Endurance Brasil: primeiros carros confirmados para Curitiba

E

31530511_1813899105298435_6073901629986308096_o

RIO DE JANEIRO – Já está bom e vai melhorar: a primeira etapa do Endurance Brasil, que terá em 2019 um calendário de até oito datas, será em menos de três semanas no Autódromo Internacional de Curitiba. A querida Glauce Schutz, que trabalha feito uma alucinada na área de divulgação – e que muitas vezes já ajudou e salvou o escriba aqui – mandou por e-mail uma relação com os primeiros carros já confirmados.

Até aqui, são 25 garantidos para a prova inaugural em Pinhais. O campeonato será recheado de novidades, a começar pela divisão de classes. Serão sete neste ano – quatro de protótipos e três com modelos de Grã-Turismo, Turismo Silhouette e derivados.

Da relação inicial, constam nove confirmados na classe P1 e 13 protótipos ao total, com os demais carros alocados nas divisões P2 e P3. Os demais estão divididos em GT3 e GT4, com o notável salto de qualidade que esta última subcategoria deverá ter – graças à possível participação de um Ginetta G55 e a presença de duas Mercedes-AMG GT4, somadas a outros modelos da marca da estrela de três pontas, ao Audi RS3 LMS TCR e a outros participantes já vistos em temporadas passadas.

Ano passado, o campeonato começou com mais de 30 carros no grid e a tendência é que tenhamos número igual ou superior. Na torcida para que mais carros se confirmem!

Relação parcial de inscritos do Endurance Brasil para Curitiba:

Categoria P1

#5 Protótipo AJR Chevrolet V8
Tiel Andrade/Júlio Martini/Andersom Toso

#11 Protótipo AJR Honda K24 Turbo
Emílio Padron/Marcelo Vianna

#13 Protótipo AJR Chevrolet V8
Marcelo Sant’Anna/Pedro Queirolo/David Muffato

#20 Ginetta G57 Chevrolet V8
Wagner Ebrahim/Fábio Ebrahim/Pedro Aguiar/Aline Cipriani

#57 Ginetta G57 Chevrolet V8
pilotos a confirmar

#65 Protótipo AJR Chevrolet V8
Nílson Ribeiro/José Roberto Ribeiro

#80 Protótipo AJR Nissan V6
Alexandre Finardi/Rafael Suzuki/Marcelo Campagnolo/Nélson Silva Jr.

#88 Protótipo AJR Chevrolet V8
Vicente Orige/Carlos Kray/Tarso Marques

#175 Protótipo AJR Chevrolet V8
Henrique Assunção/Fernando Ohashi

Categoria P2

#4 Protótipo Sigma
Jindra Kraucher/Felipe Bertuol

#32 Protótipo MRX Tubarão
Mauro Kern/Paulo Sousa

#37 Protótipo KTT
Stuart Turvey/Thiago Riberi

Categoria P3

#89 Radical SR3
Matheus Stumpf/Renato Stumpf

Categoria GT3

#8 Mercedes-AMG GT3
Guilherme Figuerôa/Júlio Campos

#9 Mercedes-AMG GT3
Xandy Negrão/Xandinho Negrão

#55 Porsche 911 GT3-R
Marcel Visconde/Ricardo Maurício

#63 Aston Martin V12 Vantage GT3
Sérgio Ribas/Guilherme Ribas

Categoria GT4

#3 Mercedes-AMG GT4
Leandro Romera/Alexandre Auler

#14 Mercedes-Benz CLA 45 AMG
Júnior Victorette/a confirmar

#16 Ginetta G55 GT4
Ésio Vichiese/Aline Cipriani

#37 Mercedes-Benz CLA 45 AMG
Lorenzo Varassin/André Varassin/Paulo Varassin

#64 Audi RS3 LMS TCR
Henry Visconde/a confirmar

#100 Stock Peugeot GT4
Roberto Rossati/Ésio Vichiese/Reinaldo Rena

#164 Chevrolet Montana
Marcos Phillip Alves

#TBA Mercedes-AMG GT4
Leandro Ferrari/Flávio Abrunhosa

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Não vou ficar repetindo minhas preocupações com o crescimento dos custos, espero que tudo corra bem.

    Depois da morte das categorias de monoposto pra mim, pelo menos a maior parte por serem monomarca de chassi e motor, as corridas de endurance passou a ter um apelo especial neste sentido. Faz quatro anos que acompanho bem, atento nosso brasileiro de endurance e está melhor a cada ano.

    A grande riqueza do endurance é sua diversidade técnica e de categorias, e cada ano que passa mais e mais tenho interesse, me preocupa um pouco o excesso de equalização , e ou principalmente as equalizações com campeonato em andamento, mas enfim, espero que nosso campeonato nacional continue a melhorar o que já está quase ótimo.
    Sou torcedor do time Tubarão , embora eles não façam mais seu próprio carro.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames