MENU

10 de outubro de 2016 - 18:12Automobilismo Internacional

SprintX: Mills é campeão

2016-10-09-sprintx-race2

Michael Mills e John Edwards (ao centro) venceram a última da SprintX em Laguna Seca; o brasileiro Enrique Bernoldi (à direita da foto) levou o primeiro lugar na divisão GT Cup

RIO DE JANEIRO - Michael Mills é o primeiro campeão da história do SprintX, certame de provas em duplas com duração de 60 minutos criado pela WC Vision, organizadora do Pirelli World Challenge, nos moldes do Blancpain Sprint Series. A decisão aconteceu neste fim de semana em Laguna Seca, numa prova caótica de encerramento da temporada.

No sábado, Drew Regitz/Kyle Marcelli conquistaram a vitória na corrida que acabou com 75 minutos de duração – quinze a mais que o previsto – por conta de uma bandeira vermelha, exibida quando houve um acidente entre o Ginetta de Harry Gottsacker e o Aston Martin de George Kurtz.

A pancada também atrapalhou o domínio de Cooper MacNeil, que liderou a primeira parte da disputa antes dos pit stops compulsórios, com 90 segundos de duração, para troca de pilotos. A liderança foi herdada pelo Viper de Dan Knox/Mike Skeen e este último foi superado por Marcelli nos instantes finais da corrida. A diferença entre o vencedor e o 2º colocado foi de apenas 1″338.

Michael Mills terminou em 4º dividindo a BMW Z4 de sua equipe com John Edwards, logo atrás do Porsche de Cooper MacNeil/Gunnar Jeannette. Na GTS, venceu o Ford Mustang de Andrew Aquilante/Kurt Rezzetano e o Lamborghini de David Askew/James Burk faturou as honras na GT Cup.

No domingo, o grid foi reduzido para 22 carros. Além dos envolvidos no acidente do sábado, o Audi de Regitz/Marcelli acabou destruído num senhor acidente durante a disputa final do Pirelli World Challenge. Como curiosidade, alguns dos inscritos do SprintX são os mesmos do PWC em algumas categorias e os carros acidentados não puderam ser reparados a tempo.

A corrida acabou com vitória do Porsche de Tim Pappas/Andy Pilgrim após 39 voltas, mas o carro #54 da Black Swan Racing não respeitou os 90 segundos compulsórios de pit stop e em consequência a dupla perdeu o primeiro lugar após uma penalização por tempo. Michael Mills/John Edwards herdaram a vitória que deu o título à Mills Racing e ao piloto do carro #46.

Com a 5ª posição na geral, Jeff Burton (que não é aquele da Nascar) e o brasileiro Enrique Bernoldi conquistaram a vitória dentro da divisão GT Cup com o Lamborghini Huracán Super Trofeo da DXDT. E na GTS, a Calvert Dynamics venceu de novo, com o Ford Mustang Boss 302 conduzido por Andrew Aquilante/Kurt Rezzetano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>