MENU

19 de janeiro de 2018 - 19:13Rali Dakar

Dakar 2018: Price vence penúltima etapa; Walker a 120 km do título

img_770x433$2018_01_19_22_03_36_1355824

O australiano Toby Price venceu mais uma e a KTM se aproxima da décima-sétima conquista seguida, com Matthias Walkner a 120 km do título neste sábado

RIO DE JANEIRO – Sexta-feira decisiva no Rali Dakar 2018 em todas as categorias, com a penúltima – e longuíssima etapa – entre San Juan e Córdoba, passando por La Rioja. Motos e Quads percorreram incríveis 907 km ao longo do dia, passando pelos trechos de ligação e um longo neutralizado de quase 400 km que repartiu a especial em dois trechos. Sem dúvida, uma prova duríssima – de longe o Rali mais difícil em território sul-americano nestes 10 anos em que o evento aportou por aqui.

A etapa de 424 km cronometrados para as Motos teria 60% do seu terreno puramente em terra, com 30% de vegetação e os restantes 10% com pedras. Desses 60% em terra, com certeza grande parte com o chamado ‘fesh fesh’, uma areia fininha, feito poeira, que atrapalha todo mundo.

Menos o australiano Toby Price, que novamente venceu uma especial – pelo segundo dia consecutivo (desconsiderando que ontem não houve especial para Motos e Quads). O piloto da KTM marcou 4h48min33seg e se consolidou para chegar ao pódio na geral.

“Se há três meses você me dissesse que eu iria chegar no pódio, eu daria risada”, comentou o piloto no boletim veiculado pelo Fox Sports.

Price foi 2min03seg mais rápido que o argentino Kevin Benavides, lutando ainda com as últimas forças que lhe restam para tentar evitar o que é praticamente inevitável – o título do austríaco Matthias Walkner. Hoje, o piloto da Honda tirou nove minutos do rival, mas a diferença entre eles é de 22min31seg. Só um acidente muito grave ou uma quebra inesperada podem tirar Walkner de contenção e Benavides conquistar o improvável.

Antoine Méo não se entendeu na trilha, mas conseguiu encontrar seu caminho e o fez muito bem: tanto que foi o 3º mais rápido a 2min44seg de Price, para ultrapassar Gerard Farres Guell e ser o quarto na classificação geral. Sólido na ponta, Walkner foi o quarto, perdendo 11min32seg para Price. “É um sonho muito próximo de se tornar real”, diz o austríaco. “Mas falta ainda uma etapa e temos que seguir focados”, prevê.

O top 10 geral das Motos teve ainda uma mudança de última hora: com princípio de incêndio em sua Honda, Ricky Brabec abandonou o Rali Dakar após o km 52 da especial, ainda na primeira parte. Sexto colocado, o estadunidense deixou Benavides e o chileno “Nacho” Cornejo como os únicos representantes do construtor japonês na competição.

Resultado da etapa #13:
San Juan-La Rioja-Córdoba
424 km cronometrados – 907 km de percurso

1. #8 Toby Price (KTM) – 4h48min33seg
2. #47 Kevin Benavides (Honda) – a 2min03seg
3. #19 Antoine Méo (KTM) – a 2min44seg
4. #2 Matthias Walkner (KTM) – a 11min32seg
5. #12 Juan Pedrero Garcia (Sherco TVS) – a 15min12seg
6. #40 Johnny Aubert (Gas Gas) – a 16min10seg
7. #17 Armand Monleon (KTM) – a 21min31seg
8. #61 Oriol Mena (Hero) – a 21min54seg
9. #60 Jonathan Barragan Nevado (Gas Gas) – a 22min11seg
10. #3 Gerard Farres Guell (KTM) – a 22min34seg

Classificação geral extra-oficial:

1. Matthias Walkner – 41h33min42seg (incluindo + 1min de penalização)
2. Kevin Benavides – a 22min31seg
3. Toby Price – a 27min45seg
4. Antoine Méo – a 50min17seg (incluindo + 1min de penalização)
5. Gerard Farres Guell – a 1h01min19seg
6. Johnny Aubert – a 1h54min12seg (incluindo + 19min de penalização)
7. Pablo Quintanilla – a 2h06min49seg
8. Oriol Mena – a 2h23min29seg
9. Daniel Oliveras Carreras – a 2h39min33seg
10. Jose Ignácio Cornejo Florimo – a 2h40min17seg

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *