Novo desafio

N

wtcr-kristoffersson-vw-volkswagen-golf-tcr

RIO DE JANEIRO – Informam os franceses da Auto Hebdo que o bicampeão mundial de Rallycross, o sueco Johan Kristofferson, está de mudança para o WTCR.

O nórdico de 30 anos continuará a serviço do grupo Volkswagen, apesar do fim da equipe PSRX Volkswagen Sweden, que deixou ele e o veterano Petter Solberg sem muitas escolhas para 2019.

Kristofferson não ficou a pé por muito tempo e quem o salvou, por ironia do destino, foi o antigo rival do World RX Sébastien Loeb, que lhe oferece um dos quatro Golf que sua escuderia alinhará a partir do próximo ano, representando a marca de Wolfsburg. Rob Huff e Mehdi Bennani, que defenderam a Sébastien Loeb Racing neste ano, seguem a bordo.

“Após quatro anos no Rallycross, esta será minha primeira temporada de Turismo a nível internacional desde 2013”, comentou Kristofferson. “A maioria dos circuitos do calendário será uma descoberta para mim e isso representa um grande desafio. A Sébastien Loeb Racing é uma equipe de imenso potencial e estou orgulhoso por integrá-la e por continuar na família Volkswagen”, arrematou o nórdico.

Com a confirmação de Kristofferson, passa a onze o total de pilotos já conhecidos para 2019. Anteriormente, a Lynk & Co. (Cyan Racing) fechara seu quarteto com Thed Björk, Yann Ehrlacher, Yvan Muller e Andy Priaulx, enquanto a sul-coreana Hyundai será representada por Augusto Farfus, Nicky Catsburg, Nobby Michelisz e pelo atual campeão, Gabriele Tarquini.

Lembrando que o WTCR poderá ter um máximo de 32 inscritos e cada marca pode ser representada por um máximo de quatro veículos. A Alfa Romeo treinou com Kevin Ceccon, Ma Qing Hua, Jono Lester e até com Tom Coronel em Vallelunga, na Itália. O Team Mulsanne não revelou seus planos para 2019 ainda.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames