MENU

19 de dezembro de 2017 - 18:59Mundial de Endurance

Da BMW para a Aston Martin

Copyright - Drew Gibson Photography / Nick Dungan

Novo recruta: Maxime Martin deixou a BMW e logo se ajeitou com a Aston Martin Racing para a Super Season do Mundial de Endurance 2018/19

RIO DE JANEIRO - Após quatro anos de bons serviços prestados à BMW, o belga Maxime Martin deixa a marca bávara rumo a um novo desafio em sua carreira. O piloto de 31 anos, que fechou a última temporada do DTM em oitavo lugar com 132 pontos, assinou com a Aston Martin Racing para a disputa da Super Season do FIA WEC na classe LMGTE-PRO em 2018/19, completando assim o time de seis pilotos do construtor britânico.

Assim como Alex Lynn, Martin é um rosto novo na casa de Gaydon. Mas não será sua primeira experiência com um carro da marca: em 2011, ele competiu as 24h de Le Mans com o Aston Martin Lola DBR1/2 inscrito pela Kronos Racing sob supervisão da Marc VDS Racing, conquistando um mais do que razoável 7º lugar na classificação final. Depois, ele disputaria outras duas provas em Sarthe, com protótipos LMP2. Portanto, na Super Season ele aumentará para cinco o seu cartel de aparições na clássica prova francesa.

O belga, que venceu ano passado com a ROWE Racing as 24h de Spa-Francorchamps e também alcançou bons desempenhos nas 24h de Nürburgring, já estava no radar da Aston Martin Racing havia algum tempo. E o fim do acordo com os alemães aproximou as duas partes para o que se espera ser um “casamento” bem sucedido.

“Estávamos de olho nele”, afirmou o chefão da equipe Aston Martin Racing, Paul Howarth. “Ele é um piloto de Grã-Turismo excepcionalmente talentoso e uma aquisição perfeita para o nosso lineup de pilotos do mais alto calibre”, finaliza.

“Estou muito honrado em dar um novo passo na carreira com um novo fabricante”, deseja Martin. “É um novo desafio e também uma grande mudança, mas sinto que este é o momento certo para fazer isso, especialmente com a estreia do novo Vantage”, garante o belga. “Competi em Le Mans três vezes anteriormente, mas voltar no próximo ano como piloto oficial da Aston Martin é uma sensação incrível. Espero muito que possamos ser bem sucedidos juntos”, disse.

2 comentários

  1. hodari disse:

    Um Martin ao volante de um Martin.

  2. Fernando Silva disse:

    Excelente piloto que, inclusive, deu à antiga equipe do Antonio Hermann sua única vitória nas séries Blancpain, ao lado do também excelente Dirk Muller (hoje na Ford/Chip Ganassi pelo IMSA), em Nogaro 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>