Team Jota vence em Abu Dhabi, mas título do Asian Le Mans é da G-Drive Racing

T
As 24h de Le Mans ofereceram seis vagas para o Asian Le Mans Series, sendo preenchidas por G-Drive Racing e United Autosports nos protótipos, Precote Herberth Motorsport, GPX Racing, Rinaldi Racing e Inception w/Optimum nos carros de Grã-Turismo

RIO DE JANEIRO – Definidas hoje as vagas de ofício das 24h de Le Mans destinadas ao Asian Le Mans Series e – claro e evidente – os títulos das subclasses em disputa. As 4h de Abu Dhabi, última etapa do campeonato, foram ganhas pelo Team JOTA, na segunda vitória seguida do #28 guiado por Sean Gelael e Tom Blomqvist,

A corrida teve 112 voltas e três intervenções de Safety Car por pouco mais de 45 minutos no total, o que foi a chave para as mudanças de estratégias. O triunfo não foi suficiente para a JOTA reverter a vantagem da G-Drive Racing: com o 4º lugar, a trinca René Binder/Yifei Ye/Ferdinand Von Habsburg levou o campeonato com 81 pontos somados contra 78 do vice Gelael e 66 do trio Rui Andrade/John Falb/Franco Colapinto, terceiro colocado na classificação final.

Na etapa derradeira, foram os pilotos do #25 que terminaram em segundo, com a Phoenix Racing fechando o pódio. O resultado deixou Matthias Kaiser e Simon Trummer em quarto na tabela com 57 pontos.

Já campeã da LMP2 Am (sem direito à vaga direta em La Sarthe), a ERA Motorsport atrasou-se na disputa, perdeu nove voltas e ficou em 27º lugar na geral.

A United Autosports, por seu turno, pegou a QUINTA vaga direta de ofício para a LMP2 – e só pode usar, no máximo, duas: a equipe monopolizou o pódio da LMP3 neste sábado, fez 1-2-3 com vitória de Manuel Maldonado/Rory Penttinen/Wayne Boyd, que levaram o título de pilotos com 78 pontos somados, contra 58 dos vice-campeões Andrew Bentley/Jim McGuire/Duncan Tappy, que terminaram em segundo na disputa deste sábado.

Na GT, a última vitória do ano foi da Kessel Racing w/Car Guy e o trio Takeshi Kimura/Côme Ledogar/Mikkel Jensen, que terminaram em décimo-terceiro lugar, seguidos pela Inception Racing w/Optimum Motorsport (McLaren 720S GT3) e Rinaldi Racing (Ferrari 488 GT3).

Com os problemas da GPX Racing, que chegou apenas em 14º lugar na classe, o título foi da Precote Herberth Motorsport – Ralf Böhn, Alfred e Robert Renauer ficaram com o quinto lugar na disputa, chegando ao total de 64 pontos, um e meio a mais que os rivais Axcil Jefferies, Alain Ferté e Julien Andlauer. A equipe de Pierre-Brice Mena também levou uma vaga direta para as 24h de Le Mans.

Os demais postos foram preenchidos pela Rinaldi Racing, que chegou aos 49 pontos na classificação final e 45 da Inception Racing, que superou a Garage 59 – 9ª colocada na última etapa com o carro #88.

A Walkenhorst venceu a última prova na GT Am – aqui, o título já estava decidido em favor de Christian Hook/Manuel Lauck/Patrick Kujala, desde a sexta-feira.

Os brasileiros tiveram resultados contrastantes: 8º lugar para Marcos Gomes/Raffaele Marciello/Liam Talbot, que terminaram a temporada com 28 pontos na classificação final e o abandono de Oswaldo Negri/Alessandro Pier Guidi/Francesco Piovanetti, que só completaram 12 voltas.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Bem, as corridas até tiveram alguns bons momentos de disputas mas, no geral, acho que as duas pistas não favorecem as ultrapassagens, principalmente a de Dubai. De qualquer forma, parabéns aos vencedores, que pegaram o caminho mais curto (literalmente) para Le Mans.
    Marcos gomes é outro que não demora em “picar a mula” do Brasil para dedicar-se somente a certames do ACO e SRO. Faz muito bem, até porque a Stock também está se reforçando com mais um nome consagrado:TK (breaking news de hoje no portal do UOL)

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames