MENU

5 de maio de 2015 - 18:45United Sports Car Championship

Vitória e liderança para Valiante e Westbrook no TUSC

2015_TUSC_MRLS_Race_v14

O Corvette DP #90 venceu pela primeira vez nesta temporada do Tudor United SportsCar Championship

RIO DE JANEIRO – A estratégia falou mais alto em Laguna Seca e a Spirit of Daytona bateu a Wayne Taylor Racing na 4ª etapa do Tudor United SportsCar Championship disputada no último domingo. Com uma ótima performance de Richard Westbrook/Michael Valiante ao longo de 2h40min de disputa, a equipe chefiada por Troy Flis chegou não só à primeira vitória no ano, como também à liderança do campeonato.

Com os 36 pontos auferidos à dupla pelo triunfo, os pilotos chegam a 129 na tabela, enquanto João Barbosa/Christian Fittipaldi terminaram em quarto – somando 28 mais um ponto extra pela participação. Isto posto, a dupla luso-brasileira da Action Express Racing é quem passa a correr atrás do prejuízo, cinco pontos atrás e agora na vice-liderança. Nada que uma recuperação convincente não resolva – e a corrida de Detroit, no próximo dia 30 de maio, pode servir de colher para isto.

Mesmo largando da pole, os irmãos Jordan e Ricky Taylor perderam a chance de vencer desde a primeira volta, quando Valiante avançou para a dianteira e a equipe errou ao manter Jordan por mais tempo na pista que o canadense do #90. Quando houve a primeira parada, Westbrook logo assumiu o carro e Ricky Taylor só entraria a bordo faltando 1h03min para o final. A diferença na autonomia de combustível também foi decisiva e Westbrook, na última parada, voltou à frente e conservou a ponta até o final.

2015_TUSC_MRLS_Race_v10

Negri marcou o novo recorde da pista e conquistou o primeiro pódio do ano

Oswaldo Negri e seu parceiro John Pew tiveram ótimo desempenho com o Ligier JS P2 HPD Biturbo da Michael Shank Racing. Pew andou em quinto durante todo o primeiro turno e entregou o carro em perfeitas condições para Negri superar João Barbosa com uma bela ultrapassagem. O experiente piloto brasileiro também marcou a melhor volta da corrida – novo recorde da categoria para o circuito da Califórnia.

Igualmente ótima foi a corrida de Bruno Junqueira e seu parceiro, o canadense Chris Cumming. Os dois tiveram uma performance consistente a bordo do Oreca FLM09 Chevrolet #11 da RSR Racing e venceram com absoluta tranquilidade, 40 segundos à frente de Jonathan Bennett/Colin Braun. James French/Mike Hedlund também andaram bem e completaram o pódio. Os 33 pontos de mais um segundo lugar – o terceiro no ano – dão a Braun e Bennett a liderança do campeonato com 99, já que os líderes Tom Kimber-Smith/Mike Guasch chegaram em 7º na categoria nesta corrida, chegando ao total de 97 pontos no campeonato. Junqueira e Cumming sobem para 91 na tabela.

2015_TUSC_MRLS_Race_v11

Na sempre competitiva GTLM, a BMW dominou como quis e venceu com John Edwards/Lucas Luhr

A BMW chegou à segunda vitória na GTLM e a primeira em dobradinha nesta temporada. O domínio dos carros do construtor bávaro foi incontestável do começo ao fim e após a liderança inicial do #25 guiado por Dirk Werner, prevaleceu o #24 conduzido primeiro por Lucas Luhr e depois por John Edwards. A dupla chegou num ótimo 9º lugar na geral, 22 segundos à frente dos companheiros de equipe. A Porsche beliscou a terceira posição, num bom desempenho de Patrick Pilet/Michael Christensen – inscrito inclusive nos dois carros. Enquanto a Risi Competizione andou bem e chegou em 4º com Pierre Kaffer/Giancarlo Fisichella, a Corvette foi muito mal, completando a disputa apenas em 6º e 7º com seus C7-R oficiais de fábrica.

Com os 25 pontos somados no último domingo, Antonio Garcia/Jan Magnussen foram para 128 – e mesmo assim, a dupla mantém-se na liderança do campeonato, já que Bill Auberlen/Dirk Werner somam 126 e John Edwards/Lucas Luhr sobem para terceiro, com 121. A GTLM não corre em Detroit, só regressando em Watkins Glen porque a Corvette iniciou os preparativos para a disputa das 24h de Le Mans.

E na classe GTD, a Park Place Motorsports chegou à sua primeira vitória na série, graças a um desempenho bastante consistente da dupla Patrick Lindsey/Spencer Pumpelly, que com o Porsche 911 GT America do time texano chegaram em 21º lugar na geral, apenas três segundos à frente do Audi R8 LMS de Christopher Haase/Dion Von Moltke. Ian James/Mario Farnbacher completaram o pódio. Com o 2º lugar, a dupla da Paul Miller Racing assume a liderança da classificação geral da GTD, com 87 pontos, empatada com Cooper MacNeil/Leh Keen, que terminaram em sétimo após uma saída de pista com a BMW de Markus Palttala/Michael Marsal.

Compartilhar

4 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Corrida muito boa, sem grandes incidentes. Aliás, o TUSCC realmente vem evoluindo neste quesito, o que eleva o nível do campeonato. Notei o destaque para a baixa performance da Ganassi na transmissão. Pelo jeito, o Ford Ecoboost Riley não chega nem perto da cavalaria dos Corvettes DP e já apanha também do Ligier P2 da Michael Shank. Se a Ford não abrir os olhos (e costumam ser teimosos…) não terão representantes na próxima temporada, pois a Ganassi, aliás, é atualmente o único cliente.

  2. Fernando Lima disse:

    Mattar, deixa ver se entendi direito: Isto quer dizer que estão praticamente abandonando este Riley/Ford Ecoboost, que é um carro relativamente novo, para se dedicar exclusivamente ao novo Ford GT? Se sim, isto provavelmente justifica os resultados recentes da Ganassi, que venceu apenas em Daytona e com o carro que aparece eventualmente, o #2.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Fernando, não exatamente. A Ford investe pesado e o motor do GT será o mesmo. Então, não vai haver ‘abandono’ do carro, não. O que houve em Laguna Seca foi falta de sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *