Jean-Louis Lacerda Soares

J

RIO DE JANEIRO – Campeão do I Grande Prêmio Juscelino Kubitschek, evento que marcou a primeira corrida de automobilismo em Brasília, no dia 23 de abril de 1960, o paulista Jean-Louis Lacerda Soares morreu na última sexta-feira. Ele é mais uma das muitas vítimas da Pandemia do Covid-19 no Brasil.

O “Lagartixa”, apelido de Jean-Louis quando piloto, ganhou a prova principal das classes Esporte e Mecânica Nacional, num evento com três corridas. Com uma Ferrari Testarossa, ele venceu na geral e na divisão Esporte, enquanto Ciro Cayres ganhou a prova da Mecânica Nacional com um Maserati-Corvette. Na prova do Grupo I, de carros originais, venceu Chico Landi com um FNM-JK.

Entre os convidados ilustres que assistiram à vitória de Jean-Louis estava ninguém menos que Juan Manuel Fangio, que esteve na inauguração de Brasília, deu a bandeira de largada nas corridas e ofertou aos vencedores os troféus.

Jean-Louis, que tinha amigos no jet-set internacional, foi dono também da concessionária Marcas Famosas, que revendia modelos Volkswagen e teve equipe na Fórmula Super Vê entre 1974/75 com os Kaimann prateados guiados por Eduardo Celidônio e Alfredo Guaraná Menezes.

Há alguns anos, Jean-Louis foi homenageado no Rio de Janeiro por ocasião de uma prova de Porsche Cup em Jacarepaguá. Tive a oportunidade de entrevistá-lo para o extinto Grid Motor, do SporTV. A ele e a Fritz d’Orey. As entrevistas se encontram nos arquivos da casa.

Foi casado com Ilde – que também teve Covid-19 por 61 anos e teve três filhos. A agora viúva recuperou-se. Mas Jean-Louis, não. Internado no hospital Sírio Libanês, ele não resistiu e partiu.

Sentimentos à família e amigos.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

2 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames