MENU

10 de março de 2013 - 22:00Nascar

Happy victory, Mr. Consistency!

kenseth-new-main.jpg.main

RIO DE JANEIRO – Não existe coisa melhor para um piloto do que celebrar seu aniversário vencendo ou no pódio. Matt Kenseth, que hoje completou 41 anos, teve todos os motivos para ficar feliz na Kobalt Tools 400, 3ª etapa do calendário de corridas da Sprint Cup, divisão principal da Nascar. É que o piloto da Joe Gibbs Racing chegou à sua primeira vitória na nova escuderia, na mesma pista onde em 2003 conquistou seu único triunfo no ano em que foi campeão da categoria, ainda pela Roush Racing.

“Mr. Consistency”, assim apelidado por sua regularidade irritante, teve que se desdobrar para derrotar Kasey Kahne, dono do melhor carro na pista neste domingo. De fato, Kahne foi o líder do maior número de voltas – 113 – com o #5 da Hendrick Motorsports, mas não pôde contra a estratégia da Gibbs, que no último pit devolveu Kenseth em primeiro – sem trocar pneus e apenas com o combustível suficiente para que o piloto do carro #20 vencesse a disputa. Foi o melhor final de corrida nas três disputadas neste ano.

E a Nascar também não tem do que se queixar: as três marcas presentes na categoria com os carros “Generation 6” venceram já neste ano: Johnson, com Chevrolet, em Daytona; Edwards, no Ford Fusion, em Phoenix e agora Kenseth, de Toyota, em Vegas.

Igualmente animada, além da briga pela vitória, foi a disputa pela 3ª posição, onde o atual campeão Brad Keselowski levou a melhor sobre Kyle Busch, que durante a disputa levou um drive through por excesso de velocidade e fez uma ótima corrida neste domingo. Carl Edwards chegou na quinta posição, com Jimmie Johnson completando os seis primeiros. Dale Earnhardt Jr. foi o 7º colocado, seguido por Martin Truex Jr., Paul Menard e Kevin Harvick.

Denny Hamlin, recentemente multado por ter falado mal dos novos carros da Nascar, chegou num modesto 15º lugar, atrás de Tony Stewart (11º) e Mark Martin (14º). Mais apagados que ele só Greg Biffle (17º), Juan Pablo Montoya (19º), Jeff Gordon (25º), Clint Bowyer (27º) e Danica Patrick, que levou seis voltas do vencedor e terminou em trigésimo-terceiro lugar.

Após três corridas, extra-oficialmente, a liderança é do pentacampeão Jimmie Johnson, com 129 pontos, contra 124 de Brad Keselowski, 119 de Dale Jr., 102 de Denny Hamlin e 98 de Carl Edwards. Matt Kenseth, que estava em 18º lugar na tabela, saltou para sétimo, com 93 – dois a menos que o sexto colocado, Mark Martin.

A quarta etapa da Sprint Cup será no próximo domingo: a Food City 500, no minúsculo circuito de Bristol, no Tennessee.

Compartilhar

10 comentários

  1. Nino Rainier disse:

    Ok. Parabéns ao Kensenth pelos 41 anos e pela vitória e é legal o piloto vencer no dia no aniversário. Ótimo. Agora vamos ver de um outro ponto de vista: o Denny Hemlin aparentemente está certo. Quando se está brigando pela vitória e o piloto da frente bloquera direito esses carros são muito difíceis de se passar. O Kenseth segurou o Kahne por 18 voltas e o carro #5 estava muito melhor. Lá pelo meio da prova o comentarista Larry McRaynolds soltou: “Eu estou farto desse papo de não dá para passar com esses novos carros”. Será mesmo ? Ultrapassagens no meio da prova é tranquilo na NASCAR que os caras não estão brigando tanto mas o final de hoje pode ter mostrado essa nova característica que o Hemlin falou. “Ah mas o circuito de Las Vegas é difícil de passar mesmo”. Verdade. Por isso vamos esperar mais ovais de 1.5mi.

  2. fabio de souza disse:

    Parece que estamos vendo um ¨ressurgimento¨do Carl Eduards que parou de andar na rabeira.O Keselowski mereceria o apelido de Senhor Consistencia.Mas realmente existe um fato que podemos perceber pelas falas de Kyle Bush e J Mcmurray pelo rádio : os carros estão instáveis.Aquela derrapada do Ambrose na entrada dos boxes me parece evidencia disso.Desde o final em Daytona reparo que há uma dificuldade pra quem entra no vácuo do carro da frente, mesmo sendo mais rápido, e não há formação de duplas depois de algumas tentativas frustradas em Daytona.No fim em Phoenix deu pra ver isso, e agora com o Kane mais rápido mas sem coseguir passar , aliás sempre que se aproximava dava uma balançada.havia pelo menos quatro carros que poderiam brigar nas ultimas voltas.Tomara que encarem o problema e resolvam isso.

  3. leonardo sampaio e santos disse:

    foi uma bela vitoria mesmo, segurou na inteligencia , perguntinha o mark martin vai continuar dividindo o carro esse ano? po sera que o patrao dele que ja deveria ter se aposentado de vez nao ve que o velhote ainda tem muita lenha pra queimar?

  4. Fernando disse:

    Podem falar o que quiserem…Matt Kenseth segurou no braço, na tragetória da pista…o cara é bom e ponto final…diferente de alguns bons marqueteiros/pilotos comuns…mesmo quando não vence sempre está por lá…excelente aquisição do Joe Gibbs.

  5. Mefistófeles disse:

    Mais uma vez somos brindados com a falta de conhecimento da categoria pelo comentarista Thiago Alves. Segundo suas palavras, o motor do carro tem 5.2 litros e na verdade tem 5.7 litros ou 318 c.u. cubes inches (polegadas cúbicas) . Perguntam se as rodas tem algum tipo de trava, e é dito que aquela colinha que mantém as porcas novas presas nos furos da roda a ser colocada, funciona como trava. Se assim fôsse carros nunca perderiam rodas nem elas ficariam soltas. Um assinante pergunta se os freios são de carbono e ele responde que são de competição sem dizer que tem discos metálicos. Ele responde tb. que o câmbio tem 4 marchas em H, correto mas aí diz que não é sequencial tiptronic, Tiptronic é marca de um tipo de câmbio de um fabricante. Em outra
    transmissão ele disse que as regulagens feitas nos pits pelos buracos no vidro traseiro mexem na distribuição de peso do carro. Na verdade 2 buracos regulam a altura ou aperto das molas traseiras esquerda ou direita. e o outro oríficio regula a barra panhard lateral que liga o lado direito do chassi ao lado esquerdo do eixo rígido traseiro, alterando altura e torção do chassi. Uma vez ele disse que estavam trocando a bomba de gasolina, e se podia ver claramente o mecânico trocando o carburador quadrijet . São tantas coisas erradas que se fôsse elencar tudo que já ouvi ficaria horas escrevendo. Já tentei dizer isso mas o citado comentarista deletou de seu blog. Perguntei sobre a omissão da FOX Sports sobre a transmissão da GRAND-AM no Blog do Sérgio Lago e também fui deletado. Além disso, nunca ví reposta a nenhum Assinante nos blogs dos dois.

  6. Leo Pereira disse:

    Rodrigo… Ta faltando o release da Nationwide Series. Nelsinho não se encontrou em Vegas. 13º lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *