MENU

23 de novembro de 2019 - 11:11Asian Le Mans Series

Eurasia e Mehri faturam pole para a abertura do Asian Le Mans Series

RIO DE JANEIRO – A primeira pole position da temporada 2019/20 do Asian Le Mans Series é da Eurasia Motorsport: após o domínio da Carlin na sexta-feira e a G-Drive como a equipe mais rápida do segundo treino livre, a escuderia filipina conquistou um lugar na linha de frente do pelotão com o antigo piloto de Fórmula 1 Roberto Mehri.

O espanhol superou Harry Tincknell numa classificação muito disputada, registrando o novo recorde da pista para a série – 1’53″191 para os 5,451 km do circuito de Xangai.

Com o Dallara da Carlin, Tincknell lutou bastante para tentar superar a marca do rival, mas tudo que conseguiu foi ficar em segundo a apenas 51 milésimos. Roman Rusinov, com o Aurus 01 da G-Drive alinhado em parceria com a anglo-portuguesa Algarve Pro Racing, foi atrapalhado pelo tráfego e ficou com a 3ª posição, a 0″219 da pole. Não fosse isso e talvez o carro #26 pudesse ter saído do treino com o ponto extra.

A quarta posição é do Ligier #34 da Inter Europol Endurance, alinhado pelo suíço Mathias Beche na classificação. A tática da equipe polonesa foi de preservar um pouco mais os pneus – eles consideram que o carro pode ter um bom ritmo no primeiro stint e assim se manter na luta pela liderança.

O equilíbrio entre os cinco primeiros pode ser medido pelo fato de que ficaram separados por menos de meio segundo – precisamente por 0″389. A estreante K2 Uchino Racing apareceu bem no treino com Shaun Thong no carro #96.

Já o Eurasia “All Black” ficou devendo: com Nick Cassidy, o principal piloto, ocupado com a Fuji Dream Race do Super GT e do DTM neste final de semana, Masataka Yanagida foi apenas o sexto – a quase um segundo do 5º colocado.

Entre os LMP2-AM, a Rick Ware Racing continuou sem percorrer um único metro de pista – e os carros, acreditem ou não – serão preparados para disputar a corrida deste domingo.

Kang Ling apareceu bem com o bom e velho Ligier JS P2 Nissan da ARC Bratislava e bateu o único concorrente, Arjun Maini, da RLR MSport, por nove décimos – já que o indiano teve nada menos que quatro voltas anuladas por abuso de “track limits”. Os dois carros formam a quarta fila do grid.

Garett Grist deu à Nielsen Racing a pole da LMP3 na estreia do time britânico no Asian Le Mans Series: com o tempo de 2’00″112, ele bateu o #13 da Inter Europol Competition guiado por Nigel Moore, por quatro décimos.

Colin Noble fez o terceiro tempo, numa estratégia mais conservadora, já que o carro #2 que ele divide com Tony Wells teve pelo menos duas voltas rápidas canceladas por abuso de “track limits”.

Na divisão dos GTs, Davide Rigon – companheiro de equipe do brasileiro Marcos Gomes – faturou a pole na estreia da HubAuto Corsa na competição asiática de Endurance. O piloto de fábrica da Ferrari marcou 2’03″760, superando Ale Pier Guidi (que terá Ozz Negri como um de seus parceiros) por 0″281.

O Aston Martin da D’Station Racing por pouco não furou a primeira fila dos carros italianos: apenas um milésimo de segundo separou Ross Gunn de Pier Guidi. Antonio Fuoco, responsável pelo simulador da Ferrari em Maranello, ficou em quarto com o carro #7 da CarGuy.

As 4h de Xangai terão largada às 9h45 locais neste domingo (22h45 deste sábado, pelo horário de Brasília) – e serão transmitidas AO VIVO pelo blog, com o streaming do Asian Le Mans Series no YouTube.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *