MENU

23 de novembro de 2015 - 15:37V8 Supercars

Lowndes adia decisão do V8 Supercars para a última etapa

Craig Lowndes

RIO DE JANEIRO - Craig Lowndes não se dá por vencido: o piloto da Red Bull Racing Australia leva a decisão da International V8 Supercars para a última etapa – a Coates Hire Sydney 500, que será diputada no Parque Olímpico de Sydney. Com duas vitórias no circuito de Phillip Island, o piloto do Holden Commodore #888 tirou o doce da boca de Mark “Frosty” Winterbottom e adiou a festa do titulo do rival da Ford Prodrive.

Lowndes foi o cara a ser batido no fim de semana e até o seu parceiro de equipe Jamie Whincup mostrou a velha forma, ao vencer a prova #2 e chegar em segundo e terceiro nos eventos restantes da programação. Mas Craig estava com a macaca e ganhou a primeira corrida do sábado e a terceira, com 200 km de duração, neste domingo. Como Winterbottom conquistou dois quartos lugares e um sétimo, a diferença entre eles é de 179 pontos (3007 a 2828) e há ainda 300 em disputa.

Explico: a prova de encerramento do campeonato, marcada para os dias 5 e 6 de dezembro, terá três baterias. Nas duas primeiras, com duração de 125 km, são oferecidos 75 pontos para o ganhador. A prova final, no domingo, terá 250 km de percurso. O vencedor recebe o dobro de pontos das provas curtas. Por isso mesmo, o campeonato não está decidido.

O outro grande nome no fim de semana da rodada de Phillip Island foi Scott McLaughlin, que alcançou três pódios consecutivos com um terceiro e dois segundos lugares – e até pole position cravou com o Volvo S60. Pena que o piloto neozelandês não deve avançar muito na tabela, ocupando assim o oitavo lugar na classificação – beneficiado também pelo acidente que tirou Chaz Mostert do restante do campeonato após a etapa de Bathurst.

A corrida de Phillip Island teve várias substituições, uma delas de última hora: impossibilitado de correr pela Lucas Dumbrell Motorsport, Nick Percat foi substituído por Paul Dumbrell – parceiro de Whincup nos eventos da Pirtek Enduro Cup. Também nas equipes Erebus Motorsport e Super Black Racing houve trocas, com Ashley Walsh e Andre Heimgartner dando lugar a Dean Canto e Chris Pither. Outra mudança, já anunciada, será na Ford Prodrive para a última prova do ano: Cameron Waters será substituído por Steve Owen.

Classificação do campeonato até o top 10, faltando uma rodada:

1. Mark Winterbottom – 3007 pontos
2. Craig Lowndes – 2828
3. David Reynolds – 2688
4. Garth Tander – 2459
5. Shane Van Gisbergen – 2442
6. Fabian Coulthard – 2394
7. Jamie Whincup – 2359
8. Scott McLaughlin – 2057
9. Chaz Mostert – 2017
10. James Courtney – 1946

2 comentários

  1. wellington disse:

    O Volvão mostrando a velha forma foi demais!!! e se não fosse pelo segundo pit enrolado, talvez a vitória na corrida longa tivesse sido dele….

    Foi realmente um belo fim de semana, corridas boas com belas ultrapassagens…

    mas…

    Rodrigo você esqueceu de comentar sobre todas as “tretas” que ocorreram…

    primeiro com shane van gisberg…. o que ele fez merecia exclusão do campeonato!!!! o cara pirou e podia ter machucado muito (talvez até matado) o Reynolds.. a Justificativa dele não convence e pior o cara admitiu que fez de propósito!!!! como deixam um cara assim correr… ficou barato a punição que levou… – pena porque nesse ano ele ia bem… não tinha aprontado nada como no ano passado.

    segundo (aqui boto o dedo na ferida) – Whincup merecia ser punido pela batida em “Frosty”… foi premeditado… tava na cara o que ele ia fazer…. andando quase 1 segundo mais rápido quando chegou estranhamente ficou escoltando, esperando até as últimas curvas, ai quando “Frosty” se defendeu ficando na linha de dentro ele foi pra grama pra bater no meio do Ford e joga-lo pra fora… ninguém vai admitir claro, mas foi óbvio demais… ele podia ter passado na hora que quisesse… e de forma limpa… um cara multi-campeão, jamais imaginei que ele faria algo assim… pior mesmo foi a cara de pau na hora da entrevista dizendo que a manobra foi limpa! ficou sem punição (muitos dizem que o comissario tem rabo preso ai) quando “Frosty”falou ele deixava transparecer que já esperava por isso e ficou feliz em não ter tido algum problema e ainda ter terminado em quarto….

    Mas o que me deixa mais preocupado é climão de final da MotoGP que tá rolando lá… virou “todo mundo (leia-se Holdens) contra “Frosty” (e Ford claro), muita gente (das equipes e dos pilotos) comentam sobre ajudar Lowndes e a Holden (essa nem precisa porque deve ficar com o título de construtores mesmo) fazendo tudo o que for necessário para isso (dizem que o caso do gisberg foi intencional para ajudar a nova equipe dele tirando o Reynolds da disputa pelo título), e se isso acontecer será a pior coisa possível, Lowndes não precisa disso é um excelente piloto pode conseguir ser campeão por mérito próprio!!!! e nem a Holden,que aditindo ou não fez o segundo melhor carro esse ano… todo mundo jogou limpo até agora e o título deve ficar com o melhor, sem sujeira!

    Rivalidade sim, Jogo sujo não!!!!

    Que vençam os melhores!!!

    até a grande final!

  2. Pedro Ribeiro disse:

    Ei Rodrigo, bem que a Fox Sport poderia pleitear a os direitos de transmissão do V8 Supercars, nem que seja por VT. assisti o Bathurst 1000 por streaming até o final achei um corridaça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>