MENU

13 de janeiro de 2017 - 19:12Rali Dakar

Russo ganha mais uma etapa e se aproxima do título nos Quads

Sergey-Karyakin

Implacável: Sergey Karyakin ganhou mais uma especial e se aproxima da histórica conquista de campeão no Rali Dakar entre os pilotos de Quadriciclos

RIO DE JANEIRO (atualizado às 21h) - Aos 26 anos, Sergey Karyakin está próximo de fazer história no Rali Dakar. O russo pode se tornar o primeiro piloto de seu país a ganhar numa outra categoria em disputa que não nos Caminhões, onde seus compatriotas vêm revezando o predomínio com os holandeses. A disputa na classe dos Quadriciclos está praticamente definida: Ignácio Casale, o único piloto que ainda poderia contestar o domínio do líder da classificação das motocicletas de quatro rodas, teve uma especial cheia de problemas. Perdeu 55min19seg nas trilhas e completou o dia apenas na nona colocação.

Com a diferença na soma extra-oficial dos tempos superando incríveis 1h16min, fica difícil para qualquer piloto tirar a taça de campeão das mãos de Karyakin. Só se o piloto da Yamaha #254 ter um problema muito grave, como um acidente. E a especial de amanhã é curta demais – são 64 km apenas – para qualquer piloto ousar cometer erros ou ter problemas.

Nesta sexta-feira, a vitória de Karyakin foi tranquila. O piloto completou os 288 km cronometrados em 3h58min42seg, mais de 20 minutos à frente do argentino Daniel Domaszewski, que levou seu Quadriciclo Honda ao melhor resultado de sempre numa especial. O campeão de 2015 Rafal “Super” Sonik, que desta vez teve um Rali para esquecer, com muito atraso na soma dos tempos, desta vez foi bem e chegou na 3ª posição ao fim do dia.

O paraguaio Nelson Sanabria Galeano, que perdeu qualquer esperança que ainda existia por um pódio, após uma quebra que o fez se atrasar mais de três horas na etapa anterior, completou na quarta posição hoje, seguido por Kees Koolen e pelo francês Bruno Da Costa.

Axel Dutrie, que brigava por uma posição de pódio e era o melhor estreante na categoria após o abandono do compatriota Simon Vitse, começou perdendo muito terreno logo no início da etapa. Ficou mais de uma hora atrasado e longe dos 10 primeiros lugares. O piloto terminou a especial com 2h23min13seg de atraso e caiu para quinto na nova classificação extra-oficial revisada pelo ASO. O argentino Pablo Copetti subiu para a 3ª colocação com os problemas do rival.

Resultado da etapa #11
San Juan-Rio Cuarto
Total: 288 km cronometrados – 754 km

1. #254 Sergey Karyakin (Yamaha) – 3h58min42seg
2. #258 Daniel Domaszewski (Honda) – a 20min41seg
3. #250 Rafal Sonik (Yamaha) – a 23min49seg
4. #257 Nelson Sanabria Galeano (Yamaha) – a 36min08seg
5. #267 Kees Koolen (Barren Racer) – a 39min39seg
6. #262 Bruno Da Costa (Yamaha) – a 44min07seg
7. #263 Pablo Copetti (Yamaha) – a 46min45seg (incluindo +15min de penalização)
8. #284 Kamil Wisniewski (Can-Am) – a 52min36seg
9. #251 Ignácio Casale (Yamaha) – a 55min19seg
10. #276 Zdenek Tuma (Yamaha) – a 59min42seg

Classificação geral:

1. #254 Sergey Karyakin – 38h36min55seg
2. #251 Ignácio Casale – a 1h16min24seg
3. #263 Pablo Copetti – a 4h21min06seg (incluindo +15min de penalização)
4. #250 Rafal Sonik – a 5h33min01seg
5. #280 Axel Dutrie – a 5h45min04seg (incluindo +15min de penalização)
6. #262 Bruno Da Costa – a 5h57min32seg (incluindo +1h01min de penalização)
7. #261 Santiago Hansen – a 5h58min00seg (incluindo +13min30seg de penalização)
8. #257 Nelson Sanabria Galeano – a 6h12min07seg (incluindo +20min de penalização)
9. #258 Daniel Domaszewski – a 6h18min36seg
10. #284 Kamil Wisniewski – a 8h05min02seg (incluindo +6min de penalização)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>