MENU

16 de novembro de 2017 - 13:56Mundial de Endurance

6h do Bahrein: decisão e despedidas na 50ª corrida da história do WEC

Porsche-tribute-livery-2017-2

Gratidão: em sua despedida da LMP1, a Porsche estampa na carenagem dos seus 919 Hybrid os nomes de todos os envolvidos no projeto desde o início

RIO DE JANEIRO - Em sua atual configuração, desde 2012, o FIA WEC atinge uma marca histórica justamente na última etapa do campeonato de 2017. Neste sábado, será realizada a 50ª corrida do Mundial de Endurance – no qual apenas três pilotos tomaram parte desde a primeira etapa, as 12h de Sebring, há cinco anos. Os alemães Christian Ried e Andre Lotterer, além do britânico Darren Turner, chegarão ao número redondo junto com a competição que encerra a sexta temporada de sua história, mas já de olho na Super Season 2018/19.

Lista de inscritos para as 6h do Bahrein AQUI

As 6h do Bahrein, que serão também disputadas pela última vez – já que o sultanato não figura no próximo calendário – marcam a decisão de título de pilotos em três categorias e principalmente a despedida da Porsche. Atual tricampeã de marcas na LMP1, a montadora de Weissach conquistou também com seus pilotos os últimos três campeonatos – o deste ano, inclusive. Uma história que (re)começou em 2013 com os primeiros testes, teve o primeiro êxito nas 6h de São Paulo em 2014 e depois, só alegrias, com vitórias consecutivas nas 24 Horas de Le Mans – as duas últimas com um grau de dramaticidade há muito não visto em provas de longa duração.

Além do fim do programa LMP1 da Porsche, quem deixa o FIA WEC é Brendon Hartley, bicampeão de pilotos em 2015 e 2017 e atual vencedor em Sarthe junto a Earl Bamber e Timo Bernhard. Nesta quinta-feira, a Toro Rosso confirmou que conta com o neozelandês para a temporada 2018 da Fórmula 1 ao lado do francês Pierre Gasly.

Desculpem o clichê sobre a Porsche, mas é o fim de uma era. O protótipo 919 Hybrid, gestado há quatro anos, foi aperfeiçoado a ponto de ser saudado como o LMP1 mais complexo de todos os tempos. E também um dos mais rápidos e potentes. Com o motor 2 litros V4 turbo e sistemas híbridos, podia chegar a incríveis 1000 cavalos de potência. Um monstro que deixará saudades.

97-Aston-LM24-Race-2017-

Fim de história também na LMGTE-PRO, com a Aston Martin aposentando a atual versão do Vantage GTE. O carro atingiu 14 vitórias na categoria, incluindo as 24h de Le Mans deste ano

Assim como deixará saudades o modelo Vantage GTE da Aston Martin na atual configuração, já que o carro britânico faz sua despedida na classe LMGTE-PRO neste fim de semana. O carro terá uma sobrevida na LMGTE-AM em 2018/19, mas na divisão principal de Grã-Turismo, deu o que tinha que dar. Era um modelo de configuração antiga, que foi redesenhado e ainda deu alegrias como o título mundial para Nicki Thiim e Marco Sørensen, além da vitória espetacular nas 24 Horas de Le Mans neste ano. Entre os que guiaram essa autêntica lenda das pistas, três brasileiros: Bruno Senna, Fernando Rees e Daniel Serra – todos vitoriosos a bordo das diferentes versões do Vantage.

E por falar em Bruno Senna, olho no piloto brasileiro: aos 34 anos, ele pode igualar Raul Boesel e se tornar o segundo piloto do país a conquistar o Mundial de Endurance após 30 anos. Não importa se é na LMP2. Título é título. Bruno e o francês Julien Canal chegam ao circuito barenita com quatro pontos de vantagem para Ho-Pin Tung/Thomas Laurent/Oliver Jarvis, que comandaram a classificação praticamente desde o início. O único resultado capaz de reverter o quadro para a trinca da Jackie Chan DC Racing é a vitória deles na classe. Qualquer outra situação de pista dá o título a Senna e Canal – que terão a companhia de Nico Prost no carro #31.

Haverá uma disputa igualmente quente pelo título global de pilotos de Grã-Turismo. Alessandro Pier Guidi/James Calado, dupla da AF Corse (Ferrari 488 GTE) chegam a esta etapa com apenas dois pontos de avanço sobre Fred Makowiecki/Richard Lietz (Porsche 911 RSR GTE). Eles não estão sozinhos, pois Andy Priaulx/Harry Tincknell (Ford GT EcoBoost) estão igualmente no páreo e até o quarto colocado Davide Rigon tem chances matemáticas, porém mínimas.

Na LMGTE-AM, o panorama aponta para três formações brigando pelo campeonato. Com 166 pontos, Pedro Lamy/Paul Dalla Lana/Mathias Lauda lideram dez à frente de Christian Ried/Marvin Dienst/Matteo Cairoli. Até a trinca Keita Sawa/Mok Weng Sun/Matt Griffin reúne chances, desde que os rivais não consigam terminar à frente deles – de preferência abandonando a corrida.

As 6h do Bahrein terão transmissão na íntegra neste sábado a partir das 11h da manhã de Brasília pelo App do Fox Sports. Haverá flashes na programação ao longo do sábado, tanto no Fox Sports 2 quanto no Fox Sports 1, que serão ancorados por este que vos escreve. Repercussão no Fox Nitro de segunda-feira e highlights da última etapa do campeonato durante a semana.

2 comentários

  1. Roberto Borges disse:

    Caro Rodrigo,
    o Thomas Erdos não foi campeão? Sei que venceu Le Mans na P2, mas não chegou a vencer o campeonato?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>