MENU

1 de novembro de 2014 - 14:41Blancpain GT World Challenge Europe

Audi monopoliza primeira fila em Baku

VW_2552

Ortelli foi o melhor nas ruas de Baku e sai na pole da corrida classificatória da etapa de encerramento do Blancpain Sprint Series (Foto: Vincent Wouters)

RIO DE JANEIRO – A Audi, com a equipe Belgian Audi Club Team WRT, dominou a primeira fila no treino classificatório para o Baku World Challenge, última rodada do Blancpain Sprint Series que se realiza neste domingo no circuito urbano de 3,890 km de extensão montado nas ruas da capital do Azerbaijão.

O carro #9 dos monegascos Stéphane Ortelli e Stéphane Richelmi levou a melhor diante do #1 de Laurens Vanthoor e do brasileiro Cesar Ramos ao longo do Q3 que definiu os primeiros postos do grid. Apenas 0″038 separaram os dois R8 LMS do time dirigido por Yves Weerts e Pierre Dieudonne. Ainda sonhando com o título da temporada 2014 do BSS, a dupla formada por Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen ficou com a 3ª posição do grid, cabendo ao McLaren de Frederic Vervisch/Chris Van der Drift um lugarzinho na segunda fila.

Mais três marcas vieram nas posições seguintes de quinto a sétimo: o Aston Martin V12 Vantage GT3 de Jonny Adam/Andy Soucek (Beechdean AMR), a BMW Z4 GT3 de Jens Klingmann/Dominik Baumann (Schübert) e a Mercedes SLS AMG GT3 de líder e vice-líder do campeonato: Maximilian Bühk e Maximilian Götz abrem a quarta fila do grid, seguidos pelo terceiro melhor Audi do grid – o #777 de Kevin Van der Linde/Christopher Mies, alinhado pela Prosperia ABT Racing.

Os irmãos Ricardo e Rodrigo Sperafico, estreando a bordo do carro #0 da BMW Team Brasil, tiveram uma performance sólida ao longo das três sessões classificatórias: ficaram em 8º na primeira sessão, sétimo na segunda e décimo na terceira, conquistando assim um lugar na quinta fila do pelotão de 30 carros inscritos. Miguel Paludo e Matheus Stumpf, no #30, ficaram pelo caminho no Q2: acabaram em 22º lugar no grid, com o tempo de 1’32″530.

“O dia foi uma ‘prova de fogo’. Pouco tempo de pista, primeiro treino no seco, depois choveu e andamos em todas as condições possíveis. Foi bastante cansativo, mas conseguimos andar sempre entre os 10 primeiros na classificação”, destacou Rodrigo, que entre suas conquistas nas pistas tem o vice-campeonato da Stock Car em 2007.

Os treinos oficiais foram atrapalhados por três bandeiras vermelhas. Numa delas, o alemão Marc Basseng destruiu seu Audi R8 LMS no Q1. O francês Vincent Abril e o britânico Benji Hetterington bateram exatamente no mesmo lugar em diferentes sessões. Enquanto o primeiro provocou uma interrupção do Q1, o piloto da Fortec se deu mal no Q2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *