MENU

7 de outubro de 2016 - 23:51Super GT

Super GT: 41 carros para a rodada da Tailândia

1-MK1_4018

Uma corrida quente – em todos os sentidos – essa é a expectativa pelo Super GT na Tailândia neste fim de semana

RIO DE JANEIRO - O Super GT japonês faz neste fim de semana sua única prova fora do seu território: a 6ª etapa do campeonato, originalmente prevista como a sétima, será no circuito Buriram International em Chang, na Tailândia. Com 4,554 km, o seu traçado foi desenhado – eu quero é novidade… – pelo arquiteto alemão Hermann Tilke. Mas ao contrário de outros circuitos, na Ásia ele acertou a mão. A pista é boa e proporciona ótimas disputas.

Mas os pilotos e equipes terão um obstáculo a mais: o calor. Mesmo agora em outubro, o país é quente e abafado por conta do clima tropical que por lá impera. Para os japoneses, acostumados a temperaturas bem menos baixas ao longo do ano, a corrida da Tailândia será complicada.

E mais ainda para Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda, por conta do lastro do sucesso que o Nissan da dupla campeã carrega: são nada menos que 100 kg extras, o que deverá penalizar bastante o desempenho dos pilotos da equipe Motul Autech durante todo o evento.

Mesmo com 56 pontos somados e o sistema de lastro apontando 2 kg por ponto conquistado, a dupla líder da divisão GT500 não pode carregar peso suplementar além do estabelecido para a rodada de Buriram. Menos mal que Yuji Tachikawa/Hiroaki Ishiura também estão com seu Lexus RC-F bastante pesado: 90 kg suplementares. Kohei Hirate/Heikki Kövalainen, noutro carro da marca vinculada à Toyota, estão com 82 kg a mais para a prova da Tailândia.

Em 7º no campeonato e com a metade de pontos dos líderes, João Paulo de Oliveira/Hironobu Yasuda jogam como franco atiradores: com 56 kg extras no Nissan #12 da Calsonic Team Impul, eles lutarão para conquistar pontos importantes e sobretudo descontar a diferença em relação aos líderes, sonhando com uma pouco provável chance de chegar à rodada dupla de Twin Ring Motegi com chances de título.

A prova do Buriram International tem duas mudanças em relação aos 1000 km de Suzuka: Katsumasa Chiyo está plenamente recuperado do acidente sofrido em Fuji e, embora Mitsunori Takaboshi tenha feito ótima prova na etapa anterior, o titular reassume o volante do #46 da S-Road Craftsports MOLA ao lado do veterano Satoshi Motoyama. No Honda #15 da Drago Modulo, Tadasuke Makino é o substituto de Oliver Turvey, que estará defendendo a NEXTEV Racing na abertura da temporada 2016/17 da Fórmula E como companheiro de equipe do brasileiro Nelsinho Piquet.

A classe GT300 terá 25 carros nesta etapa e a novidade é a presença de pilotos locais: Chonsawat Asavahame estará numa BMW M6 GT3 em dupla com o australiano Morgan Haber. Charoensukhawatana Nattawude (mais conhecido como sopa de letrinhas) e Piti Birokhombhakdi defenderão a equipe Toyota Team Thailand a bordo de um 86 MC – modelo “Mother Chassis”, carro construído pela GTA, organizadora do campeonato.

Com a vitória nos 1000 km de Suzuka, a dupla da equipe R&D Sport formada por Hideki Yamauchi/Takuto Iguchi defende a liderança na divisão, com 47 pontos somados e 94 kg adicionais para a prova de Buriram. Koki Saga/Yuichi Nakayama levarão 76 kg adicionais no Toyota Prius da APR e a BMW M6 GT3 da ARTA, guiada por Shinichi Takagi/Takashi Kobayashi carrega 74 kg de lastro do sucesso para a 6ª etapa. Nove desses 25 inscritos não levam nenhum lastro extra na Tailândia.

O blog A Mil Por Hora terá o streaming com a transmissão AO VIVO da etapa da Tailândia do Super GT. O vídeo poderá ser assistido a partir de 4h40 da madrugada de sábado para domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>