MENU

7 de abril de 2018 - 01:45Automobilismo Nacional

Vá de Chrysler a Interlagos!

30007535_1862908307077145_1574339943_n

RIO DE JANEIRO - Seguinte, moçada: sábado, vulgo hoje, vai ter 3ª etapa do Paulista de Automobilismo em Interlagos. O querido Beegola, Wagner Gonzalez para os íntimos, pediu uma força na divulgação do que vamos ter de novidade nesse fim de semana.

Sei que o horário é meio impróprio, afinal já é madrugada. Mas não custa nada fazer o registro.

FASP anuncia novidades no Paulista de Automobilismo

Terceira etapa do campeonato terá encontro do Chrysler Clube

A terceira etapa do Campeonato Paulista de Automobilismo, que acontece neste fim de semana sob organização do Rally Motor Clube, terá uma atração extra: a programação de sábado inclui um encontro de automóveis clássicos das marcas Chrysler e Dodge. Mais de 60 colecionadores e amantes da marca já garantiram presença no evento que é organizado em parceria da Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP) com os sites Motores Clássicos e Autoentusiastas. Além de uma exposição aberta ao público os carros reunidos pelo Chrysler Clube do Brasil serão uma atração à parte em meio às provas conforme explica Roberto Barranco, presidente do Rally Motor Clube:

“Os carros inscritos para o encontro darão uma volta pela pista no intervalo que antecede a largada da prova de Classic Cup e três deles serão convidados a liderar a volta de apresentação para essa categoria. É uma forma de engajar a comunidade automobilística nas provas do Campeonato Paulista de Automobilismo.”

Para José Aloizio Cardoso Bastos, presidente da FASP, a iniciativa poderá ser estendida nas próximas etapas do Campeonato Paulista, todas elas realizadas em Interlagos:

“Por sugestão da nossa assessoria de comunicação resolvemos fazer essa experiência com a comunidade dos automóveis de coleção. A receptividade do Chrysler Clube nesta ação foi excelente e nos deixa animados a trabalhar com outros clubes do gênero para transformar o evento em uma atração à parte na programação das próximas etapas do nosso campeonato.”

1 comentário

  1. Antonio Seabra disse:

    Era 1976, e um amigo meu do Rio ia correr na Divisão 1 em Interlagos. Eu queria ir, mas os meus amigos tinham ido com o carro de corridas, rodando, na quinta feira, eu não pude ir com eles por causa do meu trabalho e da faculdade, na quinta e sexta. ALém disso, estava sem grana pra ir por conta própria. MInha mãe me deu um dinheiro pra passagem e pra comer, e acertou para eu dormir na casa de um casal de amigos dela em SP`. Só que o casal morava numa mansão no bairro do Sumarezinho. Fui do Rio de onibus da Cometa, e ao chegar na mansão, o amigo dela (ele era hungaro) me mostrou a casa, me mostrou o quarto em que eu iria dormir, e explicou com aquele sotaque característico de gringo: “Eu e a Sila (esposa) estamos indo passar o fim de semana no Guarujá. Então a casa fica a teu dispor, e as empregadas estarão aqui pra te atender. Você só avisa a elas quantas pessoas vem pra almoçar e pra jantar, e a que horas você quer que elas sirvam as refeiçoes…. mas que seja antes das 22h. Ah, e se os teus 2 amigos quiserem dormir aqui, elas preparam o outro quarto de hospedes para eles”. Nesse ponto a esposa dele acrescentou: “Ali naquela bomboniere está cheio de chocolates da Kopenhagen pra voces, a tua mãe falou quais eram os tipos que você mais gostava, espero ter acertado”. Eu estava abismado. Casa com piscina, almoçar não viríamos pois íamos passar os dias em Interlagos, mas o jantar servido a francesa seria muito melhor do que a encomenda !!! Além da piscina e daquela profusão de chocolates….
    Eles só estavam me esperando chegar pra descer a serra. Enquanto caminhava com as malas para garagem, o Gabor me disse: “Antonio, o meu filho já foi pro Guarujá com a Variant, eu tenho por norma não dirigir nos finais de semana, e a Sila não guia o Charger, então nós vamos pro Guarujá no Corcel dela. Logo, se você quiser, vai ter de usar o Charger”. E me estendeu as chaves de um reluzente Charger RT vermelho alaranjado, similar ao da foto desse post. E acrescentou: “Ah, o Charger só anda com gasolina azul (Premium), e gasta muito, então eu vou te deixar um dinheiro pras despesas e pra abastecer o carro. E me estendeu um maço de dinheiro que seria equivalente a uns 500 reais hoje.
    Então, passei o fim de semana com o melhor carro nacional que o dinheiro podia comprar naquela época. Imagina a sensação de um moleque de 22 anos chegando nos boxes de Interlagos (eu tava com credencial) com um carrão daqueles.
    A noite, depois do treino oficial, deixamos o Dodginho Polara de corrida nos boxes e fomos jantar na casa do Sumarezinho, com o Charger. Depois saimos a noite pra tocar um horror na cidade com o carro: foram muitas curvas em power drift e muitas arrancadas cantando pneus e deixando no ar uma nuvem de fumaça. Diversão pura.
    No domingo final da tarde, depois da corrida, e com a alegria do meu amigo ter chegado em quarto lugar, saimos de Interlagos pra ir tomar um banho de piscina na casa, devolver o Charger (que tristeza) e seguir pro Rio como o Polara de pista (já sem numeros e com parachoques no lugar). Quando chegamos na esquina da casa, a entrada da rua Monsanto, vindo da Heitor Penteado, era uma curva tipo grampo em descida: Dei motor e coloquei o Dodjão de lado, pela ultima vez. Quando terminei de alinhar o sobreseterço de potencia, já estava na porta da casa….e o dono da tinha acabado de chegar e estava fora do Corcel, abrindo o portão !!! Assistiu a derrapagem do carro dele, de camarote….
    A vergonha foi tanta que nem fomos pra piscina: peguei as malas, agradeci muito, entrei atras no Dodginho pelo meio do santo-antonio e saimos logo dali o mais rapido possivel. O Gabor, meu anfitrião nunca falou nada sobre isso.

    Agora vendo a foto desse carro no post, e o chamado para levar os Dodge a Interlagos, me lembrei dessa estoria e tive de contar aqui. Perdoe Rodrigo o off-topic.

    Antonio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>