MENU

17 de janeiro de 2019 - 15:43Rali Dakar

Dakar 2019: e o primeiro campeão foi… Cavigliasso!

20191101657659_CavigliassoMagnusTorquatoFotopASO_II

De cabo a rabo: o argentino Cavigliasso ganhou o Rali Dakar ao liderar nos Quadriciclos desde o primeiro dia, com oito vitórias em 10 especiais disputadas (Foto: Magnus Torquato/ASO/Reprodução Grande Prêmio)

RIO DE JANEIRO – Deu a lógica na competição dos Quadriciclos no Rali Dakar 2019: o argentino Nicolás Cavigliasso, de 27 anos, conquistou o título da competição em seu segundo ano no evento. Melhor novato ano passado com três vitórias em especiais e o vice-campeonato geral, ele triturou a concorrência. Venceu oito especiais das 10 disputadas e liderou desde o primeiro dia. Uma conquista incontestável.

Fechada com direito a triunfo na última especial, completando os 112 km da especial num dia que teve 359 km de percurso entre Pisco e a capital peruana Lima, com o tempo de 1h48min38seg, mais de cinco minutos melhor que o francês Alexandre Giroud, o melhor dos gringos que chegaram ao final.

Na geral, o campeão completou a prova com o tempo de 43h01min54seg – abrindo vantagem de 1h55min37seg para o compatriota Jeremías González Ferioli, que assim alcança seu segundo vice-campeonato nos Quads – o primeiro foi em 2015. O pódio foi 100% de “hermanos”, já que Gustavo Gallego foi o terceiro colocado geral.

A Argentina dominou a categoria neste ano: foram seis pilotos do país no top 10 e oito deles são sul-americanos, incluindo ainda um chileno e um peruano. Com o 7º lugar geral, Luis Barahona foi o melhor novato da competição. Carlos Alejandro Verza, único inscrito sem assistência mecânica, chegou na nona colocação final.

Somente três pilotos de fora do continente terminaram o Dakar nos Quads, incluindo o australiano John Maragozidis, último colocado entre os 15 pilotos que terminaram – de um total de 26 que deu a largada em Lima no último dia 7.

Etapa #10 – Pisco-Lima
Ligação: 247 km
Trecho cronometrado: 112 km
Total: 359 km

Resultado – Quadriciclos:

1. #240 Nicolás Cavigliasso (Yamaha) – 1h48min38seg
2. #251 Alexandre Giroud (Yamaha) – a 5min22seg
3. #241 Jeremías González Ferioli (Yamaha) – a 6min13seg
4. #273 Manuel Andújar (Yamaha) – a 6min42seg
5. #257 Gustavo Gallego (Yamaha) – a 7min15seg
6. #245 Nelson Sanabria Galeano (Yamaha) – a 11min18seg
7. #262 Emilio Choy (Yamaha) – a 13min00seg
8. #255 Kamil Wisniewski (Can-Am) – a 13min35seg
9. #252 Carlos Alejandro Verza (Yamaha) – a 15min02seg
10. #265 John Maragozidis (Yamaha) – a 25min40seg

Classificação final extra-oficial:

1. Nicolás Cavigliasso – 43h01min54seg
2. Jeremías González Ferioli – a 1h55min37seg (+1min de penalização)
3. Gustavo Gallego – a 2h11min48seg (+3min de penalização)
4. Alexandre Giroud – a 4h02min41seg (+7min de penalização)
5. Manuel Andújar – a 6h38min10seg (+2min de penalização)
6. Kamil Wisniewski – a 8h43min32seg (+21min de penalização)
7. Luis Barahona – a 12h28min31seg
8. Julio Estanguet – a 15h19min07seg (+1h02min de penalização)
9. Carlos Alejandro Verza – a 17h18min59seg
10. Emilio Choy – a 17h36min50seg (+3h20min de penalização)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *