MENU

9 de agosto de 2018 - 19:28Automobilismo Internacional

Néstor Gurini (1954-2018)

aa7ef5fc52731b6a6a7795c155d30b74901d43c8

 

RIO DE JANEIRO - O automobilismo está de luto na Argentina. Morreu hoje, aos 64 anos de idade, Néstor Gurini, vítima de uma grave doença que lhe abateu nas últimas semanas. Nascido em La Plata e radicado na cidade de Ramos Mejía, na Grande Buenos Aires, ele era um dos nomes mais queridos em seu país e também por todos com quem trabalhou e competiu.

Bicampeão da Fórmula Renault em 1983/1984 e vice-campeão em 1985, Gurini veio para a Fórmula 2 Sul-Americana em 1986 e participou também da transição para a Fórmula 3, no ano seguinte. Mesmo já com certa idade – tinha 33 anos – o aguerrido piloto se destacou pela condução agressiva a bordo dos diferentes chassis que conduziu. Gurini competiu com os modelos Berta, Ralt, Reynard e Dallara na série continental.

Com o fim de sua passagem na F-3 Sudam, Néstor disputou também o extinto Campeonato Sul-Americano de Superturismo. E em âmbito nacional, fez também provas de Turismo Carretera, Top Race V6 e TC2000.

Fundou a Escuela de Pilotos Néstor Gurini, fundamental para a formação de talentos do motorsport argentino, em especial Agustín Canapino, considerado hoje um dos melhores pilotos em atividade no seu país. E aos 60 anos, surpreendeu ao mostrar a velha garra de sempre e ganhar o campeonato da F1 Mecánica Argentina, em 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>