Dakar 2019: Varela e Gugelmin ganham especial nos SxS

D

RIO DE JANEIRO – Após uma primeira parte de Maratona em que perderam a chance de vitória nos últimos quilômetros, Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin não deixaram escapar a oportunidade na segunda perna da etapa, compreendida no trecho cronometrado entre Tacna e Arequipa, antes do dia de descanso. Na especial de 519 km que acabou declarada encerrada no CP3 por conta da nebilina, a dupla campeã da classe SxS voltou ao páreo e está na briga pelo bi.

Com o tempo de 5h03min09seg, eles superaram por 4min45seg o chileno Rodrigo Moreno Piazzoli, que também luta para chegar ao topo na classificação geral. Inclusive, se a especial não tivesse a interrupção por falta de segurança, os rivais teriam chegado primeiro – já que de acordo com o site oficial, os brasileiros ficariam em segundo a 1min12seg.

De quebra, Reinaldo e Gustavo ainda conseguiram descontar 10min11seg para Gerard Farres Guell/Daniel Oliveras Carreras e contar com a diferença de mais de meia hora em relação a Sergey Kariakin e seu navegador Anton Vlasiuk. A dupla russa terminou a primeira parte da especial Maratona com uma rachadura no câmbio CVT do modelo BRP que conduzem. E a preocupação deles, muito possivelmente, foi de que o câmbio quebrasse de vez e eles dessem adeus à disputa. Com os problemas enfrentados hoje, Kariakin/Vlasiuk perderam a ponta geral para Farres Guell/Oliveras Carreras.

Cristian Baumgart/Beco Andreotti tiveram o melhor desempenho da dupla neste Rali Dakar. Ficaram com o 5º lugar, a 16min52seg da liderança. Marcos Baumgart/Kleber Cincea, que ocupavam um excelente sexto posto no geral, fecharam em 12º a 52min22seg do tempo dos vencedores, logo após o SxS da dupla luso-brasileira formada por Miguel Jordão e Lourival Roldan.

Bruno Varela/Maykel Justo ficaram com a 14ª colocação.

Etapa #5 – Tacna-Arequipa (Maratona)
Ligação: 196 km
Trecho cronometrado: 519 km – especial interrompida no km 425 por segurança
Total: 715 km

Resultado – SxS:

1. #340 Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Can-Am) – 5h03min09seg
2. #421 Rodrigo Moreno Piazzoli/Javier Araya (Can-Am) – a 4min45seg
3. #358 Gérard Farres Guell/Daniel Oliveras Carreras (Can-Am) – a 10min11seg
4. #343 Casey Currie/Rafael Tornabell Cordoba (Can-Am) – a 16min48seg
5. #398 Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Can-Am) – a 16min52seg
6. #378 Ricardo Porém/Jorge Monteiro (Can-Am) – a 17min54seg
7. #418 Jose Antonio Hinojo Lopez/Xavier Blanco (Can-Am) – a 19min54seg
8. #360 Chaleco López/Alvaro Quintanilla (Can-Am) – a 24min03seg
9. #344 Sergey Kariakin/Anton Vlasiuk (BRP) – a 30min08seg
10. #388 Luis Eguiguren/Sebastian Palma (Can-Am) – a 40min59seg

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames