MENU

15 de abril de 2018 - 13:32Automobilismo Nacional

Obrigado, Walter Derani

Walter Derani tem grandes expectativas com a nova parceriaRIO DE JANEIRO - Há alguns minutos, estava aqui atualizando o blog com as crônicas das provas de hoje no Estoril e Paul Ricard, quando me deparo com dois recados em diferentes lugares falando sobre o mesmo assunto.

O primeiro, porque vi no Twitter, foi do Luc Monteiro. O segundo, via WhatsApp, enviado pelo amigo Eduardo Homem de Mello. Ambos, com o mesmo teor: morreu hoje, após uma luta contra um câncer, o engenheiro de formação, empresário e gentleman driver Walter Derani, pai de Rafael Derani e de Pipo Derani, atual campeão das 12h de Sebring pela IMSA.

A Walter, devemos muito. Em meados dos anos 2000 (mais precisamente em 2007), ele e Antonio Hermann trouxeram para o Brasil, com as bençãos da Stéphane Ratel Organisation (SRO), o GT3 Brasil. Saíamos da idade da pedra em termos de automobilismo com a vinda de carros importados com os quais jamais sonhávamos nos deparar na Terra de Vera Cruz.

Vimos Ford GT40, Porsche 911 GT3, Ferrari 430 e 458, Dodge Viper Competition Coupé, Lamborghini Gallardo (em diferentes versões), Aston Martin GT4, BMW GT3 e GT4, Lotus Évora e Ginetta. Tempos bacanas, aqueles, bons enquanto duraram. Infelizmente, o campeonato pereceu em 2013 por uma série de motivos que não vale a pena elencar.

Walter engoliu muitos sapos em prol do esporte. Viu um filho (Rafael) campeão na categoria que criou, em dupla com Cláudio Ricci. E via o mais novo, Luiz Felipe, o Pipo, fazer o diabo nas pistas da Europa, vestindo os Esporte-Protótipos como se sempre estivesse dentro deles e guiando em Le Mans feito um veterano.

Coisas que fariam um pai ter muito orgulho de ter tido os dois como filhos, amigos, companheiros e parceiros.

É um momento de dor tremenda para quem perde seu ente querido e eu, que perdi meu pai em 2005, vítima de graves problemas relacionados a álcool e cigarro, sei dimensionar o tamanho do que representa um acontecimento tão triste.

Pêsames ao Pipo e ao Rafa, nesse momento tão duro.

Já nesse processo terminal, há cerca de 10 dias, tive a satisfação de receber um “muito obrigado” do Walter, via Pipo, num dia em que trocamos mensagens falando da contratação dele pela AF Corse para disputar Le Mans novamente. Porque desejei, sincera e honestamente, que se recuperasse de sua grave enfermidade.

Mas não, Walter.

Não sou eu que tenho que receber o seu agradecimento.

Nós é que temos que dizer o nosso muito obrigado por tudo o que você tentou fazer pelo automobilismo brasileiro que, assim como vocês que estão lendo essa homenagem, tanto amava.

8 comentários

  1. Mauricio cruz disse:

    Walter era um grande brasileiro e fez muito pelo nosso automobilismo. Um orgulho pra familia e para todos nós

    • pedro araujo disse:

      sabia mais do antonio hermann como organizador do gt3

      o walter deixa um baita legado, nao só pelos filhos…

      condolências às famílias

  2. Obrigado Walter por sua contribuição para o automobilismo brasileiro. Descanse em paz amigo. Wilson Fittipaldi Junior

  3. Fernando Silva disse:

    Como fã e espectador de automobilismo, só cabe agora dizer: Muito obrigado, Sr Walter, por nos apresentar uma categoria e carros tão maravilhosos, num curto (porém intenso) período que ficará para sempre em nossa memória automobilística. Que esteja em paz e meus sentimentos à toda a família Derani.

  4. Rubergil Jr disse:

    Dia de luto no automobilismo brasileiro. Meus sinceros sentimentos à familia Derani.

  5. MARIO SOUZA LIMA disse:

    Curti a narração no IMSA !
    A B A L O U ! ! !

  6. RAFAEL DERANI disse:

    Muito obrigado pela linda homenagem para meu pai! Sem dúvidas um cara que fará muita falta não somente no automobilismo, como também na vida de todos nós. Deixou um legado de amor, caráter, e para os que tiveram o privilégio de conviver e conhecê-lo melhor, ensinou muito sobre ter sempre força e fé.
    Obrigado, Rodrigo, por este texto que deixou este momento meu e da minha família muito menos doloroso e com certeza mais orgulhoso ainda de ter um pai como ele!
    Um grande abraço meu e de toda família Derani
    Rafa

  7. José Miguel Forte disse:

    Meu colega e amigo como empresário
    Sincero e leal colega

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>