MENU

19 de abril de 2016 - 16:11Automobilismo Internacional

PWC: Parente herda vitória após punição ao vencedor

2016-04-17-gt-gta-rev

Álvaro Parente largou na pole em Long Beach e conquistou sua primeira vitória no PWC por herança: Johnny O’Connell chegou na frente, mas recebeu uma punição de 10 segundos após a vistoria técnica

RIO DE JANEIRO - O fim de semana foi cheio de controvérsias no automobilismo internacional. Punições no FIA WEC, WTCC e também no Pirelli World Challenge, na 3ª rodada disputada em Long Beach, na Califórnia, no domingo. O veterano Johnny O’Connell venceu com seu Cadillac ATS-V.R GT3 – mas não levou. A direção de prova resolveu aplicar ao piloto do carro #3 uma penalização de acréscimo de tempo com 10 segundos, por overboost – o que o regulamento não permite.

“Esse overboost foi em situação de uso de controle de tração”, tentou se explicar o piloto. “Não houve ganho de velocidade, mas regra é regra”, conformou-se O’Connell.

Líder da prova desde sua metade, o piloto perdeu o primeiro lugar ao português Álvaro Parente, que largou na pole position e travou com o rival um belo duelo pela liderança no início, comandando a disputa até a 14ª volta. Acabou derrotado na pista, mas levou os pontos da vitória por conta da vistoria técnica pós-corrida. “Estou feliz por conseguir a vitória em Long Beach na minha primeira aparição aqui”, declarou o piloto da K-PAX Racing. “Tivemos um fim de semana quase perfeito, com a pole position. Mas eu confesso que gostaria de ter ganho na pista”, confessou Parente. “É muito ruim ver O’Connell punido. Tivemos uma grande corrida hoje”, disse.

Patrick Long não correu pela Abu Dhabi Racing-Proton no WEC, dando prioridade à sua campanha pela EFFORT Racing: foi recompensado com a 3ª posição, seguido por JD Davison em seu Nissan GT3-R da Always Evolving e por Kyle Marcelli, que também esteve presente na corrida do IMSA Weather Tech SportsCar, a bordo de um Audi R8 LMS.

Na classe GT-A, a vitória – mais uma vez – foi do mexicano Martín Fuentes, que completou as 30 voltas da prova em 8º lugar na geral. Tim Pappas chegou em segundo na divisão e Brent Holden foi o terceiro. O atual campeão Frankie Montecalvo ficou apenas na 5ª colocação com a Mercedes-Benz SLS AMG GT3 da DIME Racing, tendo ficado quatro voltas atrás do vencedor. A classe GT Cup não correu em Long Beach – daí o grid com apenas 22 carros. Também a Gainsco-Bob Stallings Racing ficou ausente da corrida, por conta de um forte acidente que danificou a McLaren 650S GT3 do “Red Dragon” guiado por Jonathon Fogarty.

Apesar da punição em Long Beach, Johnny O’Connell lidera o campeonato após cinco corridas na classe GT com 458 pontos, contra 417 de Michael Lewis, 407 de Michael Cooper, 398 de Álvaro Parente e 363 de Patrick Long. Na GT-A, Martín Fuentes comanda a tabela com 550 pontos, seguido por Frankie Montecalvo (454), Jorge De La Torre (232), Michael Mills (188) e Michael Schein (158).

A próxima etapa do PWC é neste fim de semana no Barber Motorsports Park, em Birmingham, no Alabama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>