MENU

28 de abril de 2013 - 18:11WTCC

Tarquini e Coronel levam a melhor na Eslováquia

3966420130428190014

RIO DE JANEIRO – Após três vitórias do modelo Chevrolet Cruze e uma do Seat León, Honda e BMW tiveram um dia de triunfos para ambas as marcas na terceira rodada dupla do Campeonato Mundial de Carros de Turismo (WTCC). O circuito Slovakia Ring viu a primeira vitória do novo Honda Civic, com o veteraníssimo Gabriele Tarquini e Tom Coronel, grande figura com seu Eat My Dust (Coma a minha poeira) pintado em seu carro, ganhar com a BMW 320 TC da ROAL Motorsport.

Aliás, a Honda fez na corrida #1 o que já fizera nos treinos com grande autoridade: monopolizou o pódio com Tiago Monteiro em 2º lugar atrás do companheiro de time e pole position, com o húngaro Norbert Michelisz, da equipe Zengö em terceiro. Yvan Muller conseguiu a quarta posição, suficiente para mantê-lo na liderança do campeonato, enquanto Tom Coronel ficou em quinto e James Nash na 6ª colocação.

A ROAL Motorsport não teve méritos somente pela vitória de Coronel na segunda corrida da rodada dupla, quando com a inversão dos 10 primeiros do Q2 o holandês largou da pole e venceu com absoluta autoridade: a equipe de Roberto Ravaglia arregaçou as mangas e reconstruiu o carro de Darryl O’Young após uma tremenda pancada do piloto de Hong Kong na qualificação.

O’Young conseguiu um 14º lugar na primeira corrida e salvou um pontinho com a décima colocação na segunda. E é sempre bom lembrar: ele largou dos últimos nas duas corridas. Grandes atuações do piloto do carro #55, portanto.

Yvan Muller subiu mais uma vez ao pódio com a 2ª posição e chega a 120 pontos no campeonato contra 96 de Gabriele Tarquini, terceiro colocado na corrida #2. O atual campeão mundial Rob Huff foi o quarto colocado após ter sio 17º na primeira e é apenas o décimo colocado neste início de ano com 31 pontos.

Resultado final da corrida #1:

1 – Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 10 voltas em 22’18″761
2 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 1″202
3 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 1″616
4 – Yvan Muller (Chevrolet Cruze) – RML – 5″091
5 – Tom Coronel (BMW 320 TC) – Roal – 5″975
6 – James Nash (Chevrolet Cruze) – Bamboo – 7″748
7 – Michel Nykjaer (Chevrolet Cruze) – Nika – 9″760
8 – Alex MacDowall (Chevrolet Cruze) – Bamboo – 10″078
9 – Pepe Oriola (Seat Leon) – Tuenti – 14″055
10 – Mehdi Bennani (BMW 320 TC) – Proteam – 19″374

Resultado final da corrida #2:

1 – Tom Coronel (BMW 320 TC) – Roal – 10 voltas em 22’26″224
2 – Yvan Muller (Chevrolet Cruze) – RML – 2″990
3 – Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 3″345
4 – Rob Huff (Seat Leon) – Munnich – 4″954
5 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 5″222
6 – Pepe Oriola (Seat Leon) – Tuenti – 11″365
7 – Tom Chilton (Chevrolet Cruze) – RML – 11″625
8 – Alex MacDowall (Chevrolet Cruze) – Bamboo – 11″816
9 – Mehdi Bennani (BMW 320 TC) – Proteam – 12″265
10 – Darryl O’Young (BMW 320 TC) – Roal – 12″498

Classificação do campeonato após 3 rodadas e seis corridas: 1. Yvan Muller – 120 pontos; 2. Gabriele Tarquini – 96; 3. Michael Nykjaer – 57; 4. Tom Chilton – 55; 5. James Nash – 51; 6. Pepe Oriola – 49; 7. Tom Coronel – 47; 8. Tiago Monteiro – 46; 9. Alex MacDowall -34; 10. Rob Huff – 31; 11. Marc Basseng – 28; 12. Norbert Michelisz – 22; 13. Franz Engstler – 4; 14. Darryl O’Young e Mehdi Bennani – 3; 16. Stefano D’Aste – 2; 17. James Thompson, Charles Ng e Fredy Barth – 1 ponto.

1 comentário

  1. Confortin disse:

    A despeito dessa vitória, alguém sabe pq essas BMW andam tão mal nesse campeonato?? São a grande maioria dos carros na pista, mas sempre correm no fundão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *