MENU

23 de março de 2013 - 12:07Vídeos, WTCC

Yvan, o terrível!

small_2013_photo_074RIO DE JANEIRO – O francês Yvan Muller deitou e rolou no treino classificatório para a primeira corrida do Mundial de Carros de Turismo, o WTCC, em Monza. Fez o melhor tempo do sábado e não foi só isso: demoliu o antigo recorde do circuito para o campeonato, que pertencia a Gabriele Tarquini, obtido no ano passado.

A bordo do Cruze #12 da RML, o piloto de 43 anos não tomou conhecimento da oposição. Fez o tempo de 1’56″486 (média de 179,032 km/h) e enfiou quase um segundo inteiro no segundo colocado, o britânico Tom Chilton, seu novo companheiro de equipe. A RML nada mais é que a escuderia que dava suporte até o ano passado ao time oficial da Chevrolet. Portanto, tamanha superioridade de Muller, num carro que ele conhece, sobre os demais, não surpreende. Surpresa mesmo foi a sinceridade do veterano gaulês em admitir que talvez nem corresse neste ano no Mundial de Turismo, porque ele foi confirmado quase em cima da hora.

“Estou feliz. Há três semanas atrás, nem sabíamos se poderíamos estar aqui. Agora, vem essa pole. Só tenho que agradecer ao patrocinador, a Lukoil e à equipe RML Group pela confiança demonstrada”, afirmou o exultante Yvan após o treino classificatório.

O britânico Alex MacDowall também fez um bom trabalho noutro Chevrolet Cruze, este alinhado pela Bamboo Engineering: foi o 3º colocado, adiante do espanhol Pepe Oriola, o primeiro alien em meio a cinco carros da marca da gravatinha entre os sete primeiros. Em sua estreia com o Honda Civic, o ex-recordista do circuito Gabriele Tarquini anda conseguiu o 5º tempo.

Destaque também para o oitavo posto de Marc Basseng, em sua primeira aparição no WTCC com o Seat da equipe de René Munnich, a 9ª colocação de James Thompson no Lada Granta e Darryl O’Young em décimo – resultado que deixa o piloto de Hong Kong na pole position da corrida #2, com a inversão dos dez melhores do Q2.

E entre os que ficaram fora ainda no Q1, num treino muito atribulado e repleto de incidentes, sobrou para o atual campeão mundial Robert Huff, em sua estreia pela equipe All-Inkl.com Racing: o piloto acabou colidindo com o suíço Fredy Barth, da Wiechers, e uma roda dianteira direita do carro #1 foi para o espaço.

Mas o pior aconteceu com os dois carros da Lada: numa tentativa suicida de frear o mais próximo possível da primeira chicane, o russo Aleksei Dudukalo acertou em cheio O PRÓPRIO COMPANHEIRO DE EQUIPE. O prejuízo foi todo do conterrâneo de Lenin, que ficou de fora do treino enquanto Thompson, mesmo com o Granta detonado, ainda foi nono no Q2. Veja o acidente no vídeo abaixo.

Quem também se acidentou no Q1 foi o piloto-patrão René Munnich, jogado para fora da pista na saída da curva Parabólica por Gabriele Tarquini. Como efeito dos incidentes, Dudukalo foi punido com a perda de cinco posições – e os rumores dão a entender que o futuro dele no time já está em risco. Também o veterano Tarquini sofreu uma punição semelhante e caiu de quinto para décimo no grid da primeira corrida da rodada dupla.

Vamos ao grid:

1. fila
#12 Yvan Muller (Chevrolet Cruze) – RML – 1’56”486 – Q2
#23 Tom Chilton (Chevrolet Cruze) – RML – 1’57”345 – Q2

2. fila
#9 Alex MacDowall (Chevrolet Cruze) – Bamboo – 1’57”685 – Q2
#74 Pepe Oriola (Seat Leon) – Tuenti – 1’57”833 – Q2

3. fila
#14 James Nash (Chevrolet Cruze) – Bamboo – 1’58”005 – Q2
#17 Michel Nykjaer (Chevrolet Cruze) – Nika – 1’58”172 – Q2

4. fila
#38 Marc Basseng (Seat Leon) – Munnich – 1’58”518 – Q2
#10 James Thompson (Lada Granta) – Lada – 1’58”669 – Q2

5. fila
#55 Darryl O’Young (BMW 320 TC) – Roal – 1’58”781 – Q2
#3 Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 1’57”946 ** – Q2

6. fila
#19 Fernando Monje (Seat Leon) – Campos – 1’58”814 – Q2
#26 Stefano D’Aste (BMW 320 TC) – PB – 2’00”4785 – Q2

7. fila
#6 Franz Engstler (BMW 320 TC) – Engstler – 1’59”046
#22 Tom Boardman (Seat Leon) – STR – 1’59”116

8. fila
#18 Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 1’59”155
#15 Tom Coronel (BMW 320 TC) – Roal – 1’59”386

9. fila
#25 Mehdi Bennani (BMW 320 TC) – Proteam – 1’59”685
#37 Rene Munnich (Seat Leon) – Munnich – 1’59”978

10. fila
#73 Fredy Barth (BMW 320 TC) – Wiechers – 2’00”090
#5 Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 2’00”799

11. fila
#11 Aleksei Dudukalo – Lada Granta – Lada – 1’59”303 **
#7 Charles Ng (BMW 320 TC) – Engtler – 2’00”901

12. fila
#13 Jean-Philippe Dayraut (BMW 320 TC) – Anome – 2’00”957
#1 Rob Huff (Seat Leon) – Munnich – s.t

(**) penalizados com a perda de cinco posições

Compartilhar

2 comentários

  1. Podcast F1 Brasil / Carlos Del Valle disse:

    Pelo vídeo, tenho a impressão que o Dudukaralo está com uma roda solta ou torta, sugerindo falha mecânica?

  2. Eduardo disse:

    Parece que esse Tom Chilton deve ser bem melhor que o irmão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *