MENU

16 de janeiro de 2019 - 13:55Rali Dakar

Dakar 2019: Metge é a zebra da 9ª etapa; três vão para a decisão

20191141249893_AP-1Y4H94VED1W11_hires_jpeg_24bit_rgb_II

Toby Price pode conquistar amanhã seu segundo título no Rali Dakar, mas Pablo Quintanilla e Matthias Walkner estão no páreo; australiano e austríaco podem ampliar o recorde da KTM para 18 vitórias e o chileno pode ser o primeiro sul-americano a triunfar na competição (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool/Reprodução Grande Prêmio)

RIO DE JANEIRO – Penúltima especial do Rali Dakar 2019, a etapa “laço” de Pisco com 313 km cronometrados e mais 96 km de trechos de ligação praticamente definiu quem vai para a luta do título nas motos. Serão três nomes se defrontando nesta quinta-feira – dois antigos campeões e um piloto sul-americano em busca não só da glória inédita como também para pôr fim ao domínio da KTM, que perdura há 17 edições consecutivas.

Hoje a disputa perdeu mais um protagonista – da mesma forma cruel que aconteceu com Ricky Brabec: estourou o motor da Yamaha de Adrien Van Beveren, faltando apenas dezesseis quilômetros para o fim da etapa. O plantel das motocicletas, que já perdera uma dezena de participantes ontem pelos mais variados motivos, está desfalcado de mais um protagonista. Frustração enorme para a marca dos três diapasões, que também há anos persegue a vitória no maior evento off-road do mundo.

E a quarta-feira foi o dia da zebra: 22º colocado geral em sua categoria, o francês Michael Metge levou sua Sherco TVS ao melhor tempo – 3h46min38seg – numa etapa em que os pilotos largaram ao estilo Le Touquet, de dez em dez máquinas. E ele não foi a única surpresa, já que o boliviano Daniel Nosiglia Jager alcançou o segundo lugar na especial com dois minutos de desvantagem.

Pablo Quintanilla foi o terceiro com sua Husqvarna, descontando somente um segundo para o líder geral e para o atual campeão Matthias Walkner, que concluíram a etapa com o mesmo tempo. Serão eles três a brigar nesta quinta-feira em busca do título, na disputa mais acirrada de todas as categorias que compõem o Dakar.

Price tem apenas 1min02seg para Quintanilla na soma geral dos tempos, enquanto Walkner corre por fora: o austríaco está a 6min35seg do colega de KTM, que entrou para a história em 2016 a ser o primeiro piloto não-latino a ganhar na categoria. Sam Sunderland foi o segundo, mas o campeão de 2017 está de fora da briga: o ASO o penalizou em uma hora e ele despencou na classificação. Ocupa agora apenas o 8º lugar.

Outro fortemente penalizado foi o argentino Kevin Benavides, da Honda – três horas no lombo, por conta de uma malandragem, uso de uma “cola” da planilha, o que obviamente não é permitido. O sul-americano caíra para 14º e com o sétimo lugar na especial de hoje, passou ao décimo-segundo posto.

Os abandonos e penalizações mexeram com a classificação geral das Motos, que tem agora o surpreendente Andrew Short na quarta posição e Xavier De Soultrait em quinto. O chileno Nacho Cornejo Florimo passou a ser o melhor piloto Honda, com Oriol Mena e Daniel Nosiglia Jager finalmente entrando no top 10.

O melhor novato da competição é Ross Branch, de Botswana, república africana próxima à Namíbia. Ele ocupa um espetacular 13º lugar na classificação geral. O holandês Mark Tielemans comanda a classiifcação da “Original by Motul”, que nada mais é que a Malle-Moto, onde os pilotos disputam a prova sem nenhum tipo de assistência mecânica a não ser deles próprios ao fim de cada etapa.

Etapa #9 – Pisco-Pisco
Ligação: 96 km
Trecho cronometrado: 313 km
Total: 409 km

Resultado – motos:

1. #16 Michael Metge (Sherco TVS) – 3h46min38seg
2. #28 Daniel Nosiglia Jager (Honda) – a 2min
3. #6 Pablo Quintanilla (Husqvarna) – a 3min28seg
4. #1 Matthias Walkner (KTM) – a 3min29seg
5. #3 Toby Price (KTM) – a 3min29seg
6. #10 Nacho Cornejo Florimo (Honda) – a 3min30seg
7. #29 Andrew Short (Husqvarna) – a 4min03seg
8. #47 Kevin Benavides (Honda) – a 4min03seg
9. #77 Luciano Benavides (KTM) – a 4min55seg
10. #18 Xavier De Soultrait (Yamaha) – a 4min56seg

Classificação geral extra-oficial:

1. Toby Price – 32h43min15seg (+1min33seg de penalização)
2. Pablo Quintanilla – a 1min02seg
3. Matthias Walkner – a 6min35seg (+3min de penalização)
4. Andrew Short – a 40min01seg
5. Xavier De Soultrait – a 47min44seg (+1min de penalização)
6. Nacho Cornejo Florimo – a 1h05min45seg (+15min de penalização)
7. Luciano Benavides – a 1h05min50seg
8. Sam Sunderland – a 1h10min15seg (+1h02min de penalização)
9. Oriol Mena – a 1h52min20seg
10. Daniel Nosiglia Jager – a 2h21min51seg (+2min de penalização)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *