Os impossíveis: United Autosports segue invicta no ELMS

O

RIO DE JANEIRO – Sabe aquele velho desenho animado, “Os Impossíveis” – que era uma banda de rock e que se transformava em Super-Heróis (Multi-Homem, Homem-Fluido e Homem-Mola)? Então… a United Autosports protagoniza em cores vivas e em quatro rodas a versão “Os Impossíveis” do ELMS em 2020: a equipe segue invicta na temporada, com três vitórias nas três corridas disputadas – a última delas neste sábado, a Le Castellet 240, em Paul Ricard.

Mesmo com a incerteza do tempo – ruim nesta época do ano em território francês – a prova foi disputada até de noite, terminando 22h30 locais, 17h30 de Brasília, com Filipe Albuquerque e Phil Hanson a conquistar a segunda vitória seguida com o carro #22, após um total de 118 voltas percorridas pelos 5,771 km do circuito localizado na Riviera, numa disputa excepcional pela vitória contra a G-Drive Racing, que vendeu caríssimo o primeiro lugar.

Tanto que Albuquerque passou o Aurus 01 do time russo assistido pela TDS Racing, que é uma equipe local, faltando apenas dois minutos para o final da disputa com 4h de duração. A diferença entre os dois carros na quadriculada foi de somente 2″618 – ínfima para uma corrida do gênero. Foi o melhor resultado da G-Drive em 2020 e a United Autosports soma seis vitórias seguidas – três no ELMS e mais três no FIA WEC.

O 3º lugar foi da Graff Racing com o trio Alexandre Cougnaud/Thomas Laurent/James Allen, seguidos do melhor carro com pneus Goodyear – o #31 da Panis Racing partilhado por Julien Canal/Nico Jamin/Will Stevens.

Um único momento de susto na disputa aconteceu na altura da volta 84, quando o protótipo #24 da Algarve Pro Racing do trio Henning Enqvist/Jon Lancaster/Olivier Pla – com este último a bordo – capotou após um contato com um adversário na Courbe des Signes. O Safety Car entrou na pista e Pla, felizmente, saiu do carro destruído sem ferimentos.

Na classe LMP3, os até então líderes invictos da temporada Wayne Boyd/Tom Gamble/Ross Wheldon tiveram que abandonar e assim a United Autosports foi enfim derrotada pela Realtime Racing, que fez barba, cabelo e bigode na Le Castellet 240. Esteban Garcia e David Droux levaram o Ligier JS P320 número #8 ao topo do pódio, ultrapassando nos dez minutos finais o carro #3 de Duncan Tappy e Andrew Bentley.

A Inter Europol Competition, que chegou ao melhor resultado do ano na LMP2 – 6ª colocada – fechou o pódio da categoria com Nigel Moore e Martin Hippe, mesmo após uma penalização drive through por contato evitável com um adversário.

E entre os Grã-Turismo, a Spirit of Race usou do expediente da economia de combustível para levar o carro #55 guiado por Aaron Scott/Duncan Russell Cameron/Matt Griffin à vitória, após quase dois anos de jejum. A Ferrari superou por quase 26 segundos o Porsche 911 RSR de Christian Ried/Michele Beretta/Alessio Picariello, enquanto a IronLynx pescou o terceiro posto com o carro das damas – Michele Gatting/Manuela Göstner/Rahel Frey. Elas, inclusive, perderam a chance da vitória com a entrada de um Safety Car que lhes custou uma liderança de 30 segundos em relação aos rivais…

A trinca do brasileiro Marcos Gomes, que faturou as 4h de Spa há algumas semanas, desta vez terminou somente em 4º lugar na categoria. Daniel Serra retornou às corridas internacionais com o sexto posto em parceria com Steffen Görig e Christoph Ulrich. O tempo perdido pela falta de ritmo dos companheiros de AF Corse minou as possibilidades da Ferrari, que largara em terceiro na disputa.

O ELMS volta à ativa agora apenas no dia 11 de outubro, após a disputa das 24h de Le Mans, com várias equipes da categoria envolvidas no evento, com a realização das 4h de Monza, na Itália.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames