MENU

20 de janeiro de 2018 - 17:59Rali Dakar

Dakar 2018: Kamaz e Nikolaev, de novo

20181201558944_P-20180120-00849_news_II

RIO DE JANEIRO - Dèja vu no resultado final dos Caminhões neste 40º Rali Dakar. Quem olhar a classificação do ano passado e comparar com a deste ano verá que o vencedor – aliás, a trinca vencedora – é o mesmo. E o caminhão também: a equipe russa Kamaz comemorou hoje sua décima-quarta vitória no evento, a segunda com Edouard Nikolaev como piloto principal do time hoje comandado pelo antigo “Czar” do Dakar, Vladimir Chagin.

Até o início do penúltimo dia de provas, nada fazia crer que seria fácil da forma como foi, já que o principal rival, o argentino “Coyote” Villagra se viu com um grave problema mecânico em seu Iveco, obrigando-o a desistir da contenda. Nikolaev não tinha nada a ver com isso e venceu a prova com folga de quase quatro horas para o segundo colocado, Siarhei Viazovich, com um caminhão MAZ preparado em Belarus.

A etapa final foi ganha pelo holandês Ton Van Genutgen, com um dos Iveco sobreviventes ao fim da competição. Companheiro de “Coyote” na equipe de Gerard De Rooy, ele foi o 8º colocado na classificação geral, após ter ganho outras duas etapas anteriores a esta e passado por uma série de perrengues ao longo da competição. Não fosse por isso, talvez tivesse terminado mais à frente.

Na geral, a Kamaz-Master ainda teve Ayrat Mardeev em terceiro e, se fôssemos viajar no tempo, a antiga URSS teria conquistado os quatro primeiros lugares: porque além de dois russos em primeiro e terceiro, houve ainda um representante de Belarus em segundo e outro do Cazaquistão – Arthur Ardavichius – em quarto. Só aí veio Martin Macik em quinto a bordo de um Liaz e o surpreendente Hino de Teruhito Sugawara, fechando os seis principais classificados ao fim da competição.

Apenas 21 caminhões cumpriram o Rali até o final, de um total de 44 que largaram em Lima no último dia 6 de janeiro.

Classificação da etapa #14:
Córdoba-Córdoba
120 km cronometrados – 286 km de percurso

1. #509 Ton Van Genutgen/Bernard Der Kinderen/Peter Willemsen (Iveco) – 1h39min47seg
2. #510 Martin Macik/Frantisek Tomasek/Michal Mrkva (Liaz) – a 11seg
3. #502 Dmitry Sotnikov/Ruslan Akhmadeev/Ilnur Mustafin (Kamaz) – a 3min35seg
4. #500 Edouard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Vladimir Rybakov (Kamaz) – a 4min17seg
5. #517 Gert Huzink/Rob Buursen/Martin Roesink (Renault Trucks) – a 4min55seg
6. #507 Ayrat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitry Svistunov (Kamaz) – a 5min46seg
7. #508 Arthur Ardavichius/Serge Bruynkens/Michael Huisman (Iveco) – a 6min02seg
8. #512 Siarhei Viazovich/Pavel Haranin/Andrey Zhyhulin (MAZ) – a 7min35seg
9. #503 Aleksandr Vasilievski/Dzmitry Vikhrenka/Anton Zaparoschanka (MAZ) – a 12min33seg
10. #511 Teruhito Sugawara/Mitsugu Takahashi (Hino) – a 14min45seg

Classificação final extra-oficial:

1. Nikolaev/Yakovlev/Rybakov – 54h57min37seg
2. Viazovich/Haranin/Zhyhulin – a 3h57min17seg
3. Mardeev/Belyaev/Svistunov – a 5h22min34seg
4. Ardavichius/Bruynkens/Huisman – a 6h38min22seg
5. Macik/Tomasek/Mrkva – a 7h58min45seg
6. Sugawara/Takahashi – a 8h10min16seg
7. Huzink/Buursen/Roesink – a 9h19min23seg
8. Van Genutgen/Der Kinderen/Willemsen – a 9h24min54seg
9. Van Den Heuwel/Van Oort/Van Rooy – a 9h55min05seg
10. Sotnikov/Akhmadeev/Mustafin – a 10h03min47seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>