MENU

20 de dezembro de 2016 - 10:48Nascar

A nova identidade da Nascar

image2-1200x579

RIO DE JANEIRO (Vem chegando o verão…) –  Tudo novo na Nascar a partir de 1º de janeiro. A virada para 2017 marca um novo ciclo dentro da Stock Car dos EUA, a começar pela nova identidade visual, que substitui aquela usada desde 1976. O visual agressivo do novo logotipo da categoria casa muito bem com o patrocinador que chega para substituir a Sprint, empresa de telefonia que emprestou seu nome e prestígio à Nascar por pelo menos 10 anos.

No ano que vem, a principal divisão da categoria passa a atender pelo nome de Monster Energy Cup Series. O acordo é uma estratégia perfeita da categoria para fidelizar um novo público. Em tempos de renovação, após a aposentadoria de ícones como Jeff Gordon e Tony Stewart, é importante trazer os torcedores mais jovens para vibrar com as feras que lá estão e com as que devem vir num futuro próximo. Aliás, muitos dos nomes empolgam. Acho que Erik Jones, William Byron, Chase Elliott e Ryan Blaney são garantia de um futuro promissor quando os veteranos se aposentarem. Afora que Kyle Busch, Joey Logano, Brad Keselowski e outros ainda têm muita lenha para queimar.

Ponto para a Nascar. Eu gosto dessa nova identidade. Os fãs acham que nós (eu, Hamilton Rodrigues e Thiago Alves) vamos nos enrolar falando o novo nome da divisão principal. A gente se adapta a isso rapidinho, como a tudo na vida. É normal. E em tempos de desinteresse cada vez maior dos jovens por carros e automobilismo – não só nos EUA, já que o fenômeno ocorre a nível mundial, os ianques mais uma vez nos dão uma lição de como se portar e construir um novo futuro.

Que a categoria continue dando show. Dentro e fora das pistas.

7 comentários

  1. Rodrigo,

    Agora vai ter BIG ONE e MONSTER BIG ONE…

    kkkkkkkkkkkk

    Grande abraço grande amigo!

  2. Vinicius disse:

    Monster Cup!!!! Sprint Cup soava melhor…. mas o que interessa mesmo é carro na pista!! Já estou em crise de abstinência!! aaaaaaaaaa

  3. João Ferreira disse:

    Olá Rodrigo!

    Com este patrocínio, a Nascar proibirá patrocínios de qualquer marca de energético? Com a saída da Sprint, a Nascar permitirá patrocínios de companias de telefonia, como a Verizon Wireless, por exemplo?

    • Rodrigo Mattar disse:

      João, ao que eu saiba, a Nascar nunca proibiu nada. O prêmio da pole position é da Coors ou da Budweiser (não estou certo) e o carro #2 da Penske sempre teve o patrocínio da Miller, contudo sem poder levar os stickers das marcas concorrentes de cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *