MENU

28 de janeiro de 2016 - 16:18IMSA

Negri e Bourdais lideram sessões livres em Daytona com chuva

Dagys_2016_8592

Na frente: Oswaldo Negri colocou o Ligier JS P2 HPD da Michael Shank Racing à frente da concorrência, sob chuva, nos treinos das 24h de Daytona (Foto: John Dagys/Sportscar365.com)

RIO DE JANEIRO - Chove na Flórida. E os primeiros treinos para a disputa da edição 2016 das 24h de Daytona foram prejudicados pelo piso molhado no circuito misto de 5,728 km de extensão. Mais cedo, as condições pareceram melhores. Tanto que Oswaldo Negri fez o melhor tempo em 1’54″807 com seu protótipo Ligier JS P2 HPD. Mas novamente o que se viu na Petit Le Mans aconteceu de novo: os pneus Michelin se mostraram superiores aos compostos da Continental e oito entre os dez primeiros da sessão matinal foram carros da divisão GTLM.

A nova Ferrari F488 GTE foi muito bem: 2º tempo com Toni Vilander e quarto com James Calado. Entre eles, o Porsche 991 RSR guiado por Fred Makowiecki, mostrando sua insuspeita vocação para andar bem em circuitos molhados. Depois, figuraram a nova BMW M6 GTLM, os dois Corvette C7-R, outro Porsche e o novo Ford GT. Só em décimo lugar – segundo na Prototype – veio o BR01 Nissan da SMP Racing, que faz sua estreia em terras ianques.

Num treino em que onze dos 54 carros inscritos sequer treinaram, o melhor tempo da classe PC foi 2’00″221, com Ryan Eversley. E Matt McMurry, no finalzinho da sessão, foi o mais rápido entre os pilotos da GTD, com o tempo de 2’02″249.

Além de Negri, outros pilotos brasileiros vistos na pista pela manhã foram Tony Kanaan (o mais rápido a bordo do #02 da Ganassi), Pipo Derani e Rubens Barrichello, que deu suas primeiras voltas a bordo do Corvette DP #10 da Wayne Taylor Racing, para ganhar horas de voo. O melhor tempo de Rubinho foi 1’59″992.

Agora à tarde, voltou a chover e as condições da pista pioraram. E o melhor tempo foi – para nenhuma surpresa – de um GTLM com pneus Michelin. Sebastién Bourdais, um dos pilotos do Ford GT da equipe Chip Ganassi Racing, marcou 1’56″024, bem longe do 1’55″078 cravado mais cedo por Vilander com a Ferrari da Risi Competizione – que ficou de novo em 2º no FP2, desta vez por cortesia de Giancarlo Fisichella. James Calado (SMP Racing) foi o terceiro colocado, seguido dos dois Corvette C7-R tripulados na melhor passagem por Oliver Gavin e Jan Magnussen.

Sexto mais rápido na geral, o russo Mikhail Aleshin foi o melhor entre os pilotos da classe Prototype, ao virar em 1’56″845, bem mais rápido que o 1’58″036 do escocês Ryan Dalziel. Na sequência, Ricky Taylor, Dane Cameron e Oswaldo Negri. Johnny Mowlem foi o melhor entre os pilotos da classe PC e Maxime Martin colocou a BMW #97 da Turner Motorsport à frente entre os inscritos da divisão GTD.

A partir das 19h de Brasília, será realizado o treino classificatório para definição do grid de largada – com transmissão via live streaming pelo site da IMSA. São 15 minutos de sessão para as quatro categorias – pela ordem: GTD, GTLM, Prototype Challenge e Prototype.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>