MENU

14 de outubro de 2019 - 00:39GT Cup Open, Vídeos

Köller é o primeiro campeão do GT Cup Open

RIO DE JANEIRO – A temporada 2019 do GT Cup Open Europe se encerrou no fim de semana em Monza, na Itália, consagrando seu primeiro campeão: o suíço Hans-Peter Köller, vencedor de metade de um total de 12 corridas e beneficiado pela não-participação do colega de equipe Edoardo Liberati logo na primeira rodada dupla em Paul Ricard, levou o título com o Lamborghini da Vincenzo Sospiri Racing (VSR).

E com requintes de crueldade sobre o também suíço Niki Leutwiler, único rival do então líder do campeonato quando ambos chegaram para a rodada final. No sábado, o piloto do Porsche #22 terminou em 3º lugar e, com o abandono de Köller ainda antes de completar a primeira volta, a diferença entre eles baixou para três pontos.

Ficou para a última, onde a missão de Leutwiler seria de abrir vantagem superior a quatro pontos para levar o título. E o carro #6 de Köller e Liberati partiu da pole, dominando a corrida a bel prazer, antes, durante e depois da janela de pit stops.

E aí aconteceu: um furo lento de pneu deixou Köller na mão. Enquanto ele reduzia o ritmo para ir ao boxe antes da abertura da última volta, aconteceu que Leutwiler calculou mal a manobra na Curva Biassono e os dois carros se tocaram. O Lamborghini começou a pegar fogo na parte traseira e o Porsche de Leutwiler também sofreu um furo de pneu na sequência do incidente – o que foi decisivo para o campeonato.

A vitória foi da dupla Carlo/Lino Curti, com Thiago Vivacqua e Marc de Fulgencio alcançando o melhor resultado do ano para a Teo Martín Motorsport, seguidos por JP Mauro/Rodolfo Toni, vencedores da corrida de sábado.

Köller também ganhou a série na subclasse Pro-Am, enquanto Leutwiler levou o troféu entre os gentleman drivers.

Mauro/Toni fecharam o ano com o 4º lugar na classificação geral, somando 79 pontos e quatro pódios. Vivacqua fechou em décimo na dupla com Marc de Fulgencio, somando 48 e um pódio. Márcio Basso foi 11º com 47 e Guilherme Salas 13º com 43 – os dois foram ao pódio duas vezes e ganharam uma corrida.

Por fim, Fernando Fortes foi 20º na temporada somando 10 pontos e Guilherme Reischl, com sete, ficou em 22º lugar.

Veja nos vídeos abaixo as provas finais do GT Cup Open.

Compartilhar

2 comentários

  1. rodrigo botana disse:

    mattar você esqueçeu de citar um fato nessa corrida a volta ás pistas depois de anos parado, ele testou um spirit em jacarepagua em 1984 mas nunca correu de f1 e correu na indy, o veterano italiano fulvio ballabio de 63 anos depois de anos sem correr correu essas 2 provas da categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *