MENU

12 de outubro de 2017 - 14:55European Le Mans Series

Final do ELMS com 35 carros no Algarve

27-03

Últimos suspiros da temporada: após a prova de Spa-Francorchamps, o ELMS encerra seu campeonato de 2017 no próximo dia 22, com a disputa das 4h de Portimão, no Algarve (Foto: Jakob Ebrey Photography)

RIO DE JANEIRO - O European Le Mans Series (ELMS) chega no próximo dia 22 à sua última etapa da temporada de 2017. O Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, volta a receber uma corrida da categoria em substituição ao Estoril e os nossos irmãos portugueses vêm se queixando constantemente de que a decisão tem tudo para ser um fracasso de público, apesar dos atrativos que um circuito moderno e seletivo podem ter. A pista “old school” projetada pelo arquiteto brasileiro “Lolo” Cornelsen parece ainda exercer um fascínio maior entre os aficionados.

Apesar das dificuldades inerentes a uma possível falta de público, a corrida promete. Afinal, é a decisão do campeonato e as três categorias têm tudo em aberto. Nada decidido entre os protótipos das divisões LMP2 e LMP3, muito menos nos Grã-Turismo da LMGTE que, a despeito do baixo quorum, devem ter uma decisão e tanto.

No total, a média de carros vem se mantendo a mesma e 35 bólidos vão para o Algarve para a última etapa, sendo 12 LMP2, dezessete LMP3 e os demais da LMGTE.

Lista de inscritos para as 4h de Portimão AQUI

A principal divisão de protótipos do certame europeu verá uma disputa direta pela taça entre a G-Drive Racing, equipe assistida pela Dragonspeed, e pela United Autosports. Vantagem para o carro #22 de bandeira russa contra o #32, que pertence a Zak Brown, CEO da McLaren. São 18 pontos de diferença entre Léo Roussel e Memo Rojas Jr., líderes do campeonato, sobre o trio formado por Filipe Albuquerque/Hugo de Sadeleer/Will Owen. A favor da United Autosports, o fato de Albuquerque correr em casa. É uma diferença considerável, mas tudo pode acontecer numa prova com duração de quatro horas.

Entre os pilotos, poucas novidades em relação a Spa-Francorchamps. O colombiano Gustavo Yacamán fará mais uma aparição com a Graff Racing, no carro com que venceu na Bélgica. O time francês promove inclusive a estreia do mexicano Ricardo Sánchez no carro #39 junto a Enzo Guibbert e Paul Petit. E Paul-Loup Chatin foi confirmado para mais uma corrida no Ligier #28 da IDEC Sport Racing.

A final da classe LMP3 apresenta amplo favoritismo para a dupla formada por John Falb/Sean Rayhall. Os pilotos da United Autosports têm 19 pontos de vantagem para o trio formado por Alexandre Cougnaud/Antoine Jung/Romano Ricci, que representam a M.Racing-Y.M.R, do antigo tetracampeão do WTCC Yvan Muller. De resto, a matemática ainda aponta chances retóricas para François Hériau, Jean-Baptiste e Matthieu Lahaye, da Ultimate Racing, além de Kuba Smiechowski/Martin Hippe, da equipe polonesa Inter Europol Competition. A única cara nova na prova final é o russo Timur Boguslavskiy, que vai estrear no carro #5 da By Speed Factory ao lado de Jürgen Krebs e Tim Müller.

Já na LMGTE, a trinca Euan Hankey/Salih Yoluc/Nicki Thiim terá muito mais trabalho se quiser transformar sua liderança em título: a vantagem para os britânicos Jody Fannin e Robert Smith é de apenas um ponto. Duelo ao sol entre a TF Sport e a JMW Motorsport por uma vaga direta na próxima edição das 24 Horas de Le Mans…

Mas ainda tem mais gente de olho na taça, já que a 3ª colocação é de Aaron Scott/Duncan Russell Cameron/Matt Griffin, que somam 76 pontos e até os italianos Andrea Bertolini e Giorgio Roda Jr. ainda reúnem chances. A equipe Beechdean AMR dará chance a um novo piloto na última prova: o alemão Immanuel Vinke, de 22 anos, terá a chance de competir no carro #97 em lugar de Ross Gunn.

Temporada 2018 abrirá em Paul Ricard

Não é mais novidade, mas o blog ainda não tocou no assunto calendário 2018 do European Le Mans Series e a temporada, ao contrário do WEC, será anual e com seis datas, mais o Prólogo. A única mudança é o remanejamento de datas entre Paul Ricard e Silverstone, com a pista localizada na região francesa de Bandol abrindo o campeonto em abril e o tradicional traçado britânico sedia a quarta etapa do próximo ano, em conjunto com o WEC.

Confira as datas:

9/10 de abril – Prólogo (Paul Ricard)
15 de abril – 4h de Paul Ricard
13 de maio – 4h de Monza
22 de julho – 4h do Red Bull Ring
18 de agosto – 4h de Silverstone
23 de setembro – 4h de Spa-Francorchamps
28 de outubro – 4h de Portimão

1 comentário

  1. Carefull with that Eugene, Axe. disse:

    No quesito proporção de pistas excelentes dividido pelo número de etapas, nenhum campeonato do mundo ganha da LMS (me recuso a usar o E). 6 corridas, 6 pistas extraordinárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>