MENU

26 de junho de 2017 - 11:2724 Horas de Le Mans, Memorabilia, Vídeos

Le Mans, 1956

RIO DE JANEIRO - Olha só que sensacional, gente… um usuário do Facebook – que preferiu não se identificar – mandou na página pessoal do blogueiro naquela rede social o vídeo abaixo: é uma volta inteira pelo circuito de Sarthe em 1956, narrada por Mike Hawthorn, que seria campeão mundial de Fórmula 1 dois anos depois.

A bordo de um Jaguar D-Type, uma lenda das pistas, Hawthorn nos leva a um passeio cheio de nostalgia. E devo crer que este é provavelmente o primeiro registro on board de um automóvel de competição. Com direito a tráfego normal – a pista de Le Mans é composta por estradas abertas a carros de passeio em quase todos os dias do ano – e até bicicleta havia no meio da pista.

Demais!

Agora, curtam o vídeo…

11 comentários

  1. Fabio disse:

    Impressionante a quantidade de árvores ao lado da pista…

    • Rodrigo Mattar disse:

      E igualmente impressionante como em meio século a segurança evoluiu. E a quantidade de mudanças que vieram nesse período, principalmente na pista.

      • Rodrigo disse:

        Já tinha visto esse vídeo antes e a primeira sensação foi ‘cadê as chicanes e os esses todos?’. O trecho pré reta e a Haunedières inteiriça – e com árvores – eram absurdos. 400km/h nunca mais.

  2. MarcioD disse:

    Valeu, bem legal o vídeo. Gostei muito deste traçado, me parece bem mais interessante que o atual, principalmente pela ausência de chicanes. Acho as chicanes anti automobilísticas por causa da mudança brusca de velocidade e direção causadas por elas. Apesar de promoverem redução de velocidade, podem se tornar fonte de acidentes devido às frenagens e mudanças bruscas de direção. São facas de dois gumes. Gosto mais de sequencias de esses ou curvas de baixa para redução de velocidade em nome da segurança.
    Na reta Mulsanne poderiam ter feito 2 curvas mais largas, mais alongadas e com angulo de entrada menor em vez de duas chicanes estreitas, curtas e com angulo de entrada maior. Isto resolveria bem.

    Casas e arvores próximas ao circuito. Ausência de guard rails. Boxes sem muro de separação com a pista. Áreas de escape praticamente não há. Interessante que sendo o vídeo de 56, ano imediatamente posterior ao grande acidente de 55, parece que não fizeram nenhuma modificação no circuito visando maior segurança. Hawthorn teve um certo grau de participação neste acidente.

    Prefiro o método americano para implantar segurança no automobilismo; Procuram manter os traçados acrescentando elementos de segurança(ex softwalls e alambrados mais eficientes), atuam principalmente na segurança dos carros e também não permitindo aumentos substanciais de velocidade . Me parece ser mais interessante e é mais barato. Os europeus gostam muito de mexer nos traçados.

    Márcio

  3. Valério Paiva disse:

    Impressionante comparar a posta atual com essas imagens de 1956!

  4. Douglas Ricardo disse:

    Rodrigo você notou a qualidade do asfalto?
    Olha, tem muito prefeito de cidade média/grande precisando assistir esse vídeo…

  5. Alexandre disse:

    Video sensacional. Como já comentaram, impressionante a qualidade do asfalto!

  6. Antonio Seabra disse:

    Rodrigo,

    Me parece que a pista já estaria fechada, e pronta para a corrida.
    O trafego que aparece me parece mais de moradores locais, e bicicletas, e talvez, carros de serviço, trabalhando na preparação da pista.
    Mas isso é especulação minha.
    Pontos a destacar, alem daqualidade do asfalto: 1) Hawthorn menciona o local do acidente do ano anterior (fala horrible accident) em que ele foi um dos protagonistas. E 2) o “kink” da Hunaudieres não é tão suave quanto parece nos croquis da pista !!! Fazer aquela “curva-reta” a mais de 385 Km/h devia ser coisa pra macho !!! Assustador. (hoje o kink perdeu o sentido, pelas chicanes)

    Eu andei na maior parte da pista, mas….com MUITO trafego, as vezes não dá pra reconhecer onde se está (a não ser plas placas regulares de transito). E tem o fato que o trecho depois de Indianapolis e Virage d”Arnage, passando pelas curvas Porsche, e kartodromo, até o Raccordment está muito modificado em relação ao antigo (1956)

    Antonio.

  7. moisesimoes disse:

    - Estava procurando alguns vídeos sobre voltas rápidas com a Porsche quando “me perdi” no youtube e me deparei com esse vídeo, duas semanas atrás. Realmente eram outros dias. E abaixo as chicanes, como disse o amigo.

    Aproveitando pra sugerir esse vídeo com imagens da Le Mans 1972. Uma trilha sonora de arrepiar com direito a Graham Hill sendo carregado depois da vitória e tudo mais! E o Matra-Simca, então…
    https://www.youtube.com/watch?v=Js5nZ54oyfQ

    Abraço, boa semana!

  8. Claudio Guerra disse:

    Muito legal! As coisas eram mais simples e a pista era bem impecável na época. Incrível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>