MENU

1 de novembro de 2014 - 14:28Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (225)

B1WTOnVCAAIH46m

RIO DE JANEIRO – No fim de semana em que a Fórmula 1 vai disputar mais um GP dos EUA, o blog traz uma imagem histórica da primeira prova realizada com esta denominação – sim, sabe-se que as 500 Milhas de Indianápolis foram válidas para o campeonato entre 1950 e 1960. Última volta da corrida disputada em Sebring, 1959: o carro #8 é o Cooper Climax de Jack Brabham, que fica sem gasolina a 300 metros da bandeira quadriculada. Detalhe: quando era o líder da corrida.

Na base do “muque”, o australiano, que somava 31 pontos e estava na frente do campeonato, desce do seu bólido e, determinado, empurra a máquina até a linha final. Quem herda a vitória com a falta de combustível de Brabham é o próprio companheiro de equipe Bruce McLaren, que torna-se o mais jovem vencedor de uma corrida de F-1 até aquela data, aos 22 anos de idade. Noutro Cooper Climax, Maurice Trintignant chega em segundo. Único que poderia evitar o título de Jack, Tony Brooks chega em terceiro.

O drama de Brabham se estende por vários minutos, mas o australiano consegue, quase cinco minutos depois que McLaren recebe a quadriculada, terminar a disputa. Com o 4º lugar, Jack, que morreu neste ano, pôde comemorar enfim o primeiro de seus três títulos mundiais na categoria.

Há 55 anos, direto do túnel do tempo.

1 comentário

  1. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Outros tempos, hoje empurrar o carro é proibido.
    Se eu não me engano a proibição passou a existir após um acidente nos 1000 km de Buenos Aires de 1971.
    Jean-Pierre Beltoise vinha empurrando seu Matra 660 pela reta principal do circuito e atravessou-se à frente do italiano Ignazio Giunti (Ferrari 312PB), que não conseguiu desviar e morreu na hora. Ele tinha 29 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *