou também o adversário na classificação geral – assumindo a liderança por somente um par de segundos.

Stefan Svitko, outro piloto que vinha com destaque nas últimas edições do evento, começou muito bem e foi o terceiro mais rápido. Alain Duclos, francês de origem malinesa, foi o quarto com sua Sherco TVS, seguido pelo austríaco Mathias Walkner, em mais uma KTM oficial de fábrica.

Só aí veio a melhor das Honda, com o português Paulo Gonçalves a bordo. O vice-campeão do Dakar 2015 na categoria, considerado um dos grandes favoritos ao título deste ano, chegou em sexto perdendo 2min38seg em relação a Price. Joan Barreda Bort foi o sétimo, a 3min22seg do vencedor do dia.

A boa surpresa do dia foi o argentino Kevin Benavides. Ele terminou com o oitavo melhor tempo, após ter sido o quarto melhor no prólogo de sábado. Superou diversos pilotos oficiais, inclusive todo o esquadrão da Yamaha – aliás, o melhor piloto da marca dos três diapasões ficou só em 12º, no caso, o italiano Alessandro Botturi.

Fecharam os dez mais rápidos do dia o experiente espanhol Juan Pedrero Garcia, com outra Sherco TVS e o chileno Pablo Quintanilla, outra das atrações do último Dakar, a bordo de uma Husqvarna.

O brasileiro Jean Azevedo sofreu um acidente logo no quilômetro 30 da etapa. Ele tinha sido o 17º na linha de partida e só alcançou, até o momento em que escrevo este post, quatro waypoints, ficando no momento fora dos 100 primeiros colocados. O nosso único representante nas motos não começa bem…

Resultado da etapa #2 do Rali Dakar nas motos
Villa Carlos Paz-Termas de Río Hondo (354 km)

1. Toby Price (KTM) – 3h46min24seg
2. Ruben Faria (Husqvarna) – a 20seg
3. Stefan Svitko (KTM) – a 1min28seg
4. Alain Duclos (Sherco TVS) – a 1min51seg
5. Mathias Walkner (KTM) – a 2min00seg
6. Paulo Gonçalves (Honda) – a 2min38seg
7. Joan Barreda Bort (Honda) – a 3min22seg
8. Kevin Benavides (Honda) – a 3min36seg
9. Juan Pedrero Garcia (Sherco TVS) – a 4min25seg
10. Pablo Quintanilla (Husqvarna) – a 4min32seg

Classificação geral extra-oficial

1. Toby Price – 3h53min09seg
2. Ruben Faria – a 2seg
3. Stefan Svitko – a 1min21seg
4. Alain Duclos – a 1min53seg
5. Mathias Walkner – a 1min59seg
6. Joan Barreda Bort – a 3min04seg
7. Paulo Gonçalves – a 3min20seg
8. Kevin Benavides – a 3min26seg
9. Pablo Quintanilla – a 4min24seg
10. Juan Pedrero Garcia – a 4min30seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>