MENU

16 de novembro de 2014 - 11:59WTCC

Vitórias de López e Huff no encerramento do WTCC

4901720141116102812

RIO DE JANEIRO – Título já definido no WTCC e a categoria foi para Macau para confirmar seu vice-campeão, já que Yvan Muller e Sébastien Loeb estavam nessa briga. Mas quem disse que José María López queria saber de tirar o pé? Pole position no Circuito da Guia em sua primeira visita ao desafiante circuito de rua no Oriente, o argentino nos mostrou mais uma vez porque é o campeão legítimo e merecido do Mundial de Carros de Turismo.

Com a vitória da prova #1, “Pechito” alcançou o 11º triunfo em 23 provas que foram realizadas neste ano (a prova #2 na Eslováquia foi cancelada). O piloto ainda marcou a melhor volta em 2’27″338 e venceu com quase três segundos de vantagem para o magiar Norbert Michelisz, com um Honda Civic. Gabriele Tarquini chegou logo atrás, com Tiago Monteiro em quarto e Yvan Muller em quinto. Sébastien Loeb foi o 6º, o que quase definiu o vice-campeonato em favor do campeão de 2013.

Na prova #2, com o grid invertido entre os dez mais rápidos do Q2, Hugo Valente sairia da pole, mas o francês da Campos Racing fez uma péssima largada e não pôde lutar pela vitória. Tiago Monteiro saiu fulminante para a liderança, seguido por Rob Huff na despedida do Lada Granta e por Yvan Muller. As posições se mantiveram as mesmas até a 6ª volta, quando Ma Qing Hua bateu com seu Citroën e provocou a entrada do Safety Car.

4901820141116103100

Após a relargada, quando tudo apontava para a primeira vitória de Monteiro na temporada, o Honda do simpático português teve problemas. Huff, que não tinha absolutamente nada a perder, herdou a liderança e emplacou a segunda vitória do Granta – que será substituído pelo modelo Vesta. Muller sacramentou o vice e Hugo Valente fechou o pódio de uma temporada especial para a Citroën, que de um total de 23 provas conseguiu ganhar nada menos que 17. Lada, Honda e Chevrolet ganharam duas cada.

E em 2015, pode ser pior para os adversários: a Citroën confirmou que haverá mais dois carros do construtor francês no WTCC. A marca fechou acordo com Sébastien Loeb, para que a equipe do multicampeão do WRC represente a Citroën em caráter semi-oficial na próxima temporada.

Resultado da prova #1:

1 – José María López (Citroen C-Elysée) – Citroen – 10 voltas em 23’54”353
2 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 2”741
3 – Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 3”661
4 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 4”055
5 – Yvan Muller (Citroen C-Elysée) – Citroen – 4”589
6 – Sébastien Loeb (Citroen C-Elysée) – Citroen – 5”186
7 – Tom Coronel (Chevrolet Cruze) – Roal – 9”338
8 – Ma Qing Hua (Citroen C-Elysée) – Citroen – 10”008
9 – Rob Huff (Lada Granta) – Lada – 15”548
10 – Gianni Morbidelli (Chevrolet Cruze) – Munnich – 19”201

Resultado da prova #2:

1 – Rob Huff (Lada Granta) – Lada – 11 voltas em 28’21”086
2 – Yvan Muller (Citroen C-Elysée) – Citroen – 0”344
3 – Hugo Valente (Chevrolet Cruze) – Campos – 3”352
4 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 3”990
5 – José María López (Citroen C-Elysée) – Citroen – 4”285
6 – Sébastien Loeb (Citroen C-Elysée) – Citroen – 4”825
7 – Tom Chilton (Chevrolet Cruze) – Roal – 5”562
8 – Tom Coronel (Chevrolet Cruze) – Roal – 6”615
9 – James Thompson (Lada Granta) – Lada – 8”252
10 – Franz Engstler (BMW 320 TC) – Engstler – 41”038

Classificação final do campeonato:

1. José María López – 462 pontos
2. Yvan Muller – 336
3. Sébastien Loeb – 295
4. Norbert Michelisz – 201
5. Tiago Monteiro – 186
6. Gabriele Tarquini – 182
7. Tom Coronel – 159
8. Tom Chilton – 150
9. Gianni Morbidelli – 109
10. Rob Huff – 93
11. Mehdi Bennani e Hugo Valente – 85
13. Ma Qing Hua – 69
14. Dusan Borkovic – 41
15. James Thompson – 22
16. Mikhail Kozloviskiy – 11
17. Franz Engstler – 8
18. John Filippi – 4
19. René Munnich – 3
20. Pasquale Di Sabatino – 2

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *