MENU

17 de setembro de 2019 - 09:52DTM

Rast é campeão no DTM

RIO DE JANEIRO – A temporada 2019 do DTM ainda não chegou ao fim, mas já se sabe quem é o campeão: o alemão René Rast, de 32 anos, venceu mais uma corrida da categoria na primeira prova de Nürburgring, realizada sábado, foi ao pódio no domingo com um 3º lugar e comemorou seu segundo título na competição. O piloto da Audi chegou ao total de 279 pontos e não pode mais ser alcançado pelo vice-líder Nico Müller, que tem 223.

Agora, o suíço, que também corre pela Audi, disputa com Marco Wittmann o vice-título da série na rodada final de encerramento em Hockenheim. Essa corrida inclusive terá a presença extra de três carros do Super GT – Honda NSX-GT, Lexus LC500 e Nissan GT-R Nismo, que serão respectivamente guiados por Jenson Button, Nick Cassidy, Ryo Hirakawa, Tsugio Matsuda e Ronnie Quintarelli. Os Lexus e Nissan serão divididos.

O brasileiro Pietro Fittipaldi, 15º colocado no campeonato, teve mais um fim de semana de percalços. Com problemas mecânicos, chegou em 14º lugar na primeira prova e na segunda, quando tinha chances de pontuar, um mau pit stop o fez baixar posições. Foi o 13º colocado, quando poderia ter salvo pelo menos uma oitava posição.

Alguns leitores puderam (ou não) ter observado, mas o blog não pôs os vídeos com a íntegra das provas do DTM em Lausitzring, quando a categoria chegou à sua corrida #500 na história. E infelizmente não será possível também compartilhar as corridas de Nürburgring: os vídeos sofreram o que se chama de ‘geoblock’ – não me perguntem por qual razão – no Brasil, mais uma vez.

Aliás, parabéns aos envolvidos por isso.

Resta colocar os melhores momentos da corrida que consagrou Rast campeão com inteira justiça na temporada 2019.

Compartilhar

5 comentários

  1. Carlos Eduardo Nogueira disse:

    Fazem muitos anos que no Brasil a Band Sports transmite a DTM ao vivo. Acredito que a DTM é a mais perversa categoria, pois tem ordens de fabricante sobre as equipes que correm com sua marca, fabricando resultados. Os carros atuais usam o mesmo monocoque e tem limite de uso de peças anual, como disco de freios e amortecedores. O artificialismo da asa móvel e o push to pass possibilitaram ultrapassagens, que antes só aconteciam no pit-stop obrigatório ou por toques e batidas. Está longe de ser a melhor categoria de turismo mundial, como alardeiam alguns famosos comentaristas. Neste ano a superioridade da Audi foi exagerada além de ter 4 equipes e 8 carros, a BMW 3 equipes e 6 carros e a estreante Aston -Martin 2 equipes e 4 carros. Teve temporada no passado que tinham carros defasados de 2 e 3 anos anteriores competindo. Categoria monótona e previsível de se assistir

  2. Fernando Silva disse:

    Gosto do DTM e acompanho sempre que possivel (qdo o canal fechado da familia Saad passa…), mas essa temporada foi bem meia boca, sem competitividade e com uma certa debandada de varios pilotos tradicionais da série em decorrência da saida da Mercedes…infelizmente o carro da Aston Martin não mostrou a que veio também…como a situação la no Super GT é bem diferente em termos de disputa, tenho uma grande expectativa para o ano que vem.
    A conferir.

    • Gabriel Medina, The Other disse:

      Fernando, as corridas do campeonato estão sendo transmitidas pelo youtube em inglês ao vivo, é só parear com a TV e curtis, assisti várias dessa temporada assim.

  3. Gabriel Medina, O outro disse:

    Rodrigo, serão três carros japoneses, não cinco, já que as inscrições da Nissan e da Lexus terão um piloto para cada corrida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *