MENU

1 de maio de 2013 - 19:01Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (76)

941939_566632943357071_1361242172_n

RIO DE JANEIRO – Foto “roubartilhada” do facebook do Jovino Coelho. Autódromo de Brasília, o ano é 1975. O carrinho incrementado da foto é um Chevette Divisão 3 e o seu piloto é o gaúcho Ronaldo Ely. Nascido em Nova Prata, Ely passou grande parte de sua carreira automobilística driblando dificuldades com patrocinadores (a falta deles, claro), para ser campeão da Fórmula 2 Brasil sete anos após essa corrida disputada no Planalto Central.

Na ocasião, a bordo de um dos únicos “não-Fuscas” da Classe A, para carros até 1,6 litro de capacidade cúbica, já que o outro alien era Francisco Gondim, que corria com a Brasília que pertencera a Ingo Hoffmann, este na Fórmula 3 inglesa, Ronaldo Ely terminou em 3º lugar na soma dos tempos após duas baterias de 15 voltas cada. José Fusetti foi o vencedor e Amadeo Campos o segundo.

Há 38 anos, direto do túnel do tempo.

Compartilhar

1 comentário

  1. Renato de M. Machado disse:

    Nada não é só automobilismo na sua mais pura essência.Com carros que se fossem colocado os para-choques,placas,conjunto óptico e levantasse um pouco a suspensão poderiam andar tranquilamente nas ruas.É devido a esse formato de competição,que conquistamos oito títulos de F1 os da Indy,e o de Raul Boesel,ou seja no mais puro braço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *