Super GT: festa dos Lexus nos 300 km de Suzuka

S
D7efIvaUYAAgpn4
Pole position e com menos peso adicional que a maioria dos adversários, Sekiguchi/Nakajima faturaram os 300 km de Suzuka neste domingo

RIO DE JANEIRO – Em território da Honda, os modelos Lexus (leia-se Toyota) fizeram a festa nos 300 km de Suzuka, 3ª etapa da temporada do Super GT japonês. Tanto na GT500 quanto na GT300, a marca fez a festa e deixou as rivais chupando dedo.

A dupla formada por Yuhi Sekiguchi/Kazuki Nakajima se saiu melhor: além de carregarem apenas 2 kg adicionais de lastro pelo desempenho nas etapas anteriores, partiram da pole position e dominaram amplamente a disputa, com pouco mais de 1h47min de prova. Aliás, um bom augúrio para Nakajima, que agora foca na disputa das 24 Horas de Le Mans – com Journée Test no próximo domingo e a corrida daqui a 20 dias.

A equipe Tom’s ainda fez dobradinha, porque os atuais vice-campeões Ryo Hirakawa/Nick Cassidy, graças a uma performance agressiva do neozelandês, somaram pontos importantes com o 2º lugar e o primeiro pódio no ano. Para completar a festa dos Lexus LC500, Kenta Yamashita/Kazuya Oshima faturaram a terceira colocação, relegando a quarto o melhor Honda, com Tomoki Nojiri/Takuya Izawa.

Vencedores dos 500 km de Fuji, Hiroaki Ishiura/Yuji Tachikawa fecharam a disputa em Suzuka na 6ª colocação, suficientes para deixá-los na liderança do campeonato com 26,5 pontos – assim, levarão 53 kg de lastro do sucesso para a próxima etapa, que será na calorenta Tailândia.

Em contrapartida, Naoki Yamamoto/Jenson Button tiveram uma performance para ser esquecida. A dupla campeã do ano passado terminou apenas na 13ª colocação, resultado que os deixa em oitavo na tabela, com apenas 11 pontos somados na etapa passada. Mas pior aconteceu a Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda, que ficaram fora da disputa por acidente. A corrida dos pilotos da Nissan durou apenas 16 voltas – só que eles têm bons pontos das duas primeiras provas e seguem próximos à ponta da classificação.

D7esCc2V4AIG80R
A segunda vitória em três provas deu a Morio Nitta/Sena Sakaguchi a liderança entre os GT300: em Suzuka, a estratégia para a troca de quatro pneus novos rendeu a eles os 20 pontos

Na GT300, mesmo com 20 kg adicionais após a vitória em Okayama, Morio Nitta/Sena Sakaguchi venceram sem problemas – mesmo após uma troca completa de pneus que os deixaram em desvantagem contra quem teoricamente tentou ganhar terreno fazendo apenas reabastecimento e troca de pilotos. Acabou que, quem fez essa opção, caiu do cavalo.

A dupla da K-Tunes LM Corsa ganhou com 20 segundos para o “Mother Chassis” com a simpática pintura alusiva ao Mach 5 de Speed Racer. A equipe Advics MachSyaken fez uma ótima prova e chegou ao melhor resultado na sua trajetória na divisão, com Yuya Hiraki/Natsu Sakaguchi se revezando ao volante.

O mais legal é que foram carros de três regulamentos diferentes no pódio: um GT3 FIA em primeiro, um carro construído pela GTA (organizadora da competição) em segundo e um modelo homologado apenas pela JAF, a CBA deles: o Subaru BRZ Boxer da R&D Sport foi muito bem conduzido por Takuto Iguchi/Hideki Yamauchi ao 3º lugar final.

Então líderes do campeonato, Shinichi Takagi/Nirei Fukuzumi chegaram em 6º lugar com o Honda NSX GT3 EVO da ARTA, resultado que os fez perder o comando da classificação aos vencedores em Suzuka. A dupla do #55 carregou 47 kg de lastro na prova “caseira”. Em Buriram, levarão 57 kg e a dupla do Lexus, três quilos a mais.

A etapa de Suzuka foi mais um momento infeliz para Tomonobu Fujii/João Paulo de Oliveira. A dupla tentou chegar aos pontos pela primeira vez no ano com o Aston Martin AMR Vantage GT3 da D’Station Racing, mas não foi possível. Nos treinos, mesmo sem lastro adicional, não passaram do 19º lugar entre 25 carros, sequer avançando ao Q2. O que deu pra fazer foi tentar terminar – mas a corrida acabou para o “Oribeira” e seu parceiro japonês após 30 voltas.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames