Para quem não viu: FIA WTCR, rodada final de Motorland Aragon

P

RIO DE JANEIRO – Terminou no último fim de semana a temporada 2020 do FIA WTCR, que também passou por maus bocados por conta da Pandemia do Covid-19. Muitos eventos suprimidos – foram oito cancelamentos no total e o último, da etapa de Adria, por falta de condições por conta de uma obra ainda incompleta, motivou os organizadores do Mundial de Carros de Turismo a fazer nova etapa na Espanha, em Motorland Aragón.

E assim o francês Yann Ehrlacher chegou ao título num campeonato difícil para todo mundo: o piloto de 24 anos repetiu o tio Yvan Muller – que numa simbólica passagem de bastão foi o vice do sobrinho – ganhando um total de três entre 16 provas disputadas. O 6º lugar na prova #2 bastou e na última, pra cumprir tabela, Ehrlacher fez a dobradinha da Lynk & Co. com o uruguaio Santi Urrutia.

Muller ganhou a prova #2 e o argentino Estebán Guerrieri, que ainda tinha hipóteses, venceu a primeira da rodada tripla final. Porém, um abandono e um 18º lugar cobraram a conta ao sul-americano da Münnich Motorsport, que perdeu inclusive a 3ª posição para Jean-Karl Vernay, que completou um incrível 1-2-3 de gauleses na classificação final do certame.

Vernay, inclusive, venceu o WTCR Trophy, para pilotos de equipes não-oficiais e o belga Gilles Magnus, 5º na classificação final e segundo entre os privados, foi disparado o novato do ano, marcando quase o dobro dos pontos do alemão Luca Engstler.

Para 2021, o FIA WTCR prevê seu retorno ao continente asiático com eventos na Coreia do Sul, China e Macau. Mas tudo depende ainda do andamento da Pandemia. A próxima temporada, em princípio, começa na Hungria, no mês de maio.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames