MENU

26 de fevereiro de 2013 - 14:22Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (44)

521535_485179938185299_146554210_nRIO DE JANEIRO - Carro que teve como base o Hesketh 308 e depois o Williams FW05, o Kojima KE007 deixou sua marca na Fórmula 1. Por dois motivos: o primeiro foi que em 1976, no GP do Japão, Masahiro Hasemi fez a melhor volta da corrida sob um temporal de filme de pirata em 1’18″23. Sem contar que Kazuyoshi Hoshino andou por quatro voltas em terceiro – e isso após largar em 21º (!!!).

E naquelas duas corridas em Fuji, os Kojima correram com pneus Bridgestone, que viriam a ser fornecedores da categoria máxima vinte anos depois desta primeira experiência. Aqui, vemos na foto um dos maiores – senão o maior piloto japonês de todos os tempos: Hoshino guia o #52 com patrocínio Uni-Pex para chegar em 11º lugar em 1977.

Há 36 anos, direto do túnel do tempo.

3 comentários

  1. Angelo Carvalho disse:

    Permita discordar, mas Koba san o mito, foi o melhor.

  2. Nick Nagano disse:

    Rodrigo, você poderia fazer um artigo depois, contando a história desses dois mitos: Kazuyoshi Hoshino e Masahiro Hasemi? Sem dúvida, foi uma das maiores rivalidades no automobilismo japonês, que hoje se encontram como chefes de equipe da Super GT e Formula Nippon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>