MENU

29 de abril de 2019 - 22:14EF Open

Motopark domina provas do EF Open em Paul Ricard

F3-80

Liam Lawson fez poucas e boas em Paul Ricard: ganhou a prova inaugural da temporada e na seguinte, se enroscou com um de seus companheiros de equipe na Motopark; mesmo assim, o neozelandês larga na frente do campeonato de 2019

RIO DE JANEIRO - Nova ordem no Euroformula Open: a equipe alemã Motopark mostrou que não vai brincar em serviço na nova empreitada. A antiga escuderia da Fórmula 3 Europeia, que disputaria a natimorta Formula European Masters, bandeou-se para o certame multiplataforma e se deu bem. Foram duas vitórias na rodada dupla inaugural deste fim de semana em Paul Ricard, desbancando – e muito – a atual bicampeã RP Motorsport, que não pagou nem placé na França.

A equipe de Timo Rumpfkeil dominou as duas corridas. Ganhou na prova inaugural do campeonato com o neozelandês Liam Lawson e no domingo com o japonês Marino Sato. Mas houve alguns percalços: o mesmo Lawson que triunfou no sábado resolveu engrossar o caldo contra um dos outros pilotos da equipe, no caso Yuki Tsunoda, segundo colocado da etapa de sábado. Os dois tiveram um ‘contato imediato’ durante a prova #2 e a direção de prova, após a análise do vídeo, decidiu punir Lawson.

O piloto acabou perdendo o 2º lugar conquistado na pista, por conta de uma penalidade de 3 segundos de acréscimo de tempo, por conta de uma colisão evitável com Tsunoda e o constante abuso do limite do traçado de Le Castellet. Acabou em quarto lugar com a decisão da direção de prova, que beneficiou o brasileiro Guilherme Samaia, da Teo Martín Motorsport.

Oitavo colocado apenas na prova #1, Samaia chegou ao pódio com o 3º posto e depois – mercê a punição sofrida por Lawson – acabou conduzido ao segundo lugar, somando pontos importantes na classificação do campeonato. Após as duas primeiras etapas, ele ocupa a quinta posição, com os mesmos 23 pontos do sueco Linus Lundqvist, da Double R Racing. Um de seus colegas de equipe, o austríaco Lukas Dunner, saiu da pista com dois pódios e a pole da prova #1.

Christian Hahn (Carlin) saiu da disputa no sábado na sequência de um incidente com o italiano Aldo Festante (Teo Martín Motorsport), mas neste domingo somou pontos com o sétimo lugar. Marcou seis e portanto ocupa a nona posição à frente de Jack Doohan – filho de Michael Doohan, presente para acompanhar a estreia do jovem em Paul Ricard – e de Billy Monger, que mesmo largando do fim do pelotão pescou um pontinho na rodada dupla. Foi 10º na prova do sábado.

Apesar do que aprontou na prova #2, Liam Lawson sai da primeira rodada líder da classificação, com 38 pontos, contra 35 de Marino Sato e 31 de Lukas Dunner.

No mais, ficou a certeza (ou a impressão) de que começou uma nova distribuição de forças no EF Open. A outrora poderosa RP Motorsport parece ter ficado para trás. Os resultados não mentem: Pierre-Louis Chovet e Artem Petrov só terminaram em 14º lugar cada um. Javier González teve um problema terminal na primeira disputa e sequer largou para a segunda.

Vamos ver o que nos reserva a próxima rodada dupla: o campeonato prossegue com um clássico do automobilismo – o GP de Pau, naquela cidade localizada na região francesa dos Pireneus, nos dias 18 e 19 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>