MENU

15 de abril de 2016 - 03:19Mundial de Endurance

WEC 2016: Quem é quem – equipes LMP2

RIO DE JANEIRO - Falta pouco para começar oficialmente a temporada 2016 do FIA World Endurance Championship. E o blog volta a trazer os perfis das equipes e pilotos que disputarão o campeonato deste ano. Agora a bola da vez é a categoria de protótipos LMP2.

Esta divisão muda radicalmente em 2017: motor (Gibson) e eletrônica (Cosworth) padrão. Fornecimento de chassis limitado a apenas quatro fabricantes: Onroak Automotive (Ligier), Oreca, Dallara e Riley Technologies. Não se sabe até certo ponto o quanto esta decisão foi correta, até porque há outros construtores envolvidos com a divisão e nem sempre essa situação de motor único é a mais razoável para limitar custos. Hoje as equipes não podem usar mais do que dois motores para a temporada completa e o custo dos chassis – sem os propulsores, é claro – varia de € 463,5 mil para os protótipos fechados a € 388,5 mil para os spyders – que inclusive serão extintos no WEC ano que vem.

Os carros têm peso mínimo de 900 kg, tanque de combustível de 75 litros e a LMP2 é uma divisão Pro-Am, mas sem as mesmas restrições da LMGTE-AM. Uma tripulação pode ter até dois pilotos prata e/ou ouro e um apenas com graduação prata e/ou bronze, podendo também ser dois destes para equilibrar a conta.

Neste ano, a classe conta com dois brasileiros a tempo inteiro: Pipo Derani, que vai para seu segundo ano no WEC e Bruno Senna, de volta ao Mundial de Endurance após ficar de fora nos dois últimos anos.

Vamos às equipes:

G-DRIVE RACING
Sede: Frant, Kent (Inglaterra)
Chefe de equipe: Sam Highnett
Diretor técnico: Tim Holloway
Carro: Oreca 05
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-10

A G-Drive Racing, ligada ao grupo russo Gazprom, fechou um acordo de colaboração com o Team Jota, que já anunciara a intenção de estrear no WEC com um chassis Oreca 05 e o acerto veio a calhar para todo mundo – principalmente ao patrocinador de Roman Rusinov, que permanece na LMP2 e em defesa do título mundial ano passado, conquistado quando a escuderia ainda era ligada à OAK Racing. Com o suporte do time fundado por Simon Dolan e dirigido por Sam Highnett, a G-Drive pode sonhar com o bi. Sam Bird foi para a AF Corse e Julien Canal para o ELMS, na equipe Greaves Motorsport. Chegaram o francês Nathanaël Berthon, cansado de não conseguir equipe competitiva na GP2 Series, além do ótimo piloto alemão René Rast, emprestado pela Audi Motorsport.

Os pilotos:

CYNpYRqWQAEZF8u

ROMAN RUSINOV (Rússia)
Graduação: Prata
Idade: 34 anos (21/10/1981)
Cidade natal: Moscou
Participações no WEC: 31
Vitórias na LMP2: 12
Equipes: Signatech-Nissan (2012) e G-Drive Racing (2013/16)
Classificação em 2015: Campeão do FIA Endurance Trophy LMP2 com 178 pontos

formula-e-punta-del-este-eprix-2015-nathanael-berthon-team-aguri

NATHANAËL BERTHON (França)
Graduação: Ouro
Idade: 26 anos (01/07/1989)
Cidade natal: Romagnat
Participações no WEC: 1
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Lotus (2014) e G-Drive Racing (2016)
Após 87 participações em provas da GP2 Series, o francês Nathanaël Berthon é mais um que direciona armas para o FIA WEC. O francês de 26 anos esteve numa única corrida em 2014, pela Lotus dirigida por Colin Kölles. Fará sua primeira temporada completa após boas performances no European Le Mans Series, defendendo a equipe irlandesa Murphy Prototypes.

CctaClkWAAA_9jy

RENÉ RAST (Alemanha)
Graduação: Platina
Idade: 29 anos (26/10/1986)
Cidade natal: Minden
Participações no WEC: 3
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Audi Sport Team Joest (2014/15) e G-Drive Racing (2016)
Classificação em 2015: 12º lugar no World Endurance Drivers Championship com 24 pontos

SMP RACING
Sede: Piacenza, Itália
Chefe de equipe: Antonio Cazzago
Diretor técnico: Luigi Urbinelli
Carro: BR01 LMP2
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-16

Mesmo com a mudança de regulamento prevista para 2017, a SMP Racing não desistiu de seu BR01, projeto encomendado por Boris Rotemberg ao engenheiro italiano Paolo Catone, autor do Peugeot 908, marcando sua volta à classe LMP2 na qual fez de Sergey Zlobin – hoje gerente da equipe – o campeão de pilotos há dois anos. A equipe russa teve problemas ano passado, mas resistiu bem e ainda conquistou o título do WEC na classe LMGTE-AM. Contudo, preferiram não defender o título e concentrar esforços somente na LMP2 para derrotar a “conterrânea” G-Drive Racing e os demais times. Têm novidades no lineup de pilotos, a começar pela volta de Vitaly Petrov às pistas: o antigo piloto de Fórmula 1 ocupará o lugar que era de Mikhail Aleshin, que regressou aos EUA. Quem também vem para o programa da equipe nos protótipos é um dos campeões do ano passado, Viktor Shaitar. O mais experiente do lote é o franco-armênio Nicolas Minassian.

Os pilotos:

Nic-Minassian

NICOLAS MINASSIAN (França)
Graduação: Platina
Idade: 43 anos (28/02/1973)
Cidade natal: Marselha
Participações no WEC: 22
Vitórias na LMP2: 2
Equipes: Pescarolo Team (2012), PeCom Racing (2012/13) e SMP Racing (2014/16)
O temperamental Nicolas Minassian, não se pode negar, é um dos mais experientes pilotos da classe LMP2 atualmente. Tem 22 participações em provas do WEC, com direito a duas vitórias, defendendo o time PeCom Racing, de bandeira argentina mas ligado à AF Corse. Desde 2014, está engajado no projeto SMP Racing, embora tenha sido ‘emprestado’ à DragonSpeed para disputar as 12h de Sebring. É pelo time dos russos que ele tem a intenção de fazer sua terceira temporada completa no Mundial de Endurance.

Maurizio_Mediani

MAURIZIO MEDIANI (Itália)
Graduação: Prata
Idade: 47 anos (21/09/1968)
Cidade natal: Reggio Emilia
Participações no WEC: 16
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Krohn Racing (2013) e SMP Racing (2014/16)
Sem participar do WEC desde 2014, o italiano Maurizio Mediani fez 16 corridas na categoria em duas temporadas completas. Assim como Minassian, o tranquilo piloto de 47 anos tentará emplacar seu terceiro ano no WEC. Não é brilhante, mas também não compromete.

10023941544_07324cc71e_b

DAVID MARKOZOV (Rússia)
Graduação: Prata
Idade: 42 anos (30/01/1974)
Cidade natal: Moscou
Participações no WEC: estreante
Equipes: SMP Racing (2016)
Este será o primeiro ano do piloto russo de 42 anos no WEC. David Markozov começou com a equipe na Fórmula 3, passando às competições de Grã-Turismo. Ano passado, disputou sua primeira 24h de Le Mans, terminando em 6º lugar na classe LMP2 e em 15º na geral.

15988-vitaliy-petrov-podpisal-kontrakt-s-smp-racing

VITALY PETROV (Rússia)
Graduação: Platina
Idade: 31 anos (08/09/1984)
Cidade natal: Vyborg
Participações no WEC: estreante
Equipes: SMP Racing (2016)
O substituto encontrado para o lugar de Mikahil Aleshin, que voltou à Fórmula Indy, é ninguém menos que Vitaly Petrov. O “Vyborg Rocket” volta às pistas após tirar um ano sabático e de um fracasso absoluto no DTM como piloto Mercedes-Benz. O mais bem-sucedido piloto de seu país na Fórmula 1 é mais outro da categoria máxima que vai buscar abrigo no WEC.

shaitar

VIKTOR SHAITAR (Rússia)
Graduação: Prata
Idade: 33 anos (13/02/1983)
Cidade natal: Moscou
Participações no WEC: 15
Vitórias na classe LMP2: nenhuma (tem 3 na LMGTE-AM)
Equipes: SMP Racing (2014/16)
Classificação em 2015: Campeão do FIA Endurance Trophy GTE-AM com 165 pontos

Kirill-Ladygin

KIRILL LADYGIN (Rússia)
Graduação: Ouro
Idade: 37 anos (17/12/1978)
Cidade natal: Ekaterimburg
Participações no WEC: 8
Vitórias na classe LMP2: nenhuma
Equipes: SMP Racing (2014/16)
O já rodado Kirill Ladygin tem experiência prévia de WTCC (Mundial de Turismo), defendendo a conterrânea Lada e também no WEC, com a própria SMP Racing. Há dois anos, terminou o FIA Endurance Trophy da LMP2 em 7º lugar. Com certeza tentará fazer melhor em 2016.

TEQUILA PATRÓN ESM
Sede: Stuart, Flórida
Chefe de equipe: Philippe Dumas
Diretor técnico: Thierry Bouvet
Carro: Ligier JS P2
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-17

Em seu primeiro ano completo no WEC, a equipe Extreme Speed Motorsports pagou o preço do noviciado nas pistas fora dos EUA e por algumas escolhas. A opção pelo projeto HPD ARX-04b revelou-se um equívoco, consertado – em termos – com a compra de dois chassis Ligier JS P2 que seguraram a barra até o fim do ano. Antes do término do campeonato passado, a equipe estadunidense conquistou o status de time com suporte técnico da OAK Racing, privilégio que era da G-Drive e por isso mesmo houve um reforço na estrutura com o pessoal ligado àquele time, incluindo o chefe de equipe Philippe Dumas, o diretor técnico Thierry Bouvet e alguns engenheiros. Embalada pelas vitórias nas 24h de Daytona e 12h de Sebring, a equipe quer fazer muito melhor neste ano. A estrela da companhia é Pipo Derani, brasileiro de 22 anos que justificou a confiança de Scott Sharp, Ed Brown e dos homens da Onroak com pilotagens soberbas nas provas da Flórida. Olho também em Ryan Dalziel, excelente piloto escocês. Outro novato no time é o canadense Chris Cumming.

Os pilotos:

drivers-ss

SCOTT SHARP (EUA)
Graduação: Platina
Idade: 48 anos (14/02/1968)
Cidade natal: Norwalk, Connecticut
Participações no WEC: 8
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Tequila Patrón ESM (2015/16)
Classificação em 2015: 9º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 62 pontos

drivers-eb

ED BROWN (EUA)
Graduação: Prata
Idade: 53 anos (18/01/1963)
Cidade natal: Denver, Colorado
Participações no WEC: 8
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Tequila Patrón ESM (2015/16)
Classificação em 2015: 9º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 62 pontos

drivers-jv

JOHANNES VAN OVERBEEK (EUA)
Graduação: Ouro
Idade: 43 anos (14/04/1973)
Cidade natal: Sacramento, Califórnia
Participações no WEC: 7
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Tequila Patrón ESM (2015/16)
Classificação em 2015: 11º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 54 pontos

drivers-pipo

PIPO DERANI (Brasil)
Graduação: Ouro
Idade: 22 anos (12/10/1993)
Cidade natal: São Paulo
Participações no WEC: 8
Vitórias na LMP2: 1
Equipes: G-Drive Racing (2015) e Tequila Patrón ESM (2016)
Classificação em 2015: 3º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 134 pontos

drivers-rd

RYAN DALZIEL (Grã-Bretanha)
Graduação: Platina
Idade: 34 anos (12/04/1982)
Cidade natal: Glasgow, Escócia
Participações no WEC: 15
Vitórias na LMP2: 3
Equipes: Starworks Motorsport (2012) e Tequila Patrón ESM (2015/16)
Classificação em 2015: 9º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 62 pontos

drivers-cc

CHRIS CUMMING (Canadá)
Graduação: Bronze
Idade: 45 anos (26/08/1970)
Cidade natal: Londres, Grã-Bretanha
Participações no WEC: 4
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: OAK Racing (2015), Team SARD Morand (2015) e Tequila Patrón ESM (2016)
Classificação em 2015: 15º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 30 pontos

SIGNATECH-ALPINE
Sede: Bourges, França
Chefe de equipe: Philippe Sinault
Diretor técnico: Lionel Chevallier
Carro: Alpine A460 (Oreca 05)
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-11

A lendária grife francesa do automobilismo criada por Jean Rédélé continua viva e tão azul como nunca esteve. De novo a Alpine reaparece para uma temporada do WEC sob os cuidados da Signatech de Philippe Sinault e com sua estrutura dividida em duas – para abrigar, também, o segundo bólido inscrito com bandeira chinesa para o sino-estadunidense David Cheng trazer seu time do AsLMS para o WEC. Num ano de muitas novidades, também há caras novas: o anglo-brasileiro Gustavo Menezes é uma delas, junto ao monegasco ex-GP2 Series Stéphane Richelmi. E há ainda Nicolas Lapierre, sempre uma atração pela experiência e velocidade.

Os pilotos:

tag_David-Cheng-Photo-Fabien-Legrand-2008x3008

DAVID CHENG (EUA)
Graduação: Prata
Idade: 26 anos (21/07/1989)
Cidade natal: Pequim, China
Participações no WEC: estreante
Equipes: Baxi DC Racing Alpine (2016)
O sino-estadunidense David Cheng dá o salto mais audacioso de sua carreira após competir na American Le Mans Series, no Tudor United SportsCar Championship e no Asian Le Mans Series, do qual foi o campeão de pilotos na classe LMP3 na última temporada. Também tem algumas participações nas 24h de Le Mans no currículo e uma aparição extracampeonato no WEC em Xangai pela Pegasus Racing.

IMG-20160206-WA0000-720x340

HO-PIN TUNG (China)
Graduação: Ouro
Idade: 33 anos (04/12/1982)
Cidade natal: Velp, Holanda
Participações no WEC: estreante
Equipes: Baxi DC Racing Alpine (2016)
O folclórico Ho-Pin Tung, chinês nascido na Holanda (portanto, um sino-holandês), vai para seu primeiro campeonato no WEC após ajudar David Cheng na conquista do AsLMS na classe LMP3 no campeonato 2015/16. O piloto de 33 anos tem razoável experiência e já participou de diversas categorias mundo afora, incluindo até a GP2 Series, sem muito brilho.

RalfTech_NelsonPanciaticiALPINE1

NELSON PANCIATICI (França)
Graduação: Platina
Idade: 27 anos (26/09/1988)
Cidade natal: Reims
Participações no WEC: 15
Vitórias na LMP2: 1
Equipes: Signatech-Nissan (2012), Signatech-Alpine (2015) e Baxi DC Racing Alpine (2016)
Classificação em 2015: 4º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 86 pontos

Stef-pause-e1459111015898-600x264

STÉPHANE RICHELMI (Mônaco)
Graduação: Ouro
Idade: 26 anos (17/03/1990)
Cidade natal: Monte-Carlo
Participações no WEC: estreante
Equipes: Signatech-Alpine (2016)
Stéphane Richelmi é outro piloto que busca novos caminhos após três temporadas completas e 68 corridas disputadas na GP2 Series. O piloto nascido em Monte-Carlo já se bandeava para os Grã-Turismo desde 2014 e neste ano fará sua estreia no WEC com protótipos LMP2.

menezes

GUSTAVO MENEZES (EUA)
Graduação: Prata
Idade: 21 anos (19/09/1994)
Cidade natal: Coto de Caza, Califórnia
Participações no WEC: estreante
Equipes: Signatech-Alpine (2016)
Novato no Mundial de Endurance, Gustavo Menezes (filho de uma americana e de pai brasileiro) vem para seu primeiro ano nos protótipos após boas participações no Europeu de Fórmula 3 pelas equipes Van Amersfoort e Carlin. O jovem de 21 anos também ganhou quilometragem ao participar de algumas provas do Tudor United SportsCar Championship, sempre mostrando consistência, rapidez e bons desempenhos.

7782542866_nicolas-lapierre-pilote-alpine

NICOLAS LAPIERRE (França)
Graduação: Platina
Idade: 32 anos (02/04/1984)
Cidade natal: Thonon-les-Bains
Participações no WEC: 19
Vitórias na LMP2: 1 (tem 6 vitórias na LMP1)
Equipes: Toyota Racing (2012/14), KCMG Racing (2015) e Signatech-Alpine (2016)
Classificação em 2015: 5º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 84 pontos

STRAKKA RACING
Sede: Silverstone, Northants (Inglaterra)
Chefe de equipe: Dan Walmsley
Diretor técnico: Jay Davenport
Carro: Gibson 015S
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-09

Única – e última – equipe a usar protótipos abertos na classe LMP2 em 2016, a Strakka Racing abandonou o projeto Dome S103 após apenas três corridas ano passado, optando por trocá-lo pelo Gibson 015S com motor Nissan. Os resultados foram medianos, mas a equipe decidiu jogar pelo seguro e assim permanecer com o mesmo pacote técnico para este ano – aliás, o carro foi um dos mais rápidos no Prólogo em Paul Ricard entre todos os LMP2 inscritos. Veio também dinheiro: os donos da escuderia fecharam com a Dell e a Xero, que estampam seus nomes na carenagem. Os pilotos? Seguem os mesmos do ano passado – aliás, há anos que os três trabalham juntos.

Os pilotos:

Shard_NL

NICK LEVENTIS (Grã-Bretanha)
Graduação: Prata
Idade: 36 anos (31/01/1980)
Cidade natal: Londres
Participações no WEC: 19
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Strakka Racing (2012/13 e 2015/16)
Classificação em 2015: 8º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 63 pontos

Jonny-Kane

JONNY KANE (Grã-Bretanha)
Graduação: Platina
Idade: 42 anos (14/05/1973)
Cidade natal: Comber, Irlanda do Norte
Participações no WEC: 19
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Strakka Racing (2012/13 e 2015/16)
Classificação em 2015: 8º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 63 pontos

1340209376-1

DANNY WATTS (Grã-Bretanha)
Graduação: Platina
Idade: 36 anos (31/12/1979)
Cidade natal: Aylesbury
Participações no WEC: 19
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Strakka Racing (2012/13 e 2015/16)
Classificação em 2015: 8º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 63 pontos

RGR SPORT BY MORAND
Sede: Marly, Suíça
Chefe de equipe: Bénoit Morand
Diretor técnico: Gautier Boutelier
Carro: Ligier JS P2
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-12

A equipe de Bénoit Morand recebeu uma grande injeção de apoio financeiro vindo do México, por conta da entrada deste país no calendário do WEC com a prova de 6h programada para o Autódromo Hermanos Rodríguez. Quem conseguiu essa verba foi Ricardo González, que assim se mantém ativo no Mundial de Endurance após sua saída da G-Drive Racing, levando consigo patrocinadores pessoais. O piloto de 38 anos, campeão da classe LMP2 em 2013, entrou nessa como sócio da organização, que tem suporte técnico da OAK Racing. A equipe só tem latinos no comando: a RGR Sport by Morand – nova denominação do time após o divórcio com a SARD japonesa – contará com o brasileiro Bruno Senna e o português Filipe Albuquerque. Poderão estar entre as boas surpresas do ano. A ver.

Os pilotos:

G-Drive_5WEC_josemariodias_04020-3-768x764

RICARDO GONZÁLEZ (México)
Graduação: Prata
Idade: 38 anos (20/10/1977)
Cidade natal: Monterrey
Participações no WEC: 23
Vitórias na LMP2: 3
Equipes: Greaves Motorsport (2012), OAK Racing (2013), G-Drive Racing (2015) e RGR Sport by Morand (2016)
Classificação em 2015: 3º lugar no FIA Endurance Trophy LMP2 com 134 pontos

image_13641_0_1439916930-1

BRUNO SENNA (Brasil)
Graduação: Platina
Idade: 32 anos (15/10/1983)
Cidade natal: São Paulo
Participações no WEC: 10
Vitórias na LMP2: nenhuma (tem 2 na LMGTE-PRO e 1 na LMGTE-AM)
Equipes: Aston Martin Racing (2013/14) e RGR Sport by Morand (2016)
Bruno Senna é um dos pilotos mais populares nas redes sociais – até porque carrega um pesadíssimo sobrenome: o do tio, tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna. Além da simpatia e da popularidade, Bruno também trafega com desenvoltura ao comentar a F1 para canais internacionais, participar da Fórmula E – e agora voltar ao WEC após dois anos fora. Este será o primeiro protótipo guiado pelo piloto de 32 anos desde sua aparição no European Le Mans Series com um Oreca LMP1 em 2009.

2014-01-16-audi-r18-announce-filipe-albuquerque

FILIPE ALBUQUERQUE (Portugal)
Graduação: Platina
Idade: 30 anos (13/07/1985)
Cidade natal: Coimbra
Participações no WEC: 4
Vitórias na LMP2: nenhuma
Equipes: Audi Sport Team Joest (2014/15) e RGR Sport by Morand (2016)
Classificação em 2015: 12º lugar no World Endurance Drivers Championship com 24 pontos

MANOR
Sede: Silverstone, Northants (Inglaterra)
Chefe de equipe: John Booth
Diretor esportivo: Graeme Lowdon
Carro: Oreca 05
Motor: Nissan VK45DE 4,5 litros V8
Pneus: Dunlop

wec-2016-paul-ricard-13

Esqueçam a Manor da Fórmula 1, cujo proprietário é Stephen Fitzpatrick. Esta é a velha Manor, aquela que além de participar da categoria máxima entre 2011 (primeiro como Virgin) e 2015, é a equipe comandada justamente por John Booth e Graeme Lowdon. Só o nome é comum a ambas as organizações, mas o passado de centenas de vitórias nas categorias menores – este sim, pertence à equipe do WEC, que por sinal foi uma das enormes surpresas entre os times inscritos. A princípio, a Manor inscreveria apenas um carro, mas há algumas semanas confirmaram um segundo protótipo Oreca 05 – não uma inscrição pontual, mas sim para quase todo o campeonato, exceto as 24h de Le Mans. Os planos da Manor incluem ganhar know-how em médio prazo para investir inclusive num programa de LMP1. John Booth persuadiu alguns de seus antigos comandados e até Tor Graves voltou atrás na aposentadoria e recuperou o tesão em guiar novamente um carro de corrida.

Os pilotos:

Tor-Graves

TOR GRAVES (Tailândia)
Graduação: Prata
Idade: 44 anos (26/03/1972)
Cidade natal: Torsak Lim
Participações no WEC: 15
Vitórias na LMP2: 5
Equipes: ADR-Delta (2012/2013) e Manor (2016)
O tailandês Tor Graves – que, quando era piloto de monoposto assinava Tor Sriachavanon – voltou às pistas após mais de dois anos afastado. Primeiro, teria contraído uma grave doença após o imbróglio envolvendo a equipe Millenium (que comprara a ADR-Delta de Alan Docking) e que acabou quebrando. Mais tarde, soube-se que o oriental de 44 anos tinha perdido o prazer de guiar. Para sorte de John Booth, Graves aceitou voltar e será um dos pilotos da equipe este ano no WEC.

Will-Stevens

WILL STEVENS (Grã-Bretanha)
Graduação: Platina
Idade: 24 anos (28/06/1991)
Cidade natal: Rochford
Participações no WEC: estreante
Equipes: Manor (2016)
Will Stevens é um dos ‘refugiados’ da velha Manor de Booth e Lowndon, inclusive tendo participado da última temporada do Mundial de F1 pela equipe. Na categoria máxima, disputou 18 GPs e seu melhor resultado foi um 13º lugar em casa, justamente no circuito da prova de abertura do WEC. Além de estrear no Mundial de Endurance, o britânico de 24 anos vai disputar a série Blancpain pela equipe Belgian Audi Club WRT.

jakes

JAMES JAKES (Grã-Bretanha)
Graduação: Ouro
Idade: 28 anos (04/08/1987)
Cidade natal: Leeds
Participações no WEC: estreante
Equipe: Manor (2016)
James Jakes estreia no WEC vindo da Fórmula Indy, justamente após sua melhor temporada, com direito a pódio no NOLA Motorsports Park: defendendo a Schmidt Peterson Motorsports, o britânico de 28 anos fechou o campeonato em 16º lugar. Mas ele não pôde contra os rublos da SMP Racing e ficou a pé. Aceitou uma oferta de John Booth e voltou correndo à Inglaterra para fechar com a Manor.

2b9007_4bcf2cae0ad24a7fa3d67772203cce8d

RICHARD BRADLEY (Grã-Bretanha)
Graduação: Ouro
Idade: 24 anos (17/08/1991)
Cidade natal: Cingapura
Participações no WEC: 16
Vitórias na LMP2: 5
Equipes: KCMG (2014/15) e Manor (2016)
Classificação em 2015: Vice-campeão do FIA Endurance Trophy LMP2 com 155 pontos

wec-nurburgring-test-Matt-Rao-600x401

MATT RAO (Grã-Bretanha)
Graduação: Prata
Idade: 21 anos (03/05/1994)
Cidade natal: Londres
Participações no WEC: estreante
Equipes: Manor (2016)
Vice-campeão britânico de Fórmula 3, o jovem Matt Rao, que tem cidadania indiana, foi outro dos escolhidos por John Booth para ingressar no programa de WEC da Manor. Acabou tendo a sorte da escuderia poder alinhar um segundo carro, senão teria que ficar a pé para 2016.

Roberto-Merhi-Canadian-F1-Grand-Prix-Previews-opPWNjvcWQMx

ROBERTO MEHRI (Espanha)
Graduação: Platina
Idade: 25 anos (22/03/1991)
Cidade natal: Castellón
Participações no WEC: estreante
Equipes: Manor (2016)
Único espanhol inscrito no WEC neste ano, Roberto Mehri foi o último piloto confirmado para a temporada 2016. Aos 25 anos, com uma discreta passagem pela Fórmula 1 – pela Manor, é claro – ele foi lembrado também por John Booth e se integrou praticamente de última hora a este novo projeto. Veremos como se sairá.

6 comentários

  1. Rodrigo disse:

    Trabalho louvável o seu! De um comprometimento e profissionalismo ímpar, assim como raro. Dá gosto de ler as informações postadas por você. Parabéns.

  2. Diogo disse:

    Parabéns pelo trabalho, Mattar!

    Só deixo uma sugestão: colocar a graduação dos pilotos (platina, ouro, prata, bronze). Assim dá para medir a força dos trios.

  3. Danilo disse:

    Pelo conteúdo da matéria,vou me divertir cada vez mais com o Mundial de Endurance.Eu já gostava e vou gostar ainda mais.

  4. Divanir Casagrande disse:

    Parabéns. Ótimo conteúdo.

    Gostaria de ter os dados de 2.017. É possível ?

Deixe uma resposta para Rodrigo Mattar Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>