MENU

3 de junho de 2013 - 18:56Especial 24 Horas de Le Mans, Miniaturas

Pequenas maravilhas – Especial Le Mans – Dome S101 (2004)

RIO DE JANEIRO – Mais um exemplar sensacional de 24 Horas de Le Mans em miniatura escala 1:43 – um oferecimento do amigo Cláudio Stringari, que só tem um grave defeito: é palmeirense enrustido. Ele autorizou a reprodução da foto que ele postou hoje no facebook de um dos carros que ele tem na coleção.

431793_592925400728430_1561070867_n

Esse modelo da foto é o Dome S101 com motor Judd V10 4 litros, chassi #03. O número #15 foi conduzido na edição de 2004 da corrida francesa por Jan Lammers, Chris Dyson e Katsutomo Kaneishi, que chegaram na 7ª colocação ao fim da disputa. O #16, por Tom Coronel, Justin Wilson e Ralph Firman, abandonou com problemas mecânicos. A equipe era a Racing For Holland, dirigida por John Bosch e por Lammers, um veterano de guerras com 22 participações em Le Mans e que passou pela Fórmula 1.

Projeto de Akiyoshi Oku e Hiroshi Yuchi, o Dome S101 teve bons resultados nas competições da classe LMP1, quando ainda não havia o abismo de hoje entre os protótipos diesel e/ou híbridos contra os modelos a gasolina. O carro de 2004, como os antecessores desde 2001, tinha como grande característica as centenas de patrocinadores que ele carregava nos quadradinhos pretos e brancos da decoração. Cada um desses patrocinadores pagava a conta da equipe e o projeto da Racing For Holland seguiu nas pistas até 2007.

No ano seguinte, a Dome apresentava o S102. O projeto do S101, que já não recebia grandes investimentos na versão HB, que estreou em 2005, foi definitivamente abandonado. O carro deixou as pistas conquistando seis vitórias e mais de uma dezena de pódios em todas as corridas de que participou.

3 comentários

  1. Luciano Barcelos disse:

    Lembro bem deste carro e lembro que no site oficial da Racing For Holland que cada espaço em preto e branco correspondia a uma cota de patrocínio dependendo da localização no protótipo! Onde vcs vêem algumas inscrições é onde foram comprados e os espaços ainda numerados, são os espaços não vendidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *