MENU

24 de agosto de 2015 - 15:35Rali Dakar

Problemão para o ASO: Peru desiste do Rali Dakar!

pict

Medo: o fenômeno climático conhecido como “El Niño” fez as autoridades governamentais do Peru cancelarem a participação do país no Rali Dakar 2016

RIO DE JANEIRO – Péssima notícia para o pessoal do Amaury Sports Organisation (ASO): o Peru está fora da rota do Rali Dakar 2016. O anúncio foi feito através de um comunicado de imprensa divulgado há instantes.

Segundo a nota oficial, as autoridades peruanas têm mostrado enorme preocupação com o fenômeno climático chamado “El Niño”, que age de maneira agressiva em todo o planeta, trazendo situações extremas que variam de secas absurdas a enchentes inenarráveis. O aquecimento das águas do Oceano Pacífico – que inclusive banha o Peru – chama a atenção dos meteorologistas, justamente na faixa em torno da Linha do Equador e deverá trazer o mais potente “El Niño” da história. O mais devastador de todos ocorreu em 1997 e o último, entre 2009 e 2010.

Por conta do medo de uma tragédia sem precedentes e pelo pensamento no bem-estar da população como um todo, as autoridades peruanas cancelaram desde já o Desafio Inca, que aconteceria de 11 a 13 do próximo mês de setembro e toda a perna do país no Rali Dakar 2016. O evento começaria em Lima, capítal do Peru, no dia 3 de janeiro e passaria ainda por Pisco, Nazca e Arequipa antes de entrar em território boliviano, começando no famoso Lago Titicaca.

Cabe recordar que o ASO já tinha perdido o Chile para a edição do próximo ano, justamente porque aquele país não se recuperou de uma tragédia ocorrida na região do Atacama, que matou dezenas de pessoas e deixou centenas de desabrigados.

Na segunda quinzena de setembro, será divulgado o novo percurso da oitava edição do evento em território sul-americano. Seria uma oportunidade e tanto para o Brasil entrar na jogada, mas duvido que isso aconteça, já que o interesse pelo automobilismo na esfera governamental jamais existiu e o Ministério do Turismo nunca encararia o Rali Dakar como uma fonte de recursos e de atrativo turístico para o país.

Compartilhar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *